moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Moto 1000 GP: Diego Pierluigi fatura etapa de Brasília

Piloto argentino da equipe da JC Racing sai com vitória na terceira etapa da competição em 2014

28 de July de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Na presença de um dos maiores públicos da história da motovelocidade do Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF), calculado em mais de 23 mil pessoas, o piloto argentino Diego Pierluigi, da equipe JC Racing, venceu neste domingo (27/07), a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Pela categoria GP 1000, a principal do evento, Diego Pierluigi se deu melhor na disputa protagonizada com o brasileiro Alexandre Barros, da BMW Motorrad Alex Barros Racing. O argentino completou as 14 voltas em 28m15s050. Além da vitória ele, que havia largado na pole position, também fez a volta mais rápida da prova em 1min59s121, com média de 165,492 km/h.

A chuva prevista pela meteorologia chegou nas voltas finais e tirou da corrida três pilotos por quedas na última volta. Alex Barros, Miguel Praia, da Center Moto Racing Team, e Wesley Gutierrez, da Motonil Motors PDV Brasil, pegaram água na pista na saída da curva 1. Assim, o francês Matthieu Lussiana, competindo pela Petronas Alex Barros Racing, e o também argentino Luciano Ribodino, HPN Racing Team, herdaram o segundo e terceiro lugares, respectivamente.

“Uma corrida maravilhosa, moto perfeita, ainda que a prova tenha sido muito desgastante”, resumiu Diego Pierluigi. “Tive uma disputa intensa com um piloto de nível mundial como Alex Barros”, comentou sobre o brasileiro mais bem sucedido em mundiais. Alexandre Barros hoje é chefe de equipe, mas disputou a etapa substituindo Luciano Ribodino, que se transferiu da sua equipe para outra. O vencedor também falou da chegada da chuva. “A pista ficou muito escorregadia em alguns pontos, e os pneus já não tinham a mesma aderência no final, por causa da pista abrasiva”, completou.

Depois de 14 voltas, o resultado da categoria GP 1000 no GP Brasília foi o seguinte:
1º) Diego Pierluigi (ARG/Kawasaki), JC Racing Team, com 28min15s050
2º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), Petronas Alex Barros Racing, a 11s055
3º) Luciano Ribodino (ARG/Kawasaki), HPN Racing Team, a 12min057
4º) Danilo Lewis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil-RC3, a 35min194
5º) Nico Ferreira (PR/Kawasaki), HPN Racing Team, a 47s606
6º) Al Malki (QAT/Kawasaki), MR Lekhwita Racing Team, a 1min01s224
7º) Diego Faustino (PR/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min03s607
8º) Miguel Praia (POR/Honda), Center Moto Racing Team, 1min15s025
9º) Alan Douglas (SP/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min20s560
10º) Nick Iatauro (SP/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min32s199
11º) Renato Andreghetto (SP/Suzuki), Team Suzuki PRT, a 1min55s674
12º) Lucas Barros (SP/BMW), Petronas Alex Barros Racing, a 1min58s641
13º) Luís Fittipaldi (DF/Kawasaki), JC Racing Team, a 2min00s719
14º) Alex Barros (SP/BMW), BMW Motorrad Alex Barros Racing, a 1 volta
15º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 1 volta
16º) Ricieri Luvizotto (SP/Kawasaki), MR Lekhwita Racing Team, a 1 volta
17º) Danilo Andric (SP/BMW), M2B Racing, a 7 voltas
18º) Sergio Fasci (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 7 voltas
19º) Marcos Salles (PR/Honda), Competizione Racing Team, a 12 voltas
Melhor volta: Pierluigi, na 2ª, com 1min59s121, média de 162,821

Após três etapas, a classificação da GP 1000 é: 1º) Mattheu Lussiana, 68; 2º) Wesley Gutierrez, 37; 3º) Miguel Praia, 35; 4º) Diego Pierluigi, 27; 5º) Luciano Ribodino, 27; 6º) Daniel Eslick, 26; 7º) Danilo Lewis, 26; 8º) Nico Ferreira, 26; 9º) Renato Andreghetto, 20; 10º) Diego Faustino, 19; 11º) Lucas Barros, 18; 12º) AL Malki, 15; 13º) Sebastiano Zerbo, 13; 14º) Sério Fasci, 12; 15º) Nick Iatauro, 10; 16º) Diego Pretel, 8; 17º) Alan Douglas, 7; 18º) Danilo Andric, 7; 19º) Luis Fittipaldi, 6; 20º) Marcos Salles, 6; 21º) Daniel Lenzi, 4.

Piloto de Brasília vence GP Light em casa
A grande torcida que compareceu ao Autódromo Nelson Piquet no domingo (27/07) em Brasília para a terceira etapa do Moto 1000 GP viu de perto seus dois representantes na GP Light conquistarem postos no pódio. Ian Testa, da equipe Motonil Motors-PDV Brasil foi o vencedor, enquanto seu conterrâneo Henrique Castro, que leva as cores da City BSB Motor Racing alcançou a terceira posição. O segundo lugar ficou com o gaúcho Rafael Bertagnolli, da equipe Fábio Loko, campeão da GP 600 na temporada passada. Completaram o pódio os pilotos Nicolas Tortoni, argentino da equipe MGBikes Yamaha Racing e o carioca Marcelo Cortes, que corre pela Center Moto Racing Team.

Depois de 11 voltas, o resultado da categoria GP Light no GP Brasília foi o seguinte:
1º) Ian Testa (DF/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, com 22min43s 972
2º) Rafael Bertagnolli (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 12s266
3º) Henrique Castro (DF/Kawasaki), City BSB Motor Racing, a 12s727
4º) Nicolas Tortone (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 20s888
5º) Marcelo Cortes (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, a 21min330
6º) Rodrigo de Benedictis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 25min752
7º) Juracy Rodrigues (PR/Kawasaki), Black Day Racing Team, a 34min867
8º) Marcelo Skaf (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 36min009
9º) Marcelo Souza (SP/Kawasaki), JC Racing Team, a 48min546
10º) Lucas Teodoro (SP/BMW), BMW Motorrad Alex Barros Racing,a 49s786
11º) Fabinho Adas (SP/Kawasaki), Paulinho Superbikes , a 50s197
12º) Pedro Barata (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, 56s738
13º) Alessandro Andrade (GO/Kawasaki), City Service BSB Motor Racing, a 1min04s006
14º) Sandro Campos (MS/Honda), Dawnriders Racing Team, a 1min35s775
15º) Samuel Silva (DF/Kawasaki), Wesley Testa, a 1min36s015
16º) Flavio Ricardo (DF/Kawasaki), Aclat Racing, a 1min36s548
17º) Edson Luiz (SC/Kawasaki), HPN Racing Team, a 1min53s115
18º) Sérgio Prates (SP/Kawasaki), JC Racing Team, a 3min44s899
19º) Renan Passos (MA/BMW), Aclat Racing, a 3min59s954
20º) Carlos Barcelos (RS/Suzuki), Carlos Barcelos, a 4min04s847
21º) Von Braun (MS/BMW), Dawnriders Racing Team, a 4min20s807
22º) Fernando Santos (BA/Kawasaki), Aclat Racing, a 4 voltas
23º) Alen Modesto (BA/Kawasaki), Aclat Racing, a 9 voltas
Melhor volta: Testa, na 2ª, com 2min02s342, média de 158,984

Após três etapas, a classificação da GP Light é: 1º) Ian Testa, 54; 2º) Henrique Castro, 51; 3º) Rafael Bertagnolli, 40; 4º) Fábio Adas, 38; 5º) Rodrigo Benedictis, 34; 6º) Nicolas Tortone, 31; 7º) Marcelo Cortes, 24; 8º) Marcelo Souza, 19; 9º) Juracy Rodrigues, 18; 10º) Ricardo Levy, 17; 11º) Marcelo Skaf, 17; 12º) Davi Costa, 13; 13º) Lucas Teodoro, 12; 14º) Elder Cabreira, 10; 15º) Maurício Paludete, 10; 16º) Fernando Neiva, 7; 17º) Diogo Ramos, 6; 18º) Paulinho Kamba, 6; 19º) Fernando Cabral, 5; 20º) Pedro Barata, 5; 21º) Alessandro Silva, 5; 22º) Alessandro Silva, 2; 23º) Samuel Silva, 1.

Maximiliano Gerardo invencível na GP 600
Depois de largar na oitava colocação por ter o motor comprometido nos treinos classificatórios, Maximiliano Gerardo fez uma corrida de recuperação no GP Brasília para chegar à primeira colocação e vencer pela terceira vez seguida nesta temporada na categoria GP 600. O piloto uruguaio da MGBikes Yamaha Racing concluiu a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade à frente do gaúcho Pedro Sampaio, da Fábio Loko e de André Veríssimo, companheiro de equipe de Gerardo, que na pista chegou em quarto lugar, mas foi beneficiado com a punição de Matheus Oliveira por irregularidade técnica. Na classificação geral, Gerardo agora soma 80 pontos no total, seguido de Pedro Sampaio com 56 pontos.

Depois de 11 voltas, o resultado da categoria GP 600 no GP Brasília foi o seguinte:
1º) Maximiliano Gerardo (URU/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, 23min17s725
2º) Pedro Sampaio (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 6s295
3º) André Veríssimo (SP/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 30s431
4º) Sérgio Laurentys (SP/Kawasaki), Sany-Carsystem-M2B Racing, a 51s883
5º) Eduardo Costa Neto (SP/Kawasaki), Mobil Ituran Racing Team, a 59s197
6º) Alex Pires (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, a 1min26s868
7º) Marciano Santin (RS/Kawasaki), Santin Racing, a 1min55s344
8º) Antonio Télvio (RJ/Kawasaki), Team de Grandi, a 1min59s861
9º) Walteny Amaral (RJ/Kawasaki), Team de Grandi, a 1 volta
NÃO LARGARAM
Flávio Sukar (PE/Honda), HPN Racing Team
Thiago Fonseca (PE/Kawasaki), HPN Racing Team
DESCLASSIFICADOS
Matheus Oliveira (SP/Kawasaki), Procomps Racing Team
Joelsu da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes
Melhor Volta: Gerardo, na 5ª, 2min04s897, média de 155,145km/h

Após três etapas, a classificação da GP 600 é: 1º) Maximiliano Gerardo, 80; 2º) Pedro Sampaio, 50; 3º) Joelsu da Silva, 36; 4º) André Veríssimo, 34; 5º) Sérgio Laurentys, 29; 6º) Marciano Santin, 28; 7º) Matheus Oliveira, 23; 8º) Alex Pires, 20; 9º) Douglas Figueiredo, 20; 10º) Eduardo Costa Neto, 11; 11º) Antonio Telvio, 11; 12º) Paulinho Kamba, 11; 13º) Thiago Fonseca, 10; 14º) Marcelo Dias, 8; 15º) Walteny Amaral, 7; 16º) Igor Ernica, 7; 17º) Tercio Dalmass, 6; 18º) Ricardo Fox, 6; 19º) Julio Fortunato, 3; 20º) Marcos Fortunato, 2.

Chuva adia categoria-escola da GPR 250
A chuva e a presença de água em vários pontos da pista levaram a organização do Moto 1000 GP a cancelar a prova da categoria de formação GPR 250, programada para largar às 14h05 deste domingo (27). “Ao contrário das demais categorias de 600 e 1000 cilindradas que tem pneus específicos para chuva, os da GPR 250 são de multiuso, portanto sem a mesma eficiência em pista molhada. Assim, por questão se segurança, cancelamos a corrida”, informou o diretor do Moto 1000 GP, Gilson Scudeler, “O júri da prova vai analisar a questão e comunicar aos pilotos. A solução deve ser uma prova extra, fazendo uma rodada dupla da GPR 250 numa das próximas etapas”, finalizou.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP: Maverick Vinales sai com vitória no GP do Catar

MotoGP: GP do Catar acontece neste domingo (26/03)

Yamaha R3 Cup é a nova categoria para jovens pilotos

MotoGP ganha mais força com novatos na temporada 2017

Primeira etapa do Campeonato de Supermoto acontece com sol e chuva

Confira sete motivos para acompanhar a MotoGP em 2017

MotoGP: Maverick Viñales é o mais rápido nos testes do Catar

Yamaha R3 Cup é a nova categoria para jovens pilotos

Primeira etapa do Campeonato de Supermoto acontece com sol e chuva

MotoGP segue com transmissão ao vivo no Brasil

MotoGP: Maverick Viñales é o mais rápido nos testes do Catar

Categoria Pop 100 acelera em Interlagos

Luto: Piloto Anthony Delhalle, pentacampeão de endurance, falece

Entenda como funciona um Track Day


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras