moto.com.br
Publicidade:

Moto Dicas

Veja dicas de sinalização nas ruas e estradas para motociclistas

18 de May de 2016
Compartilhe este conteúdo:

Quando o assunto é segurança no trânsito, todo cuidado é pouco. Um bom sistema de sinalização nas vias é responsabilidade do poder público, mesmo que sejam delegados à uma empresa por meio de concessão ou permissão. Mas também é um dever de cada transeunte zelar pela segurança e manter a sua própria sinalização em dia, desde os ciclistas, passando por motociclistas, motoristas de automóveis e caminhoneiros. Como sabemos, os motociclistas são frágeis no trânsito, portanto é muito importante investir em segurança.

Conforme divulgado no 1º Fórum Nacional da Cruz Vermelha Brasileira em 2015, acidente com motocicletas já é a principal causa de ocorrências de trânsito no país, ultrapassando inclusive o atropelamento de pedestres, e geralmente são graves. De acordo com o Sindicato da Indústria de Autopeças (Sindipeças), em 2014, o país tinha uma frota de 13,12 milhões de motocicletas. Cuidar da sinalização pessoal para evitar que acidentes aconteçam é essencial. Todo motociclista deve ter em mente o lado positivo de investir em equipamentos de segurança e sinalização, já que essa medida pode evitar acidentes, ferimentos e até mesmo a morte.

As faixas refletivas desempenham um papel importante quando o assunto é segurança nas estradas e tem contribuído para a diminuição desses acidentes. Não é à toa que além dos motociclistas é obrigatória também para veículos de grande porte. “A faixa possui mais de 6.500 microprismas que, quando o farol é projetado nela, permite maior refletividade e boa angularidade, tornando o motociclista mais visível, principalmente à noite, dias de chuva e neblina, reduzindo o número de acidentes”, explica o membro do Comitê Brasileiro de Normas - CB16 na ABNT e Diretor Presidente da Sherman, Eduardo Matos.

Desde 2007, o capacete deve ter certificação do Inmetro, faixas refletivas e apresentar bom estado de conservação. As faixas devem sinalizar os quatro lados do capacete: frente, atrás, lado direito e lado esquerdo, com medidas mínimas de 3 cm X 6 cm. Para as motos particulares a faixa deve ser branca, já para os veículos de transporte remunerado, chamados de motos de aluguel as faixas devem ser vermelhas e brancas com medida de 40 cm X 3,5 cm e inscrição aprovada pelo Denatran.

Ainda para as motos de transporte remunerado, o baú também deve ser delineado com a faixa. Para os motociclistas, o uso de coletes com faixas refletivas também é indicado. A falta dos adesivos é infração grave com multa e 5 pontos na Carteira de Habilitação. Estar em dia com os itens de segurança reduz e muito o número de acidentes nas estradas. Não deixe de fazer a sua parte.

Fotos: Divulgação/Sherman



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Ponteiras Dominator dão mais personalidade para motos touring

Capa para pernas é solução da Motonera para tempo chuvoso

Shell lança novos lubrificantes Advance com PurePlus

Novo GPS Garmin permite escolher rota aventureira

Shark lança novo capacete Evo One no Brasil

Mobil tem troca de óleo com miniaturas Hot Wheels

Especial: Veja dicas contra roubo e furto de moto

Capa para pernas é solução da Motonera para tempo chuvoso

Ponteiras Dominator dão mais personalidade para motos touring

Qual a hora certa para a troca de óleo?

Novas leis do Contran: agora é pra valer!

Saiba a hora certa de trocar o pneu da moto

Saiba como escolher um capacete ideal para você

Shell lança novos lubrificantes Advance com PurePlus


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras