moto.com.br

Publicidade:

Moto Dicas

MITOS DAS DUAS RODAS

31 de March de 2006
Compartilhe este conteúdo:
Em homenagem ao 1º de abril, conhecido mundialmente como o dia da mentira, o MOTO.com.br foi atrás de alguns mitos do mundo das duas rodas, de artimanhas consideradas vantajosas pelos “entendidos”, mas que na verdade não passam de ficção.

Uma delas remonta a década de 1980 e tem como foco o combustível. Dizia-se que a adição de naftalina — hidrocarboneto utilizado, entre outras coisas, na fabricação de inseticidas — na gasolina aumentava a octanagem da mesma, aumentando o rendimento da motoca.

“Isso era mentira pura”, garantiu Edvaldo de Andrade, o Jacó, dono da oficina Jacó Motos, localizada na zona sul de São Paulo. “Colocar naftalina não altera em absolutamente nada a composição do combustível. É um mito que, acredito, não é mais praticado nos dias atuais”.

Uma possível explicação para a antiga teoria mirabolante pode ser encontrada nas suas características químicas; uma substância volátil encontrada em pequenas quantidades no petróleo. Se foi realmente isso que motivou a sua aplicação nos tanques de gasolina, já é uma outra história...

Mas aproveitando o assunto em questão, Jacó falou de práticas verdadeiras e comprovadas sobre os combustíveis. “A melhor gasolina para motos é a comum. Elas são difíceis de ser adulteradas e, quando há alguma pilantragem, você é capaz de perceber a mudança pelo cheiro”, explicou.

“As gasolinas aditivadas recebem corantes e, como o nome já diz, certos aditivos, que dificultam a análise visual. A comum é gasolina pura. No entanto, é recomendável que se coloque um aditivo de tempos em tempos. O ideal é uma vez a cada três abastecimentos”, continuou o mecânico.

O uso do aditivo contribui para a melhor eficiência do carburador, válvulas e bicos injetores, o que contribui para o aumento da vida útil do conjunto. “Ajuda também a descarbonizar o motor e limpar as partes móveis”, destacou Jacó, que falou ainda sobre as conseqüências do álcool misturado à gasolina.

“Quando o governo determina mudanças na mistura de álcool na gasolina é necessário fazer uma regulagem no carburador. Quem não atenta para isso, fica com uma moto de autonomia alterada; o equipamento vai consumir mais combustível e ter um menor rendimento em termos de velocidade”, alertou.

Outro mito das motocicletas, este pertencente aos dias atuais, refere-se ao filtro de ar. “A garotada costuma tirar o filtro achando que a moto vai andar mais. Ao contrário, ela vai perder velocidade e vai fazer, isso sim, muito barulho”, relatou Jacó.

Sem o filtro, haverá maior passagem de ar na mistura ar/combustível, ocasionando um desgaste excessivo do motor. “Os pistões e anéis do propulsor sofrem nesta brincadeira, por conta da sujeira que vai se acumulando e que deveria ficar no filtro”.

Mais do que conservar o filtro de ar na moto, o motociclista deve atentar para a manutenção desse item. “Nas revisões, realizadas a cada três ou cinco mil quilômetros, é necessário fazer a limpeza do filtro. Muitas vezes não é preciso trocá-lo; limpar já basta. Vai depender muito do local em que a motoca foi utilizada”, ressaltou.

O terceiro e último mito envolve os pneus. Afinal de contas, o uso do nitrogênio na calibragem aumenta a durabilidade dos compostos? A resposta é não. “A única vantagem é que o nitrogênio não aquece, ao contrário do oxigênio”.

Quando aquecido, o ar do pneu sofre dilatação, fato que pode aumentar a calibragem em até oito libras e deixar o pneumático muito duro, diminuindo a aderência principalmente nas curvas. “O nitrogênio tem um ponto de dilatação mais elevado, o que mantém a calibragem estável. Se você calibra os pneus com oxigênio, terá de fazer essa prática uma vez por mês. Com nitrogênio, uma a cada dois meses”, detalhou Jacó.

“Se a meta é prolongar a vida útil do pneu, então o certo é fazer as calibragens constantemente. Independente do gás utilizado”, concluiu o mecânico de 46 anos.

Esclarecidas as fantasias, resta agora evitá-las, especialmente no 1º de abril. Mas nessas três, ninguém mais vai cair.



 



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

BR Parts oferece pedaleiras coloridas para CRF 230

Capacete Shark Skwal é boa novidade no mercado

Magneti Marelli apresenta nova bateria MM6SBS

3T Systems lança novo serviço de assistência 24h

Replay XD Prime X é nova câmera de alta definição

Capacetes da LS2 e NORISK são opções para presentes

Jeans Ducati para os motociclistas com visual radical

Capacete Shark Skwal é boa novidade no mercado

Qual a hora certa para a troca de óleo?

Óleo ou graxa na corrente?

A lâmpada da sua moto vive queimando?

Magneti Marelli apresenta nova bateria MM6SBS

Honda lança linha de capacetes 2015

Saiba como escolher um capacete ideal para você


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras