moto.com.br
Publicidade:

Colunistas - Giglio Val

MotoGP Austrália: Quem falou que roubar é errado?

21 de October de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Giglio Val

Sei que muitos não vão gostar dessa coluna...

Fiquei muito decepcionado com o sucedido nesta etapa. O que não se consegue na pista, obtém-se fora dela... É assim?

Bandeira preta para Marc, porque deu uma volta a mais? E daí?

Acho que ninguém que gosta do esporte pode gostar de decisões como a que foi tomada neste domingo. Vitória inglória de Lorenzo na minha humilde opinião... acho que nem ele deveria estar contente.

Se o fabricante de pneus não tem a competência ou tecnologia para garantir um jogo de pneus para toda a corrida, a responsabilidade é do organizador... e o risco é de quem pilota... Imposições extra pista não casam com uma competição sã.

E minha opinião seria a mesma se Lorenzo tivesse sido desclassificado pelo mesmo motivo.

A Honda foi roubada neste domingo. E como foi!

Faltou uma ordem clara da equipe, sem dúvida... Houve erro, Ok...punição, quem sabe mais 1 ou 2 pontos... mas desclassificação?

Milhões ligam a televisão para ver os pilotos, para ver este menino de sorriso fácil e com muita vontade de acelerar na pista, e não para ver cartolas da Dorna grandes e gordos apertando botões e decidindo besteiras entre 4 paredes... Vergonha!

Gostaria de lembrar ao leitor, que também acompanho a F-1, que há 3 ou 4 anos, as corridas estavam sendo muito mais definidas na cartolagem do que na pista ... o público foi se afastando e eles mudaram a coisa...voltaram para a pista de novo... rapidinho.

Lorenzo vence, largou bem como sempre, fez boa corrida, mas não creio que seguraria Marquez até o fim... Foi salvo pela Dorna.

E contar com a “piada” Pedrosa para atacar e ajudar a equipe seria demais.

Rossi foi terceiro e esteve no pódio, também ajudado pela Dorna. Fez uma corrida de segundo pelotão.

Bela corrida de Bautista que com equipamento muito inferior, andou junto do Rossi e Carl Crutchlow... este último vem perdendo rendimento.

Confesso que nem tenho vontade de falar do resto... é enfadonho.

Espero que a Suzuki venha a mudar algo, para melhor, o jogo de cartas marcadas.

A continuar assim, será melhor assistir ao mundial de poker em vez do MotoGP... Lá existem “blefes” menos óbvios.

No Moto2, Espargaró vence, assumindo a liderança do campeonato, seguido de Luthi e Torres. Eric Granado chega em 21º no Moto3.

Malas prontas para Motegi... e espero que não haja mais papelões.

RESULTADOS
1 Jorge Lorenzo Yamaha ESP 29'07.155
2 Daniel Pedrosa Honda ESP 0'06.936
3 Valentino Rossi Yamaha ITA 0'12.344
4 Cal Crutchlow Yamaha GBR 0'12.460
5 Alvaro Bautista Honda ESP 0'12.513
6 Bradley Smith Yamaha GBR 0'28.263
7 Nicky Hayden Ducati USA 0'32.953
8 Andrea Iannone Ducati ITA 0'35.062
9 Andrea Dovizioso Ducati ITA 0'35.104
10 Randy De Puniet ART FRA 0'37.426

Sobre o brasileiro Moto 1000 GP, na pista de Santa Cruz (RS), em prova válida pela 6ª etapa do campeonato, tivemos uma Grande corrida no domingo, onde foi possível testemunhar que o motociclismo brasileiro esta crescendo... paradoxalmente, até mesmo pela presença de estrangeiros, e que estão andando na frente, diga-se de passagem.

O argentino Diego Pierluigi vence a corrida que tinha mesmo a sua cara... ele dominou todos os treinos, e fez a pole. Caiu no Q1, mas contou com o excelente trabalho da equipe JC Racing que arrumou a moto a tempo para o Q2.

Mas a corrida não foi fácil para o Diego, pois largou mal mais uma vez, mas veio ganhando terreno. Seguiu por muitas voltas seu conterrâneo Luciano Ribodino, e o português Miguel Praia.

Foi para cima e assumiu a liderança para não perder mais. Mas quase perde.

No meio da corrida, com Ribodino e Miguel Praia já “dominados”, eis que na quarta posição o brazuka Danilos Lewis, o maior talento do motociclismo brasileiro na humilde opinião do colunista , puxa a espada e grita “Gerônimo” !... e vai para cima, numa tacada passa Praia e Ribodino que errou no fim da reta, e encosta em Pierluigi... neste momento, sua moto estava muito mais estável que a do argentino, e tinha tudo para vencer... Infelizmente, em uma curva de alta arrebenta o pedal de marcha na zebra e perde competitividade.

Ribodino que estava longe, e sendo atacado por Wesley Gutierrez, se aproxima e passa Lewis que vinha trocando as marchas na mão. Lewis salva o pódio, chegando em 3º, em um final eletrizante.

Diego Faustino não pode participar, pois sua moto não ficou pronta a tempo para a corrida.

Faltam 2 etapas, e a disputa é argentina. Pierluigi é um cara que eu conheço pessoalmente, é muito gente fina, humilde e muito profissional. Ele merece seus resultados!

Sei que já existem movimentos de investidores e equipes, para colocar este jovem argentino assim como Danilo Lewis em pelo menos uma etapa do Moto2 na América do Sul no próximo ano... Aliás, curiosamente os dois pilotos têm como um dos principais patrocinadores a Steck, empresa líder em materiais elétricos na América Latina, e que parece que além de conhecer muito de eletricidade, conhecem muito de motociclismo!

Mas dou mesmo meus parabéns ao motociclismo nacional, que esta evoluindo a passos largos. Fui!

Giglio Val é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Foi patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis, que correu o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup em 2011 e o SuperBike no Brasil 2011 e 2012, assim como o WSBK Superstock 1000 em duas etapas em 2012. Destemido, segue em busca de outro talento, e trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP Valência: O último dos recordes!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Austrália: Entre erros e injustiças, fez-se justiça

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP UK: Na pedra de prata, o retorno da normalidade

O que ficou de 2013 na alta competição da MotoGP?

MotoGP Catar 2014: Um começo mais que eletrizante

MotoGP vai acabar... Viva as CRT!!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

Equipe RC3 chega como boa novidade no Moto 1000 GP


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras