moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Moto 1000 GP: Diego Pierluigi fatura etapa de Brasília

28 de July de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Na presença de um dos maiores públicos da história da motovelocidade do Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF), calculado em mais de 23 mil pessoas, o piloto argentino Diego Pierluigi, da equipe JC Racing, venceu neste domingo (27/07), a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Pela categoria GP 1000, a principal do evento, Diego Pierluigi se deu melhor na disputa protagonizada com o brasileiro Alexandre Barros, da BMW Motorrad Alex Barros Racing. O argentino completou as 14 voltas em 28m15s050. Além da vitória ele, que havia largado na pole position, também fez a volta mais rápida da prova em 1min59s121, com média de 165,492 km/h.

A chuva prevista pela meteorologia chegou nas voltas finais e tirou da corrida três pilotos por quedas na última volta. Alex Barros, Miguel Praia, da Center Moto Racing Team, e Wesley Gutierrez, da Motonil Motors PDV Brasil, pegaram água na pista na saída da curva 1. Assim, o francês Matthieu Lussiana, competindo pela Petronas Alex Barros Racing, e o também argentino Luciano Ribodino, HPN Racing Team, herdaram o segundo e terceiro lugares, respectivamente.

“Uma corrida maravilhosa, moto perfeita, ainda que a prova tenha sido muito desgastante”, resumiu Diego Pierluigi. “Tive uma disputa intensa com um piloto de nível mundial como Alex Barros”, comentou sobre o brasileiro mais bem sucedido em mundiais. Alexandre Barros hoje é chefe de equipe, mas disputou a etapa substituindo Luciano Ribodino, que se transferiu da sua equipe para outra. O vencedor também falou da chegada da chuva. “A pista ficou muito escorregadia em alguns pontos, e os pneus já não tinham a mesma aderência no final, por causa da pista abrasiva”, completou.

Depois de 14 voltas, o resultado da categoria GP 1000 no GP Brasília foi o seguinte:
1º) Diego Pierluigi (ARG/Kawasaki), JC Racing Team, com 28min15s050
2º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), Petronas Alex Barros Racing, a 11s055
3º) Luciano Ribodino (ARG/Kawasaki), HPN Racing Team, a 12min057
4º) Danilo Lewis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil-RC3, a 35min194
5º) Nico Ferreira (PR/Kawasaki), HPN Racing Team, a 47s606
6º) Al Malki (QAT/Kawasaki), MR Lekhwita Racing Team, a 1min01s224
7º) Diego Faustino (PR/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min03s607
8º) Miguel Praia (POR/Honda), Center Moto Racing Team, 1min15s025
9º) Alan Douglas (SP/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min20s560
10º) Nick Iatauro (SP/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min32s199
11º) Renato Andreghetto (SP/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min55s674
12º) Lucas Barros (SP/BMW), Petronas Alex Barros Racing, a 1min58s641
13º) Luís Fittipaldi (DF/Kawasaki), JC Racing Team, a 2min00s719
14º) Alex Barros (SP/BMW), BMW Motorrad Alex Barros Racing, a 1 volta
15º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 1 volta
16º) Ricieri Luvizotto (SP/Kawasaki), MR Lekhwita Racing Team, a 1 volta
17º) Danilo Andric (SP/BMW), M2B Racing, a 7 voltas
18º) Sergio Fasci (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 7 voltas
19º) Marcos Salles (PR/Honda), Competizione Racing Team, a 12 voltas
Melhor volta: Pierluigi, na 2ª, com 1min59s121, média de 162,821

Após três etapas, a classificação da GP 1000 é: 1º) Mattheu Lussiana, 68; 2º) Wesley Gutierrez, 37; 3º) Miguel Praia, 35; 4º) Diego Pierluigi, 27; 5º) Luciano Ribodino, 27; 6º) Daniel Eslick, 26; 7º) Danilo Lewis, 26; 8º) Nico Ferreira, 26; 9º) Renato Andreghetto, 20; 10º) Diego Faustino, 19; 11º) Lucas Barros, 18; 12º) AL Malki, 15; 13º) Sebastiano Zerbo, 13; 14º) Sério Fasci, 12; 15º) Nick Iatauro, 10; 16º) Diego Pretel, 8; 17º) Alan Douglas, 7; 18º) Danilo Andric, 7; 19º) Luis Fittipaldi, 6; 20º) Marcos Salles, 6; 21º) Daniel Lenzi, 4.

Piloto de Brasília vence GP Light em casa
A grande torcida que compareceu ao Autódromo Nelson Piquet no domingo (27/07) em Brasília para a terceira etapa do Moto 1000 GP viu de perto seus dois representantes na GP Light conquistarem postos no pódio. Ian Testa, da equipe Motonil Motors-PDV Brasil foi o vencedor, enquanto seu conterrâneo Henrique Castro, que leva as cores da City BSB Motor Racing alcançou a terceira posição. O segundo lugar ficou com o gaúcho Rafael Bertagnolli, da equipe Fábio Loko, campeão da GP 600 na temporada passada. Completaram o pódio os pilotos Nicolas Tortoni, argentino da equipe MGBikes Yamaha Racing e o carioca Marcelo Cortes, que corre pela Center Moto Racing Team.

Depois de 11 voltas, o resultado da categoria GP Light no GP Brasília foi o seguinte:
1º) Ian Testa (DF/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, com 22min43s 972
2º) Rafael Bertagnolli (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 12s266
3º) Henrique Castro (DF/Kawasaki), City BSB Motor Racing, a 12s727
4º) Nicolas Tortone (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 20s888
5º) Marcelo Cortes (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, a 21min330
6º) Rodrigo de Benedictis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 25min752
7º) Juracy Rodrigues (PR/Kawasaki), Black Day Racing Team, a 34min867
8º) Marcelo Skaf (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 36min009
9º) Marcelo Souza (SP/Kawasaki), JC Racing Team, a 48min546
10º) Lucas Teodoro (SP/BMW), BMW Motorrad Alex Barros Racing,a 49s786
11º) Fabinho Adas (SP/Kawasaki), Paulinho Superbikes , a 50s197
12º) Pedro Barata (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, 56s738
13º) Alessandro Andrade (GO/Kawasaki), City Service BSB Motor Racing, a 1min04s006
14º) Sandro Campos (MS/Honda), Dawnriders Racing Team, a 1min35s775
15º) Samuel Silva (DF/Kawasaki), Wesley Testa, a 1min36s015
16º) Flavio Ricardo (DF/Kawasaki), Aclat Racing, a 1min36s548
17º) Edson Luiz (SC/Kawasaki), HPN Racing Team, a 1min53s115
18º) Sérgio Prates (SP/Kawasaki), JC Racing Team, a 3min44s899
19º) Renan Passos (MA/BMW), Aclat Racing, a 3min59s954
20º) Carlos Barcelos (RS/Suzuki), Carlos Barcelos, a 4min04s847
21º) Von Braun (MS/BMW), Dawnriders Racing Team, a 4min20s807
22º) Fernando Santos (BA/Kawasaki), Aclat Racing, a 4 voltas
23º) Alen Modesto (BA/Kawasaki), Aclat Racing, a 9 voltas
Melhor volta: Testa, na 2ª, com 2min02s342, média de 158,984

Após três etapas, a classificação da GP Light é: 1º) Ian Testa, 54; 2º) Henrique Castro, 51; 3º) Rafael Bertagnolli, 40; 4º) Fábio Adas, 38; 5º) Rodrigo Benedictis, 34; 6º) Nicolas Tortone, 31; 7º) Marcelo Cortes, 24; 8º) Marcelo Souza, 19; 9º) Juracy Rodrigues, 18; 10º) Ricardo Levy, 17; 11º) Marcelo Skaf, 17; 12º) Davi Costa, 13; 13º) Lucas Teodoro, 12; 14º) Elder Cabreira, 10; 15º) Maurício Paludete, 10; 16º) Fernando Neiva, 7; 17º) Diogo Ramos, 6; 18º) Paulinho Kamba, 6; 19º) Fernando Cabral, 5; 20º) Pedro Barata, 5; 21º) Alessandro Silva, 5; 22º) Alessandro Silva, 2; 23º) Samuel Silva, 1.

Maximiliano Gerardo invencível na GP 600
Depois de largar na oitava colocação por ter o motor comprometido nos treinos classificatórios, Maximiliano Gerardo fez uma corrida de recuperação no GP Brasília para chegar à primeira colocação e vencer pela terceira vez seguida nesta temporada na categoria GP 600. O piloto uruguaio da MGBikes Yamaha Racing concluiu a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade à frente do gaúcho Pedro Sampaio, da Fábio Loko e de André Veríssimo, companheiro de equipe de Gerardo, que na pista chegou em quarto lugar, mas foi beneficiado com a punição de Matheus Oliveira por irregularidade técnica. Na classificação geral, Gerardo agora soma 80 pontos no total, seguido de Pedro Sampaio com 56 pontos.

Depois de 11 voltas, o resultado da categoria GP 600 no GP Brasília foi o seguinte:
1º) Maximiliano Gerardo (URU/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, 23min17s725
2º) Pedro Sampaio (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 6s295
3º) André Veríssimo (SP/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 30s431
4º) Sérgio Laurentys (SP/Kawasaki), Sany-Carsystem-M2B Racing, a 51s883
5º) Eduardo Costa Neto (SP/Kawasaki), Mobil Ituran Racing Team, a 59s197
6º) Alex Pires (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, a 1min26s868
7º) Marciano Santin (RS/Kawasaki), Santin Racing, a 1min55s344
8º) Antonio Télvio (RJ/Kawasaki), Team de Grandi, a 1min59s861
9º) Walteny Amaral (RJ/Kawasaki), Team de Grandi, a 1 volta
NÃO LARGARAM
Flávio Sukar (PE/Honda), HPN Racing Team
Thiago Fonseca (PE/Kawasaki), HPN Racing Team
DESCLASSIFICADOS
Matheus Oliveira (SP/Kawasaki), Procomps Racing Team
Joelsu da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes
Melhor Volta: Gerardo, na 5ª, 2min04s897, média de 155,145km/h

Após três etapas, a classificação da GP 600 é: 1º) Maximiliano Gerardo, 80; 2º) Pedro Sampaio, 50; 3º) Joelsu da Silva, 36; 4º) André Veríssimo, 34; 5º) Sérgio Laurentys, 29; 6º) Marciano Santin, 28; 7º) Matheus Oliveira, 23; 8º) Alex Pires, 20; 9º) Douglas Figueiredo, 20; 10º) Eduardo Costa Neto, 11; 11º) Antonio Telvio, 11; 12º) Paulinho Kamba, 11; 13º) Thiago Fonseca, 10; 14º) Marcelo Dias, 8; 15º) Walteny Amaral, 7; 16º) Igor Ernica, 7; 17º) Tercio Dalmass, 6; 18º) Ricardo Fox, 6; 19º) Julio Fortunato, 3; 20º) Marcos Fortunato, 2.

Chuva adia categoria-escola da GPR 250
A chuva e a presença de água em vários pontos da pista levaram a organização do Moto 1000 GP a cancelar a prova da categoria de formação GPR 250, programada para largar às 14h05 deste domingo (27). “Ao contrário das demais categorias de 600 e 1000 cilindradas que tem pneus específicos para chuva, os da GPR 250 são de multiuso, portanto sem a mesma eficiência em pista molhada. Assim, por questão se segurança, cancelamos a corrida”, informou o diretor do Moto 1000 GP, Gilson Scudeler, “O júri da prova vai analisar a questão e comunicar aos pilotos. A solução deve ser uma prova extra, fazendo uma rodada dupla da GPR 250 numa das próximas etapas”, finalizou.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

MotoGP define o calendário da competição em 2017

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

Copa Red Bull convoca 23 nomes para a temporada 08

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

Entenda como funciona um Track Day

SBK Brasil: Mudança de calendário e circuitos na temporada 2016

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras