moto.com.br
Publicidade:

Colunistas - Giglio Val

MotoGP Aragón: E agora José?... Ou melhor, Jorge

30 de September de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Giglio Val

Circuito de encher os olhos!... Lindo o Lugar, há 30 minutos de Barcelona, Aragón foi o palco de sonhos daqueles que curte este esporte maravilhoso.

Havia escrito no meu último artigo, que esta etapa tinha a cara da Honda. E realmente tinha.

Uma vez mais Marc larga mal, e pensei que afundaria mais, mas com uma primeira curva bem agressiva ele retoma a segunda posição que já estava com Pedrosa. Lorenzo uma ver mais larga muito bem, e novamente ameaçou escapar, em 2 voltas chegou a estar mais de 1 seg adiante de Marc. Pensei naquele inicio que MM iria chegar fácil no Lorenzo, e o passaria sem dificuldades.

Não foi assim. Lorenzo fez mais uma vez uma pilotagem brilhante, com zero de erros e foi muito rápido o tempo todo.

Surpresa foi ver que na realidade naquelas voltas iniciais, Marc não parecia ter ritmo para chegar, e Pedrosa parecia sobrar, e de fato, passa Marc e ameaça ir para cima de Lorenzo.

A dupla começa a chegar no “mascara”, e Marc começa apertar Dani novamente. No grande curvão de acesso a miolo antes da grande reta, Marc faz pequena “lambança” perde a freada , passa raspando por fora, e Dani entra forte para ir a caça de Lorenzo, dá gás com tudo, leva uma chicotada e sai voando para abraçar o asfalto. Ficou no asfalto de Aragón as poucas esperanças que Dani tinha para este ano. Adeus 2013, mais um ano sem título. Será que ele continua na Honda?...Massa 2?

Não houve toque entre as Hondas, e na minha opinião, Pedrosa nem viu Marc passar reto, na realidade ele sentia pelo ruído a proximidade de seu colega, e pode ter achado que seria atacado por fora na curva, já que a próxima curva a direita beneficiaria Marc, o que poderia tê-lo levado a dar mão antes da hora, e bau, bau.

Marc se recupera, chega a ficar mais de 2segs atrás do 99, mas chega rápido e fácil, e ultrapassa Lorenzo sem grandes dramas, no mesmo “curvão” de sua escapa, onde aliás é um excelente ponto de ultrapassagem.

Marc segue adiante, pensei que sumiria, mas Lorenzo não deixou, manteve curta distância esperando um erro, que, aliás, vindo de Marquez não seria uma surpresa... Piloto que gosta de testar sempre os limites costuma errar. Mas MM seguiu firme, e venceu sua 6º corrida, um recorde a mais, em vitórias em um ano de estreia.

Não houve nada lá atrás?...sim, claro, bem lá atrás diga-se de passagem. No segundo pelotão, os habituais VR, Bautista, Bradl e Crutchlow. Rossi sofreu uma barbaridade para segurar a turma da alegria, e chegou a levar pau de Bautista que, aliás, fez grande corrida. Rossi na sua Yamaha tomar pau de Honda privada com Showa... Era demais. El Doctor faz um esforço, passa e no fim mantém pequena vantagem mas assegura mais um pódio em sua carreira. Mas chegou 13 segundos atrás de Marquez, Barrabaz! Na sequência, Bautista, Bradl e Carl.

Rossi está sem ritmo, não adianta pensar em milagre. Não consegue sequer acompanhar os ponteiros.

O câmbio “seamless” novo da Yamaha parece ter trazido alguma melhora sem dúvida, mas é o Lorenzo quem mais faz uso deste upgrade.

As Ducati seguiram seu calvário, com Dovi em 8º, 40 segs atrás dos lideres... De resto, mais do mesmo, Aleix foi a CRT mais rápida (ou a menos lenta), em 11º.

No Moto2, bela corrida com vitória de Terol, seguido de Rabat, Espargaró e Redding.

No Moto 3, creio que Eric Granado teve sua melhor classificação, chegando em 16º, quase belisca um pontinho. Aos poucos, vai evoluindo.

Malas prontas para a Malásia... e me desculpem aqui o espírito de porco, mas lá, novamente, tem cara de Honda... Será que teremos surpresa?...Fui.

Giglio Val é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. Foi patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis, que correu o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup em 2011 e o SuperBike no Brasil 2011 e 2012, assim como o WSBK Superstock 1000 em duas etapas em 2012. Destemido, segue em busca de outro talento, e trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.
 
CLASSIFICAÇÃO
1 Marc Marquez 278 pts SPA HONDA Repsol Honda Team
2 Jorge Lorenzo 239 pts SPA YAMAHA Yamaha Factory Racing
3 Dani Pedrosa 219 pts SPA HONDA Repsol Honda Team
4 Valentino Rossi 185 pts ITA YAMAHA Yamaha Factory Racing
5 Cal Crutchlow 156 pts GBR YAMAHA Monster Yamaha Tech 3
6 Stefan Bradl 135 pts GER HONDA LCR Honda MotoGP
7 Alvaro Bautista 125 pts SPA HONDA Go & Fun Honda Gresini
8 Andrea Dovizioso 112 pts ITA DUCATI Ducati Team
9 Nicky Hayden 102 pts USA DUCATI Ducati Team
10 Bradley Smith 80 pts GBR YAMAHA Monster Yamaha Tech 3


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP Valência: O último dos recordes!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Austrália: Entre erros e injustiças, fez-se justiça

MotoGP Japão: Terra onde não é preciso vencer para ganhar

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP UK: Na pedra de prata, o retorno da normalidade

O que ficou de 2013 na alta competição da MotoGP?

MotoGP Catar 2014: Um começo mais que eletrizante

MotoGP vai acabar... Viva as CRT!!

MotoGP Malásia: O templo dos recordes!

MotoGP Misano: A bendição dos Deuses e a retratação dos mortais!

MotoGP Aragón : Show de talento, estratégia e burrice...

Equipe RC3 chega como boa novidade no Moto 1000 GP


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras