moto.com.br
Publicidade:

Uma Ducati fora do normal: Superesportiva 999 em café racer

18 de December de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Paulo Souza

Customizar uma motocicleta nada mais é do que adaptar às preferências do usuário, na teoria isto parece fácil, mas na prática a situação não é tão simples assim. Antes de qualquer coisa, é preciso ter inspiração e saber em que você vai transformar a sua moto, custom, café racer, scrambler, entre outras. Além disso, quanto mais original for para montar um modelo totalmente diferente do que já tenha visto, ainda mais valorizada ficará a moto. E foi justamente assim, que um empresário de São Paulo decidiu inovar e transformar uma Ducati 999 em uma versão café racer.

Tudo começou na Califórnia, EUA, quando ele passeava pela cidade e viu pelas ruas uma MV Agusta, modelo F4 customizada em café racer. Ficou encantado com a moto e começou a brotar uma ideia na cabeça. Logo depois viu na internet uma Ducati 749 no mesmo estilo e com um farol totalmente fora do comum e decidiu criar um modelo neste estilo. “Comprei esta Ducati 999 de ano 07/08 pelo farol da moto, conversei com o Sebastian Rochon, um especialista em Ducati aqui no Brasil e ele me deu a ideia de transformar esta moto”, conta o empresário que prefere não ser identificado.

O segundo passo era ir atrás de uma Ducati 999, que dificilmente é vista aqui no Brasil. Ele encontrou uma versão com apenas 500 km rodados de um colecionador e conseguiu comprar. A partir daí ele escolheu a oficina Boi Motos, em São Paulo, para realizar a transformação. “Sou cliente do “Boi” há muitos anos e sempre deixo minhas motos com ele, decidi que seria ele o customizador desta moto devido ao seu extremo capricho e por ser bem detalhista, sem pressa para terminar”, comenta o proprietário da moto.

Transformação

Com a moto na mão o “Boi” a desmontou 100% e começou a transformar o modelo esportivo em uma café racer. No total, foram dois meses na oficina para chegar a finalização desejada. A Ducati 999 foi totalmente modificada e recebeu um estilo minimalista, onde se tira todas as carenagens da moto valorizando o lado naked.O destaque fica por conta do seu farol, que foge totalmente do padrão sem as carenagens que a envolvem, e que deixou a moto com um estilo único.

Todos os acessórios como paralamas e protetores foram refeitos em fibra de carbono, o que deixou a versão com cerca de 20 quilos mais leve. Apenas o tanque de combustível ainda está original, porém em breve chegará a importação do modelo de carbono, que será instalado na moto passando de 4 kg (peso da versão original) para apenas 220 gramas. Isso deixará a moto ainda mais leve.

Em relação à motorização a moto recebeu diversas modificações com novo módulo de injeção, mapeamento, nova embreagem entre outras coisas que rendeu potência de 20% a mais que os 124 cv originais. Vale ressaltar que todas as peças entre acessórios e da parte mecânica foram da Ducabike, valorizando ainda mais a italiana Ducati 999.

O sistema de freios é top de linha com pinças Brembo e discos margaridas, assim como o conjunto de suspensões da Ölhins. Para completar o guidão é um HH Bar, que segundo o proprietário possui uma polegada mais alta no tamanho, o que ajuda a melhorar a posição de pilotagem para pessoas de baixa estatura sem ter que fazer adaptações.

Outros detalhes também deixaram a versão ainda mais atraente. Toda a moto recebeu pintura eletrostática, inclusive a tampa do motor em dourado. O escapamento foi adaptado da Panigale 1199 e os pneus são totalmente voltados à pista. Para completar o banco único foi desenvolvido no clássico estilo café racer. Tudo isso com documentação 100% legalizada de acordo com as normas vigentes de trânsito no Brasil.

Conclusão

O resultado de todo este trabalho foi uma Ducati 999 única, no estilo café racer. A ideia do empresário que começou nos Estados Unidos finalmente já circula nas ruas de São Paulo e por onde passa chama a atenção. Inclusive depois de pronta já começou o leilão de ofertas no modelo, que não está a venda segundo o proprietário.

E claro que para transformar um modelo esportivo em uma café racer neste ponto custou um bom investimento, ainda mais com todas as peças da Ducabike. Segundo o idealizador não se gasta menos do que 100 mil reais para concluir um projeto como este. Um valor um tanto expressivo se comparado aos valores das motocicletas no mercado brasileiro, porém, que ficou uma moto sensacional ficou não é? E para quem tem este poder aquisitivo a satisfação em ter um modelo exclusivo e especial é o que mais importa!

Fotos: Divulgação

 

 

 



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Salão Moto Brasil vai ter exposição de motos customizadas

K9 é a nova máquina surpreendente da Big Dog Motorcycles

Conheça a retrô Mash Motors "Green Goblin", mostrada no EICMA 2016

Conheça Segoni G800 Oro, uma custom com motor Kawasaki

Flathead Speed Shop: Tudo começou como uma brincadeira

Yamaha SCR 950 quer resgatar o passado com estilo

MOTO.com.br Street Party é grande festa do mundo duas rodas

K9 é a nova máquina surpreendente da Big Dog Motorcycles

Triumph Daytona 955i 2006: fera radical!

Suzuki Honey Rider: moto customizada com nome de Bond Girl

Salão Moto Brasil vai ter exposição de motos customizadas

Rev´it transforma uma KTM 950 na ousada #95

Oficinas para customizar sua moto

KTM RC8 R vira streetfighter com preparação da 46Works

Comentários

Galeria de vídeos

Galeria de Fotos

Anúncios em Super Destaque