moto.com.br
Publicidade:

Colunistas - Giglio Val

MotoGP Motegi: Dia de sorte, com a Filarmônica de Viena

28 de October de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Giglio Val

É isso mesmo... Um dia de pura sorte, de você que gosta e acompanhou a corrida desta madrugada de Domingo. Sorte por ver uma tocada impecável de Lorenzo, em uma corrida de zero de erros e zero de chances aos adversários.

Bom seria que Lorenzo fosse o mesmo cara fora da moto. Mas gigante em cima e fora da moto teve alguns, o maior deles, Valentino Rossi.

Antes de escrever da corrida, queria comentar ao leitor que tiver interesse, e que tenha um “vídeo pass” do site do MotoGP, que está disponível um vídeo muito legal que é uma comparativa de dois “on board” da M1 em Phillip Island, um é de 2012, e o outro é de 2013, já com o cambio “seamless” novo. No ouvido percebe-se a diferença, mas é pouca, mas o que mais chama a atenção é a diferença de tocada, e ao se observar que a transferência de torque mudou e a moto esta sensivelmente mais suave.

Acho que nesse momento, apesar da Honda parecer ter mais potência e ter um pouco mais de velocidade de reta, a Yamaha tem hoje, na minha opinião, a melhor ciclística, parece estar mais estável.

Voltando a corrida, Lorenzo liderou de ponta a ponta, e saiu como sempre bem, e para surpresa e delírio da galera, Rossi pula para segundo, seguido de Marc e Pedrosa. Parecia a cena de sonhos da japonesada da Yamaha... Nada melhor.

Infelizmente Rossi em menos de 2 voltas erra e vê as Hondas passando, e ao persegui-las erra de novo passando reto, e retornando em 10º lugar... hummm...

A dupla da Honda sai em perseguição a Jorge, e senti que passariam, principalmente, Marc que por 2/3 da corrida esteve muito próximo, chegou a colocar de lado um par de vezes, mas não conseguiu passar um Lorenzo que dava inveja em precisão à Filarmônica de Viena.

Aquela Honda do Marquez apanhava feito “mula” empacada, e não tinha jeito... De tanto que apanhou a “mula” resolveu empacar realmente, e no final Marc já não tinha mais equipamento para seguir Lorenzo, que, aliás, ao contrário dos adversários, “calçou” pneus traseiros “super soft”, o que poderia indicar mais desgaste no final, mas tamanha foi a suavidade de sua tocada, isso não aconteceu.

Pedrosa já havia ficado mais para trás antes de Marc. Terminou em terceiro e dá adeus ao campeonato... mais um ano sem título.

Na sequência veio Bautista, Bradl e Rossi, as Tech 3 e as Ducati... Hayden na frente, mas para quem saiu de um surpreendente 3º no grid, acho que poderia ter feito algo mais.

A decisão enfim foi para Valência, dando mais emoção ao campeonato. Com 13 pontos de diferença, Marc pode chegar em 4º na Espanha, que será campeão, mesmo que Jorge ganhe. Não fosse o episódio da semana passada, já estaria com o caneco. A situação foi recuperada a sangue e suor por Lorenzo nas ultimas 3 corridas, e fez por merecer.

O problema é que como estão as coisas hoje, para Marc chegar em 4º, em condições normais, basta apenas ficar na pista.

O título esta francamente em aberto!

No Moto2 a corrida foi tumultuada, num “strike” onde de uma só vez os únicos dois pilotos que poderiam ameaçar Pol Espargaró se envolveram em um acidente e tchau...

Pol vence a corrida, seguido de Kallio e Luthi, e consagra-se campeão de 2013...merecido!

No Moto3, vencido por Alex Marquez, Eric Granado chega em 19º.

Malas prontas para Valência, e depois... Férias!

RESULTADOS
1 25 99 Jorge LORENZO SPA Yamaha Factory Racing Yamaha 162.3 42'34.291
2 20 93 Marc MARQUEZ SPA Repsol Honda Team Honda 162.1 +3.188
3 16 26 Dani PEDROSA SPA Repsol Honda Team Honda 162.1 +4.592
4 13 19 Alvaro BAUTISTA SPA GO&FUN Honda Gresini Honda 161.1 +19.755
5 11 6 Stefan BRADL GER LCR Honda MotoGP Honda 160.9 +22.810
6 10 46 Valentino ROSSI ITA Yamaha Factory Racing Yamaha 160.8 +24.637
7 9 35 Cal CRUTCHLOW GBR Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 160.6 +27.496
8 8 38 Bradley SMITH GBR Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 160.4 +30.969
9 7 69 Nicky HAYDEN USA Ducati Team Ducati 160.0 +37.010
10 6 4 Andrea DOVIZIOSO ITA Ducati Team Ducati 159.7 +42.944 

Giglio Val é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Foi patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis, que correu o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup em 2011 e o SuperBike no Brasil 2011 e 2012, assim como o WSBK Superstock 1000 em duas etapas em 2012. Destemido, segue em busca de outro talento, e trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP Valência: O último dos recordes!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Austrália: Entre erros e injustiças, fez-se justiça

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP UK: Na pedra de prata, o retorno da normalidade

O que ficou de 2013 na alta competição da MotoGP?

MotoGP Catar 2014: Um começo mais que eletrizante

MotoGP vai acabar... Viva as CRT!!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Valência : Despedida, tombos e papo furado

MotoGP Misano: Surpresas apesar da falta de ação...

Dia obscuro para a motovelocidade: Faleceu Renan Alves


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras