moto.com.br
Publicidade:

Colunistas - Giglio Val

MotoGP França: A vitória do instinto de sobrevivência

20 de May de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Giglio Val

O GP de Le Mans foi muito interessante! Para começar, estava com pista molhada e leve chuva... depois foi melhorando, e até abriu um sol leve... Pista fria sem dúvida. Cenário propício para muitos tombos e algum improvável vencedor.

Eu apostava numa grande apresentação do Rossi. E tinha minhas dúvidas com relação às Ducati.

Largaram e eis que Marquez que saía na pole faz uma largada pavorosa... Da frente afunda e chega a estar em 9º lugar... Tomou tempo para começar a reagir... Enquanto a pista não secou sensivelmente, ele não saiu com tudo para atacar.

Lá na frente, quem liderava?...  Pois é!... Dovi na sua Ducati, que mostra sinais de evolução, já é uma moto competitiva, e se der mais um passo adiante, vai brigar por vitórias.

Dovi liderou várias voltas, perdeu a liderança para Dani que fez, uma vez mais, uma excelente largada... Dani comete um leve erro e Dovi assume novamente o comando, mas voltas depois perde novamente para Pedrosa.

No segundo terço da corrida, Lorenzo que estava em 3º, começa a perder rendimento, e vai afundando na classificação e termina em 7º... isso porque Rossi e Bradl caíram, do contrário seria ainda pior... Acho que ele se cansou ou algo de errado ocorreu em sua Yamaha. O que vimos não é normal.

Rossi, até que vinha bem a frente de Hayden que fazia boa corrida, quando perdeu a frente na freada e caiu, quase derrubando o americano que se safa, e segue adiante.

Na frente Crutchlow em terceiro já começa a apertar Dovi e passa no final para garantir sua melhor classificação em uma corrida, 2º. Cal para mim é um justo candidato à vaga de Pedrosa em 2014, ou na de Rossi caso o italiano decida pendurar o capacete.

Marquez vinha abrindo espaço, e chegando nos ponteiros... No final atacou Dovi e garantiu mais um podium, e pontos preciosos, já que seu companheiro Dani, imbuído do mais puro instinto de sobrevivência para ficar na equipe, liderava já com alguma folga.

Marquez era naquele momento o mais rápido na pista, e vinha para cima... com mais 2 voltas acho que ele alcançaria Crutchlow... o espanhol é mesmo muito bom. Acho que ele vence este ano, está ganhando a mão da moto com rapidez e vai andar muito em pistas como Mugello, Aragón etc.

Pena também com a queda de Bradl... ele terminaria bem.

Aleix foi uma vez mais a CRT mais rápida. Abraham, rebaixado para a CRT (acho que nem mais seu pai acredita nele e resolveu parar de jogar dinheiro no lixo) correu no fundão todo o tempo... Mas não caiu.

Bradley Smith termina em 9º... Não esteve mal.

Menção honrosa a Redding que vence sua primeira corrida no Moto2. Eric Granado ficou em 24º na Moto3, com direito a levar volta do líder e tomar pau da Ana Carrasco (nada contra as mulheres, mas como sabemos motociclismo é muito físico, e aqui testosterona é vantagem competitiva). Folger seu companheiro ficou em 4º.

Próxima etapa é em Mugello, a catedral!

Giglio Val é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Foi patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis, que correu o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup em 2011 e o SuperBike no Brasil 2011 e 2012, assim como o WSBK Superstock 1000 em duas etapas em 2012. Destemido, segue em busca de outro talento, e trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP Valência: O último dos recordes!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Austrália: Entre erros e injustiças, fez-se justiça

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP UK: Na pedra de prata, o retorno da normalidade

MotoGP Catar 2014: Um começo mais que eletrizante

MotoGP vai acabar... Viva as CRT!!

Diego Pierluigi: uma crônica de um campeão!

MotoGP Brno: O recital desafina, mas segue!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras