moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Moto 1000 GP: Diego Pierluigi sai vitorioso de Interlagos

23 de September de 2013
Compartilhe este conteúdo:
Os pilotos da categoria GP 1000 fizeram, no último domingo (22/09), uma das mais intensas disputas até agora no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. No final, a vitória foi do argentino Diego Pierluigi, piloto da JC Racing Team, lhe deu o vice-campeonato no Paulista de Motovelocidade, evento que acontece paralelo ao Campeonato Brasileiro. Na segunda colocação ficou o português Miguel Praia, da Center Moto Racing Team, seguido de Wesley Gutierrez, da equipe Motonil Motors-Alemão Pneus. Luciano Ribodino, da Alex Barros Racing, quinto colocado na corrida deste domingo, ficou com o título de campeão paulista, somando 58 pontos, contra 47 de Pierluigi e 32 pontos de Gutierrez.
 
Para o campeão da competição estadual, esse é um título que dá ânimo para a equipe na continuidade do certame nacional. “Um título é sempre importante. Não fiz uma boa corrida em Interlagos, tive problemas em manter os pneus até o fim, mas fiz os pontos necessários para ficar com o título. Isso é gratificante”, salientou Ribodino. Na somatória dos pontos na disputa nacional, Ribodino continua líder, com 104 pontos, seguido de Diego Faustino, com 62 e Wesley Gutierrez, com 61 pontos alcançados.
 
Largando na pole-position Ribodino não conseguiu manter a ponta. Ainda na primeira curva, Miguel Praia forçou e tomou a liderança. Ainda antes do fim da primeira volta, Diego Faustino, da Petronas Eurobike SBK Team, entraria na disputa pela primeira posição, acalorando ainda mais a vaga na liderança. Foi na 15ª volta, das 20 voltas da corrida, que Pierluigi, imprimindo um ritmo forte, conseguiria um pouco mais de folga na ponta para cruzar por primeiro a linha de chegada na categoria GP 1000. Um dos destaques da prova foi Ricieri Luvisoto, piloto da HPN Racing By Target Race, que largando da 12ª colocação, terminou a corrida no quarto lugar.
 
“Optamos em usar pneus de chuva, então o cuidado deveria ser grande. Acabei caindo três vezes nos treinos e minha meta para a corrida era não cair mais. Foi uma corrida de muito cuidado que no final, consegui manter o mesmo ritmo para alcançar a vitória. Estava ‘batendo na trave’, mas agora deu tudo certo”, sintetizou Pierluigi. Pela primeira vez no pódio nesta temporada, Miguel Praia lembrou da força do campeonato nacional. “Esta etapa marca uma fase importante para nossa equipe. Estamos alcançando nosso objetivo que é andar na ponta. O campeonato brasileiro está muito equilibrado. Corri na Europa e não é por isso que cheguei aqui e consegui pódio. Isso mostra o nível que está essa competição”, lembrou Praia. O terceiro colocado no pódio levou o nome do Brasil entre os vencedores. Wesley Gutierrez, de Londrina, lembrou a importância de aprender com pilotos experientes. “Temos hoje no grid, escolas diferentes de pilotagem”, disse, se referindo ao argentino e ao português em seu lado na premiação. “Isso traz um referencial e o crescimento da categoria”, finalizou.
 
RESULTADOS GP 1000
1º) Diego Pierluigi (ARG/JC Racing Team), Kawasaki, 15 voltas em 27mins20s420
2º) Miguel Praia (POR/Center Moto Racing Team), Honda, a 2s787
3º) Wesley Bertoni Gutierrez (PR/Motonil Motors-Alemão Pneus), Kawasaki, a 3s066
4º) Ricieri Luvizotto (SP/Pro Rici Team), Suzuki, a 8s921
5º) Luciano Ribodino (ARG/Alex Barros Racing), BMW, a 12s523
6º) Danilo Lewis (SP/PRT-RC3 Racing), Kawasaki, 15s027
7º) Alecsandre De Grandi (SP/Team De Grandi-Bardahl), Honda, a 34s395
8º) Diego Faustino (PR/Petronas Eurobike Team), BMW, a 48s206
9º) Bruno Silva (SP/Alpha Racing Team), Kawasaki, a 1min04s150
10º)Luis Fittipaldi (DF/Motonil Motors), Kawasaki, a 1min34s664
11º) Lucas Barros (SPAlex Barros Racing), BMW, a 1min38s724
12º) Diego Pretel (SP/Ducati SBK Perfect Motors), Ducati, a 1min39s154
13º) Marcos Sales (PR/Grinjets SBK Racing), BMW, a 1min52s901
14º) Daniel Lenzi (PR/Grinjets SBK Racing), BMW, a 1 volta
Melhor volta: Diego Pierluigi, na 12ª, 1min46s098, média de 146,20 km/h
 
GP Máster
Parte integrante do grid da GP Light, a categoria GP Máster também conheceu o campeão paulista entre os pilotos mais experientes. O troféu ficou com Victor Braga, da SBK Rio, que completou as 12 voltas em 21mins31s041. Ele foi seguido no pódio por seu irmão, Alberto Braga, que defende as cores da Center Moto Racing Team e por Othon Russo, da Crazy Dog. A ordem do pódio também foi a ordem final do Campeonato Paulista, evento paralelo ao Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, onde Victor alcançou um total de 53 pontos, apenas um ponto a mais do que Alberto e três pontos à frente de Russo. Pelo certame nacional, Victor Braga também é o líder, com 93 pontos. Em segundo, aparece Sidnei Scigliano, 91 pontos, que nesta etapa em São Paulo, apresentou problemas e não completou a prova. Na terceira colocação está Alberto Braga, com 78 pontos. “A prova deste domingo foi difícil para todos. A diferença entre o chão seco e molhado altera a corrida, e em alguns pontos precisamos de mais cuidado. Mas foi uma competição muito equilibrada, como a gente pode ver na própria tabela de classificação”, observou Victor. Alberto concorda com seu irmão. “O campeonato está de parabéns. O nível é muito forte e isso puxa todos os outros pilotos para cima”, disse ele. Já Russo, sai satisfeito com o terceiro posto em Interlagos. “Para mim, um resultado ótimo, que motiva a buscar mais na próxima etapa”, sintetizou. 
 
GP Light
A vitória de Renato Andreguetto na quinta etapa do Moto 1000 GP, realizada neste domingo no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, deu ao piloto o título do Campeonato Paulista de Motovelocidade na categoria GP Light. Ele chegou à frente de André Paiato, da Alex Barros Racing, e de Davi Costa, da JC Racing Team, justamente os pilotos que ficaram no segundo e terceiro lugar na disputa estadual, respectivamente. Andreghetto teve uma corrida tranquila, perdendo a liderança uma única vez, durante a largada. Numa disputa em que a condição de pista se alternou entre seco e molhado, alguns pilotos optaram por pneus de chuva. “Foi um final de semana de acertos na moto onde a equipe trabalhou forte. Preocupou um pouco o traçado, se estaria seco ou mais úmido, mas consegui manter um bom ritmo desde o começo e isso foi determinante”, contou Andreghetto. Paiato, segundo após a bandeirada final, destacou o nível técnico da categoria. “O que vemos, mesmo durante os treinos, são pilotos dispostos a baixar cada vez mais os tempos. Isso exige que a gente tente acompanhar esse ritmo. O Renato acabou se desgarrando um pouco e a disputa ficou pela segunda colocação. Mas foi uma disputa leal, que só engrandece a todos”, relatou, lembrando da alternância pela vice colocação durante boa parte da corrida com Davi Costa, o terceiro colocado. “Uma grande corrida, gostosa, emocionante. Para mim, foi um resultado muito bom”, argumentou Davi. Na classificação do Campeonato Brasileiro, Andreguetto abriu ainda mais vantagem na liderança, e aparece agora com 129 pontos, contra 102 pontos de André Paiato e 56 pontos de Davi Costa. 
 
GP 600
O argentino Sergio Fasci venceu a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, realizada neste domingo no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos (SP). Largando da pole position, o piloto da MGBike Yamaha Racing completou as 12 voltas da categoria GP 600 com um tempo total de 24mins14s416. André Veríssimo, da Motrix Scigliano Racing, chegou em segundo na pista, mas foi desclassificado na vistoria por irregularidade técnica.Dudu Costa, que defende as cores da Mobil Rush Team herdou o segundo lugar, e Marcos Trotta, Motom, o terceiro. A vitória de Fasci também deu a ele o título de campeão paulista, evento que corre em paralelo ao Brasileiro. Fasci andou na frente desde a largada, e não sofreu pressão dos adversários. Com a pista mais seca depois da chuva que caiu sobre Interlagos na parte da manhã, as disputas foram mais intensas no meio do pelotão. “Cumpri a estratégia de me manter na frente desde o começo e isso foi fundamental. Tentei conservar ao máximo os pneus, para não ter desgaste no fim da corrida”, contou Sergio Fasci. Dudu Costa largou na nona colocação e fez uma corrida de recuperação até um lugar no pódio.
 
GP 250
A quinta etapa do Campeonato Brasileiro e a final do Campeonato Paulista foi marcada pela intensa disputa da primeira colocação na GPR 250, categoria dos estreantes no Moto 1000 GP. Igor Calura, da Mototech, e Pedro Sampaio, da Fábio Loko, se revezaram na liderança até a sexta volta, quando a chuva apareceu. Sampaio sofreu uma queda e abandonou. Calura venceu, mas foi desclassificado por irregularidade técnica. Meikon Kawakami, da Alex Barros Racing, herdou a vitória. Joelsu da Silva, piloto da equipe Suel Racing, ficou em segundo, enquanto Cleber Parrado (SP/Procomps Racing Team) subiu para terceiro Com essa combinação de resultados, Meikon Kawakami ficou como campeão paulista com 54 pontos. Pedro Sampaio, com 34, foi vice-campeão e Ton Kawakami, Alex Barros Racing, ficou em terceiro com 29. Meikon também lidera no Campeonato Brasileiro com 85 pontos, deixando Calura em segundo com 72. Sabrina Paiuta, da equipe Mobil Rush Racing, que não competiu por precaução depois do acidente que sofreu no treino classificatório do sábado, continuou com 70 pontos e caiu para terceiro na tabela. Meikon se disse satisfeito com o resultado. “Estou muito feliz, os outros pilotos vinham num ritmo muito forte. Foi difícil acompanhar no começo, mas no final deu tudo certo”, comentou. O destaque da prova ficou com Joelsu da Silva. Ele largou em penúltimo lugar e subiu ao pódio. “Não consegui ir para o treino classificatório, mas foquei em fazer uma corrida forte. A moto estava muito boa e pude tirar proveito disso. É uma pena que errei na última volta, porque poderia vencer, mas o pódio para mim já foi uma grande vitória”, relatou o piloto. 

Fotos: Sergio Sanderson (Moto 1000 GP) e Alexandre Ferreira (Cine Photo)/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

MotoGP define o calendário da competição em 2017

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

MotoGP: Viñales da Yamaha lidera treinos da temporada 2017

Pé Na Tábua teve show de motos clássicas em Barra Bonita (SP)

Final do Brasileiro de Supermoto acontece neste final de semana

Piloto Márcia Reis anuncia estreia de seu novo site

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

Entenda como funciona um Track Day

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Pierluigi e Solorza vencem 8ª etapa, que teve rodada dupla


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras