moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Moto 1000 GP: Diego Pierluigi vence o GP de Goiânia

28 de September de 2015
Compartilhe este conteúdo:

Diego Pierluigi manteve no último domingo (27/09) a meta de conquista do título máximo do Moto 1000 GP. O piloto argentino conduziu a Kawasaki da JC Racing Team à vitória no GP Goiânia, sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, e reduziu de 48 para 43 pontos sua desvantagem para o francês Matthieu Lussiana, que terminou em segundo. O terceiro colocado no Autódromo Internacional de Goiânia foi outro argentino, Martín Solorza.

Foi a décima vitória de Pierluigi na GP 1000, categoria principal do Moto 1000 GP. Ele retoma, assim, o recorde isolado de primeiros lugares, com um a mais que Lussiana, piloto da BMW Motorrad Petronas Racing. Para Solorza, que compete com a Kawasaki de sua própria equipe, a Solorza Competicion, o terceiro lugar representou o primeiro pódio no campeonato, que terá sequência com a sétima etapa no dia 25 de outubro em Santa Cruz do Sul (RS).

O resultado da corrida no Autódromo Internacional de Goiânia limitou a Lussiana e a Pierluigi as chances matemáticas de conquista do título na quinta temporada de existência do Moto 1000 GP. O terceiro lugar na classificação do campeonato é do português Miguel Praia, que levou a Honda da Center Moto Racing Team ao quinto lugar na corrida, atrás ainda do italiano Sebastiano Zerbo, quarto colocado com a Kawasaki da Target Race Superbike Team.

Na categoria GP 1000 Evo, destinada aos pilotos em fase de evolução de suas carreiras, a vitória foi do paulista Nick Iatauro, do Team Suzuki-PRT, que terminou em oitavo na classificação geral. Em segundo ficou o paranaense Victor Moura, com a Kawasaki da M2B Racing. Eles são líder e vice-líder, com 124 e 101 pontos, respectivamente. O paulista Diego Pretel, da Ducati-DRT, abandonou a prova e está em terceiro na tabela, com 70 pontos.

O destaque da largada ficou por conta de Marco Solorza, que largou em quarto e assumiu a liderança. Philippe Thiriet, décimo colocado no grid, saltou para segundo na reta de partida, posição que perdeu para Diego Pierluigi ainda na primeira volta. No complemento da primeira volta, Pierluigi ultrapassou seu compatriota para reassumir a liderança. Matthieu Lussiana, segundo no grid, perdeu posições no início e fechou a primeira volta em sétimo.

Thiriet perdeu a tangência da curva do Bico de Pato na segunda volta e caiu para sexto. Miguel Praia, Martín Solorza e Matthieu Lussiana fechavam as cinco primeiras posições. Lussiana, ao término da segunda volta, consolidou a dupla ultrapassagem no segundo pelotão para assumir o terceiro lugar, 2s102 atrás de Pierluigi, que fechava a volta mais rápida da prova em 1min24s600; no giro seguinte, Lussiana marcou 1min24s103, a 164,156 km/h de média.

Na sexta volta, Lussiana perdeu o ponto de frenagem numa das curvas do trecho misto do circuito, saiu da pista e perdeu a terceira posição para Praia. Recuperou-a na abertura da oitava volta. O francês reassumiu a vice-liderança poucos instantes depois, quando viu Marco Solorza cometer o mesmo erro que o havia tirado do terceiro lugar. O GP Goiânia chegou à metade com Pierluigi administrando uma vantagem de 4s225 sobre Lussiana.

A segunda metade da prova intensificou, também, a caça à liderança da classe GP 1000 Evo. Nick Iatauro, líder do campeonato nesta categoria, tinha a liderança desde a segunda volta, quando Diego Pretel, da DRT-Ducati, parou com problemas mecânicos. Piloto do Team Suzuki-PRT, Iatauro foi superado por Victor Moura, da M2B Racing, na décima volta, e só retomaria o primeiro lugar na categoria a duas voltas da bandeirada final.

A terceira posição foi conquistada por Sebastiano Zerbo na 12ª volta, quando o italiano valeu-se da queda de rendimento na Honda de Praia para ultrapassá-lo. Faltavam menos de quatro voltas para o fim da corrida quando o italiano cometeu um erro e foi ultrapassado por Martín Solorza – Marco já havia abandonado a corrida na volta número 12. Danilo Lewis e Wesley Gutierrez, brasileiros de melhores colocações, disputavam o sexto lugar.

Na 15ª das 18 voltas, a vantagem do líder Pierluigi sobre Lussiana era de 2s710. Caiu a 2s434 na 16ª e subiu para 3s037 na 17ª e penúltima. Ao fim da disputa, Pierluigi recebeu a bandeirada da vitória pela décima vez no Moto 1000 GP 3s088 à frente do líder do campeonato. Martins Solorza, Sebastiano Zerbo e Miguel Praia completaram o grupo dos cinco primeiros. Gutierrez ficou em sexto, vencendo o duelo brasileiro com Lewis, o sétimo.

GP GOIÂNIA – RESULTADO FINAL DA GP 1000
(Classificação final da corrida após 18 voltas)
1º) Diego Pierluigi (ARG/Kawasaki), JC Racing Team, GP 1000, 25min33s810
2º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, GP 1000, a 3s088
3º) Martín Solorza (ARG/Kawasaki), Solorza Competicion, GP 1000, a 15s147
4º) Sebastiano Zerbo (ITA/Kawasaki), Target Race Superbike Team, GP 1000, a 15s727
5º) Miguel Praia (POR/Honda), Center Moto Racing Team, GP 1000, a 18s185
6º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team, GP 1000, a 28s949
7º) Danilo Lewis (SP/Kawasaki), Tecfil Racing Team, a 29s193
8º) Nick Iatauro (SP/Suzuki), Team Suzuki-PRT, GP 1000 Evo, a 1min21s568
9º) Victor Moura (PR/Kawasaki), M2B Racing, GP 1000 Evo, a 1min22s287
10º) Philippe Thiriet (MG/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team, GP 1000, a 1 volta
11º) Jean Vieira (SC/Kawasaki), MS Racing Team, GP 1000, a 1 volta
NÃO COMPLETARAM
Marco Solorza (ARG/Kawasaki), Solorza Competicion, GP 1000, a 6 voltas
Ricardo Negretto (SP/Kawasaki), Tecfil Racing Team, GP 1000, a 6 voltas
Erlon Franco (MS/Kawasaki), Target Race Superbike Team, GP 1000, a 15 voltas
Diego Pretel (SP/Ducati), DRT-Ducati, GP 1000 Evo, a 16 voltas
NÃO LARGOU
Marcos Salles (PR/Honda), MS Racing Team, GP 1000 Evo
Melhor volta: Lussiana, na 3ª, 1min24s103, média de 164,156 km/h
(Resultado extraoficial, sujeito a alterações a partir das análises dos comissários técnicos e desportivos da etapa)

CLASSIFICAÇÃO
A classificação da GP 1000 após seis etapas do Moto 1000 GP é a seguinte: 1º) Matthieu Lussiana, 149 pontos; 2º) Diego Pierluigi, 106; 3º) Miguel Praia, 84; 4º) Wesley Gutierrez, 81; 5º) Sebastiano Zerbo, 66; 6º) Danilo Lewis, 41; 7º) Nick Iatauro, 39; 8º) Philippe Thiriet, 38; 9º) Martín Solorza, 32; 10º) Victor Moura, 31; 11º) Sebastian Porto, 29; 12º) Luciano Ribodino, 27; 13º) Diego Pretel, 22; 14º) Marco Solorza, 19; 15º) Marcos Salles, 16.

GP LIGHT
A categoria GP Light do Moto 1000 GP marcou, em Goiânia, a primeira vitória no ano do brasiliense Henrique Castro, com a Kawasaki da City Service BSB Motor Racing. O paranaense Rafa Nunes, do Team Suzuki-PRT, ficou com o segundo lugar, à frente do paulista Marcelo Skaf, da Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team. O gaúcho Marcelo Dahmer foi quarto com a Honda da K Racing e segue vice-líder do campeonato, atrás de Nunes.

GP 600
Eric Granado conquistou sua sexta vitória em 2015 e deu à Honda seu primeiro título brasileiro da categoria GP 600. O paulista da GST Honda Mobil Super Moto liderou o GP Goiânia de ponta a ponta. Matheus Oliveira, também paulista, levou a Kawasaki da Tecfil Racing Team ao segundo lugar, à frente do paranaense Lucas Bittencourt, que também pilota uma Kawasaki, da Paulinho Superbikes, e foi ao pódio pela segunda vez consecutiva.

GPR 250
Um momento histórico marcou o desfecho da categoria de formação de pilotos GPR 250 em Goiânia. Ton Kawakami, da Playstation-PRT, venceu, com Brian David, do Team Estrella Galicia, em segundo. Os dois cruzaram a linha de chegada rigorosamente lado a lado, sem diferença no cronômetro. A direção de prova teve de recorrer aos recursos do “photo finish” para determinar o resultado final. Kawakami lidera o campeonato.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

MotoGP define o calendário da competição em 2017

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

Copa Red Bull convoca 23 nomes para a temporada 08

Entenda como funciona um Track Day

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Mudança de calendário e circuitos na temporada 2016


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras