moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Piloto Vanessa Daya morre após acidente em Brasília (DF)

Queda aconteceu em corrida no último domingo e a morte da piloto foi anunciada nessa terça-feira (16/07)

16 de July de 2013
Compartilhe este conteúdo:

A piloto Vanessa Daya, 31 anos, campeã brasiliense na categoria 600cc - "Superbike com Batom", morreu na madrugada dessa quarta-feira (17/07), no Hospital de Base, em Brasília (DF), onde estava internada na UTI,  em decorrência do grave acidente que sofreu na corrida válida pela terceira etapa do Campeonato Brasiliense de Motovelocidade, no último domingo (14/07), no Autódromo Internacional de Brasília.

Na terça-feira (16/07) os médicos que atendiam Vanessa Daya no hospital chegaram a anunciar a morte cerebral da piloto, mas ela foi submetida a novos exames no final do dia para confirmar o quadro e após passar pelo Ecodoppler (exame que avalia as funções neurológicas) - a paciente teve leves estímulos e foi descartada a morte cerebral. O quadro clínico da piloto se agravou durante a madrugada e ela veio a falecer após uma parada cardíaca, próximo das 5h.

Segundo informações do chefe de equipe da piloto, Wendel Vaz, o acidente foi extremamente grave porque, ao perder o controle, Vanessa Daya foi ao chão e a moto capotou várias vezes, caindo em cima dela, quebrando o capacete e causando trauma encefálico. Quem viu de perto o acidente foi o piloto Dani Mamola, também da equipe de Vanessa Daya.

A piloto recebeu os primeiros socorros da equipe médica do campeonato e foi levada imediatamente ao Hospital de Base, onde passou por cirurgia em que recebeu dois cateteres para estabilizar a pressão intracraniana e um para drenagem no tórax, ela apresentava edema cerebral e fratura na face e vinha desde então sendo monitorada e avaliada pela equipe clínica do hospital.

O chefe da equipe médica do campeonato, Dr. Christiano Flores, acompanhou o caso de Vanessa Daya de perto e passou todas as informações à Federação de Motociclismo do Distrito Federal (FMDF) e Capital Racing, empresa que organiza a competição. O presidente da Federação de Motociclismo do DF, Carlos Senise, montou uma comissão de especialistas em motovelocidade para analisar as condições do acidente da piloto Vanessa Daya.

Essa comissão vai analisar o estado de conservação da moto, os equipamentos de segurança pessoal da piloto e as condições da pista, no momento em que se deu o acidente. Ao final do trabalho a Comissão divulgará relatório com as considerações do caso.

O MOTO.com.br, juntamente com todos os motociclistas do Brasil, lamenta profundamente a morte da piloto Vanessa Daya, uma das grandes incentivadoras do motociclismo feminino no país.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Scuderia Classic Riders Brasil convida para Track Day em Interlagos

WSBK: GP da Austrália abre a temporada 2017 do Mundial Superbike

Michael Dunlop disputará TT da Ilha de Man com uma Suzuki GSX-R1000R

Piloto Elena Myers deixou as pistas por assédio sexual

Ao Vivo: KTM apresenta equipe oficial da MotoGP em 2017

Entrevista: Granado conta as novidades para 2017

Equipe JC Racing Team é a campeã das 500 Milhas em 2017

Piloto Elena Myers deixou as pistas por assédio sexual

Entrevista: Granado conta as novidades para 2017

Equipe JC Racing Team é a campeã das 500 Milhas em 2017

Entenda como funciona um Track Day

Ao Vivo: KTM apresenta equipe oficial da MotoGP em 2017

Brasileiro no Team Yamaha na disputa do Desafio R3 bLU cRU 2017

Alexandre Barros abre escola de pilotagem


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras