moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Moto 1000 GP: Lucas Barros estabelece recordes

20 de December de 2012
Compartilhe este conteúdo:

Quando teve confirmada sua participação na temporada do Moto 1000 GP pela Alex Barros Racing, no primeiro semestre de 2012, Lucas Barros tinha objetivos relativamente modestos. Em seu primeiro ano pilotando motocicletas superesportivas de 1.000cc, o piloto paulista de 16 anos pretendia, à custa de preparação de planejamento, sustentar as condições de finalizar o campeonato compondo a lista dos cinco melhores colocados.

A temporada premiou Barros com conquistas bem mais significativas. Conduzindo a BMW S1000RR número 14 a três vitórias, três segundos e dois terceiros lugares, subiu ao pódio em todas as oito etapas da categoria GP Light e escreveu seu nome na história como segundo piloto no mundo a conquistar um título pilotando uma moto de 1.000cc aos 16 anos. Além disso, alinhou na primeira fila de todos os grids de 2012.

“Esse título foi o primeiro passo para onde quero chegar um dia, que é o Mundial. Com todo o esforço, dedicação e fé que estou tendo, posso dizer que tenho chances, se essa evolução continuar”, vislumbra o campeão. “Tive uma evolução grande neste ano, devo isso a toda a dedicação que minha equipe teve por mim, ao meu empenho. Esse foi o primeiro título na minha carreira”, lembrou o piloto da equipe oficial BMW Motorrad.

Lucas Barros manifesta uma pitoresca lista de agradecimentos. “Um dia disse a mim mesmo que era isso que queria para a minha vida e decidi correr atrás. Assim, com verdadeiros amigos do lado, consegui o título saindo de uma moto 125cc direto para uma 1.000cc. Só tenho a agradecer à minha equipe, a Alex Barros Racing, e também ao pessoal da Pitico Race, que é uma equipe rival dentro da pista, mas que me deu muita força”, frisou.

O piloto já confirmou participação na temporada de 2013, pela categoria GP 1000, a principal do Moto 1000 GP. “Meu objetivo continua sendo evoluir como piloto para tentar terminar o ano entre os cinco ou seis primeiros, quem sabe eu me surpreenda de novo...”, sugeriu. “Vou correr na GP 1000 disposto a tudo, vou ter que me arriscar mais ao tombo, o que é normal, pois vou procurar ainda mais o limite. Mas vou de cabeça erguida. Que venha 2013”.

O Moto 1000 GP representou uma experiência intensa para Lucas Barros. “O campeonato cresceu muito em termos de estrutura, nível de pilotos, organização, houve uma evolução evidente entre 2011 e 2012. Todos os membros da organização merecem cumprimentos”, avalizou. “A GP 1000 está fortíssima, e a GP Light não está tão light assim, pois em questão de tempo tomávamos apenas dois segundos por volta da GP 1000”.

Fotos: Leandro Lodo/Sérgio Sanderson



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Alex Barros vence e dá show na final do Superbike Brasil

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

MotoGP define o calendário da competição em 2017

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

Copa Red Bull convoca 23 nomes para a temporada 08

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

Entenda como funciona um Track Day

SBK Brasil: Mudança de calendário e circuitos na temporada 2016

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras