moto.com.br
Publicidade:

Colunistas - Giglio Val

WSBK: Alguém viu as Ducati em Phillip Island?

25 de February de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Giglio Val

Recomeçou ontem a esperada temporada do WSBK... agora sob nova direção.

Já houveram algumas alterações , já que agora a corrida é “ flag to flag”, ou seja, pode chover canivete que não há bandeira vermelha ... se chover , as motos vão para o pit e trocam os pneus.  Mas para o próximo ano com certeza haverão  mais mudanças.

O circuito rápido, com um bom tempo dá gosto de ver. Faltou nosso querido barbicha, Max Biaggi, que sabiamente se aposentou. Era o bom momento, e encerrar a carreira como campeão, melhor ainda!

A primeira corrida foi interessante, e achava que Checa, dada sua performance na qualificação, tinha pinta que dominaria ...Não foi assim, de fato foi outra italiana quem mandou... a  Aprilia.

Checa, bem que tentou, mas praticamente não liderou, apesar de seguir no pelotão da frente, e na tentativa de chegar adiante, abusou, e atropelou Melandri, este sim, com condições de atacar as “vermelhas”, sempre tirando “leite em pó”  de sua BMW... Melandri e Checa ficaram de fora.

Para um espectador desavisado, a segunda metade da corrida parecia uma corrida monomarca... Só dava Aprilia... Aliás, os “ vira casaca” Guintoli e Giuliano, se deram bem, ao trocar suas Ducati pelas magníficas Aprilia.

Aliás, não fosse o medo de ter peça quebrando, eu teria uma Factory, mas em terra “ Brasilis”, ainda não dá para comprar uma máquina destas...alias , comprar dá.... o complicado é andar nela.

Voltando para a corrida, o festival Aprilia acaba monopolizando o podium com Guintoli, Laverty e quem diria, Fabricio  fechando no 3º ligar...

Rea esteve meio apagado, e faltou a Panigale de Checa para atormentar os “RED´s”. Sykes que largou sempre bem não conseguiu repetir a performance de 2012.

É importante salientar a boa apresentação da Suzuki com Camier e Cluzel nos top 10.

A segunda corrida , não teve a presença de Checa , pois este não teve condições de regressar, mas tivemos um corajoso Melandri infernizando as Aprilia todo o tempo , e apesar de ter andado em 2º , não conseguiu de fato ameaçar a liderança.

Sykes que liderou a primeira volta, não conseguiu sustentar ,e ficou mais para trás... O trio Guintoli, Laverty e Melandri, ditaram o ritmo, e viram Fabrizio chegar para repetir o trio da primeira corrida, mas este não conseguiu passar Melandri.

Guintoli, que já havia vencido a primeira etapa, liderou a maior parte das voltas, mas no final Laverty, que estava em 3º, acordou  a poucas voltas do final, passou Melandri  e na sequencia, seu colega de equipe Guintoli, e vence com méritos.

Espero para o bem do campeonato, que não haja um completo domínio das Aprilia, senão fica sem graça...Aliás um dos pontos fortes desta categoria é justamente a competição entre as marcas.

Malas prontas para o fantástico circuito de Aragón!

Giglio Val é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Foi patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis, que correu o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup em 2011 e o SuperBike no Brasil 2011 e 2012, assim como o WSBK Superstock 1000 em duas etapas em 2012. Destemido, segue em busca de outro talento, e trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP Valência: O último dos recordes!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Austrália: Entre erros e injustiças, fez-se justiça

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP UK: Na pedra de prata, o retorno da normalidade

MotoGP Catar 2014: Um começo mais que eletrizante

MotoGP vai acabar... Viva as CRT!!

Diego Pierluigi: uma crônica de um campeão!

MotoGP Brno: O recital desafina, mas segue!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras