moto.com.br
Publicidade:

Cheiro de borracha...

21 de May de 2015

 

Alberto Miranda
Formado em História, professor de profissão, espanhol, apaixonado pelas duas rodas e amante das motos customizadas. Editor da revista ChopperON Brasil (chopperon.com). Colaborador de vários sites e revistas pelo mundo todo. 

 

Caros amigos do MOTO.com.br;

Vamos falar quatro coisinhas sobre os pneus. Quando falamos sobre o desempenho de uma moto o mundo todo presta atenção em outros itens, mas, os pneus têm uma importância crítica, pois todos os outros componentes (incluindo piloto e garupa) estão em contato com o asfalto apenas por uns poucos centímetros quadrados de borracha.

Funções do pneu.

Os pneus de motocicleta atuais são um produto de alta tecnologia, pois devem cumprir diferentes funções, algumas podem ser até contraditórias:

- Devem ser flexíveis, pois eles são o primeiro elemento do sistema de suspensão. Por outro lado, a estrutura deve ter a suficiente rigidez para suportar as grandes forças (aceleração, freio, laterais...)

- Devem ter a capacidade de transmitir a tração e, ao mesmo tempo, levar o veículo na direção adequada.

- Têm que proporcionar estabilidade nas retas e favorecer a inclinação nas curvas.

- A banda de rodagem deve ser o mais branda possível para melhorar o agarre. Por outra parte deve ser o mais duradoura possível para alongar a vida do pneu ao máximo.

- Os pneus devem permitir evacuar a água quando a moto é pilotada na chuva, enquanto o pneu tenta ter a maior superfície possível de borracha em contato com o chão.

Tudo isso é obtido após aplicar as mais modernas técnicas de fabricação e adotando sempre algum tipo de compromisso. Por isso existem pneus melhores ou específicos para a condução esportiva, para molhado, para areia, para motos mais ou menos pesadas...

A composição de um pneu
Sem usar muitos tecnicismos vou explicar brevemente as partes do pneu (figura acima): Banda de rodagem: é a parte que mantém o contato com o asfalto. Nos pneus de moto é normal utilizar borracha mais dura na parte central que melhora a tração e mais branda nos laterais, para facilitar a inclinação e o agarre. A carcaça é uma estrutura interna flexível formada por fios de aço embutidos em borracha. A sua função é suportar a carga e participar na estabilidade do veículo. Talão: Está formado por um cabo de aço que fixa o pneu à roda, proporcionando estanquidade e transmite o torque do motor e a freada da roda ao pneu. Revestimento de borracha interior: é uma capa de caucho sintético estanca ao ar (dependendo do pneu e a roda pode-se utilizar com ou sem câmara interna). Lonas e capas de borracha interiores: conformam o tipo de pneu (radial ou longitudinal) e proporcionam as suas principais características de funcionamento.
 
 
Sopa de letras... E números
Nos laterais dos pneus (figura acima), os fabricantes indicam uma grande quantidade de informação. Com certeza, mais de uma vez você se perguntou o que significam todos esses números...
 
 
> Marca do fabricante.
> Tipo de desenho e/ou modelo.
> “Largura” ou seção nominal, no sistema métrico ou em polegadas (figura acima).
> Proporção entre a largura e a altura do pneu.
> Tipo de construção das capas interiores.
> Diâmetro da roda em polegadas.
> Indica que é pneu para ser usado em motocicletas.
> Código de velocidade (figura acima).
> Indica se é um pneu que deve utilizar (TT) ou não (TL) câmara interior.
> Máxima carga que pode suportar (figura acima).
> País de fabricação.
> Código de homologação USA/Europa/Brasil. 
> Direção de rotação (também pode indicar se é um pneu para usar na dianteira (Front) ou na traseira (Rear).
> Número de capas e material.
> Indicador de desgaste. Quando a sua superfície estiver alinhada com a de banda de rodagem, o pneu deve ser substituído (figura abaixo).
 
 
Conclusões finais
Depois de conhecer mais um pouco nossos pneus, simplesmente gostaria de lhe recordar que a sua escolha deveria estar baseada apenas no tipo e uso da motocicleta e não no preço, por isso posso falar que não existem pneus melhores nem piores, mas sim mais ou menos adequados à nossas necessidades. Sempre deve se lembrar que os pneus são o principal componente relativo à segurança em nosso veículo, motivo pelo qual devemos revisar sempre o seu desgaste (figura abaixo) e calibrar semanalmente a pressão, sempre com o pneu frio, e sempre a indicada pelo fabricante. Deste jeito, nossos pneus farão mais quilômetros e com mais segurança e prestações.
 
 
 
Então é isso! Em outra hora vamos falar sobre a montagem e a manutenção dos pneus...


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Salão Moto Brasil vai ter exposição de motos customizadas

K9 é a nova máquina surpreendente da Big Dog Motorcycles

Conheça a retrô Mash Motors "Green Goblin", mostrada no EICMA 2016

Conheça Segoni G800 Oro, uma custom com motor Kawasaki

Flathead Speed Shop: Tudo começou como uma brincadeira

Yamaha SCR 950 quer resgatar o passado com estilo

MOTO.com.br Street Party é grande festa do mundo duas rodas

K9 é a nova máquina surpreendente da Big Dog Motorcycles

Triumph Daytona 955i 2006: fera radical!

Suzuki Honey Rider: moto customizada com nome de Bond Girl

Salão Moto Brasil vai ter exposição de motos customizadas

Rev´it transforma uma KTM 950 na ousada #95

Oficinas para customizar sua moto

KTM RC8 R vira streetfighter com preparação da 46Works

Comentários

Galeria de vídeos

Galeria de Fotos

Anúncios em Super Destaque