moto.com.br
Publicidade:

Colunistas - Giglio Val

MotoGP Silverstone: Aparências enganam na pedra de prata

02 de September de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Giglio Val

Nesta vida de aparências, nada é o que parece, ou quase nada. O que vimos neste domingo?... sim, vimos uma corrida, e até que uma boa corrida... com final emocionante. Vimos o renascer de Jorge Lorenzo?

Francamente... O cara pilotou muito, e fez uma corrida perfeita, foi muito corajoso, e muito habilidoso... E acho também que, finalmente o nosso querido anão de plantão, Dani Formosa, perdão, Pedrosa, saiu definitivamente do armário.

Primeiro, gostaria de separar Lorenzo, o homem do piloto... Do piloto não há nada que dizer, além de bons adjetivos. Piloto invejável. Movido por sua vaidade e ambição é capaz do impossível. E faz do impossível, possível.

O homem, na opinião deste humilde colunista, dista muito do piloto em atitude. Explico: ele somente sorri e cumprimenta os outros, quando vence. Quando não vence, esquece da existência de todos os outros.

Mas pelo que fez,mereceu a vitória.

Dani, que não largou como de costume, se enroscou no segundo pelotão, mas escapou e foi a caça de Lorenzo e MM, chegando nos dois com certa facilidade. Ele estava rápido naquele momento, mas o cara tem uma trava na cabeça. Ficou “escoltando” seu companheiro, e pouco ameaçou... Uma vez ou duas pôs de lado, mas sem convencer ninguém ...aliás, MM nem se preocupou.

Marquez seguiu Lorenzo por todo o tempo... Seu grande erro na minha simplória opinião foi ter tomado demasiado tempo para atacar Lorenzo ...respeitou demais.

Quando decidiu atacar de vez, já tinha o equipamento desgastado... As Hondas estavam sobrando em cima da Yamaha de Lorenzo. Lorenzo não deixou espaço.

Mas atenção!... Silverstone é uma pista maravilhosa, mas engana quanto aos pontos de ultrapassagem... tem muitas retas , mas todas curtas. É um traçado complexo, de dúbia leitura, e aliado ao talento de Lorenzo, protegeu o “máscara” do certo ataque da formiga atômica.

Em termos de campeonato, não mudou muito... Não acredito numa ressurreição de Lorenzo.

San Marino e Aragón tem a cara de MM93...

Pedrosa esta para a Honda, como Felipe Massa esta para a Ferrari. Preciso explicar?

No segundo pelotão, Bautista fez ótima corrida a julgar pelo seu equipamento, e perdeu para Rossi dada a colossal diferença de estrutura e moto. Rossi, outra corrida apagada, e tomou mais de 13 segundos de Lorenzo... Francamente, é uma decepção. Bradl se arrastou como pode e as Ducati não chegaram juntas, de novo, porque Dovi caiu, se não...

Espargaró novamente a melhor CRT, e Iannone, que não vem bem, atrás.

Pitaco técnico: Reparem na próxima corrida, em um dos únicos pilotos que utilizam o freio traseiro, Hayden , como ele ataca de forma suave as curvas... É muito bom piloto. A freada ideal é a 70% - 30% (frente e traseira)... Mas como 99% dos pilotos se fazem desde os 3 anos , tem preguiça de utilizar o pedal de freio... Preguiça ou se confundem...! Mas fato é que ao se utilizar o freio traseiro, a traseira desce facilitando o ataque da curva, principalmente as de alta, pois entra-se mais dentro e tem-se mais aderência na tração de saída.

Na Moto2 vitória de Redding e na Moto3 de Salom... Eric Granado em 29º....huuummmm!

Vamos para minha querida Riviera di Rimini!... circuito que conheço, é lindo e fica em um maravilhoso balneário... aliás, dirigir desde Bologna, terra da Ducati, onde tem o aeroporto mais próximo, até Rimini é maravilhoso... e em cima de uma Ducati, nem falar!

Fui! 

Giglio Val é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Foi patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis, que correu o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup em 2011 e o SuperBike no Brasil 2011 e 2012, assim como o WSBK Superstock 1000 em duas etapas em 2012. Destemido, segue em busca de outro talento, e trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.

CLASSIFICAÇÃO
1 Marc MARQUEZ Honda 233 pontos
2 Dani PEDROSA Honda 203
3 Jorge LORENZO Yamaha 194
4 Valentino ROSSI Yamaha 156
5 Cal CRUTCHLOW Yamaha 136
6 Stefan BRADL Honda 113
7 Alvaro BAUTISTA Honda 103
8 Andrea DOVIZIOSO Ducati 96
9 Nicky HAYDEN Ducati 88
10 Aleix ESPARGARO ART 68


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP Valência: O último dos recordes!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Austrália: Entre erros e injustiças, fez-se justiça

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP UK: Na pedra de prata, o retorno da normalidade

MotoGP Catar 2014: Um começo mais que eletrizante

MotoGP vai acabar... Viva as CRT!!

Diego Pierluigi: uma crônica de um campeão!

MotoGP Brno: O recital desafina, mas segue!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras