moto.com.br

Publicidade:

Colunistas - Jaime & Gisele

Avaliação da Sundown STX 200 Super Motard

06 de February de 2008
Compartilhe este conteúdo:
Após ter estreado na 1ª Etapa da Copa Serrana de Supermoto no RS, a Sundown STX 200 Super Motard adquirida em 11/01/2008 pelos colunistas Gisele Flores e Jaime Nazário, passou por um teste dinâmico de longa duração em um percurso de ida e volta a Porto Alegre.

Nesta viagem, que totalizou 198 quilômetros, com garupa de mochila e vento leve, a moto se saiu novamente bem, tendo como ponto alto a economia e ponto não tão bom a baixa velocidade máxima alcançada.

No quesito economia, uma grande surpresa. O consumo foi bastante baixo, atingindo média de 32,3 Km/litro, tendo sido necessários apenas 6,1 litros para percorrer esta distância.

Como a capacidade declarada do tanque é de 11 litros, então se chega a conclusão de que a autonomia desta moto, carregada, chegaria a mais de 350 quilômetros, uma marca excepcional, considerando que não estamos falando de uma “street” de 125 cc e nem de perto de uma “estradeira”.

Porém, tudo tem um custo. Com a excelente economia apareceu uma restrição de desempenho. Nas condições que foi exposta, a velocidade máxima indicada no velocímetro em nenhum momento conseguiu ser maior do que 110 Km/h, com punho todo fechado. Na verdade, a velocidade que ela consegue desenvolver em cruzeiro ficou em torno de 90 a 100 Km/h.
 
Apesar de serem marcas não muito expressivas, é bom lembrar que são marcas compatíveis com os limites legais de velocidade das nossas estradas, o quê, para muitos, significa que ela pode atender de forma bem adequada viagens de lazer.

Um pouco de deficiência, mesmo assim, fica por conta da aceleração, pois por já se encontrar perto do seu limite, se necessário, uma retomada de velocidade de 60 Km/h para 90 Km/h, por exemplo, é bem demorada. Acima de 90 Km/h é bom contar com bastante espaço e tempo para completar uma ultrapassagem.

Relembramos que são aferições baseadas no velocímetro original da moto e que, portanto, ainda podem conter algum erro de marcação em relação à velocidade real, mais provavelmente indicando velocidades um pouco superiores do que as verdadeiras.

Após retornar desta viagem, a Sundown STX 200 Super Motard recebeu um útil acessório para desempenhar um novo papel na sua avaliação, um bagageiro que possibilitasse a instalação de um baú. Acontece que, por ser uma “motard”, esta moto não vem equipada com bagageiro, somente com dois apoios de mão na traseira.

Ao custo de R$95,00 foi comprado um bagageiro para a moto na concessionária Sundown de Porto Alegre, a Grappa Motos, tendo sido feita a instalação lá mesmo. Saindo da oficina de “traseira” nova e com 247 quilômetros marcando o hodômetro, em seguida foi feita a instalação de um baú de 33 litros para ajuda no transporte de pequenos volumes.

Agora, um novo perfil de uso seria dado para a Motard, um uso estritamente urbano. Neste novo “chão”, a moto demonstrou bastante versatilidade. Sua leveza (123 Kg de peso seco) contribui muito para uma ágil pilotagem urbana. O motor de 200 cilindradas proporciona bom torque (1,45 kgf.m a 7.000 rpm) em baixos regimes e rápida aceleração.

O banco que se estende até o tanque proporciona conforto, principalmente em “avanços” do corpo em freadas bruscas. A suspensão trabalha bem na variação de pisos de asfalto, paralelepípedos, eventual terra, e superando buracos, subidas em calçadas e, com muitas chuvas, sua altura maior do que a de uma “street” facilita cruzar alagamentos.

Em trabalho urbano, quase sempre só com o piloto e baú com pouca carga, mais uma vez o baixo consumo apareceu, revelando média de 34,1 Km/litro nos 687 quilômetros percorridos dentro da cidade. Ao final desta segunda etapa, o hodômetro registrava 934 quilômetros rodados.

O único ponto não tão bom em uso urbano foi o curto esterçamento da roda dianteira quando se fazia necessário manobrar a moto quase parada, mas nada que comprometa seu uso no dia-a-dia que, invariavelmente, causava admiração, pela beleza do design e estilo, por onde passava e onde estacionava. Vários foram os comentários positivos sobre ser a Sundown STX 200 Super Motard uma bela moto, confirmando o apelido que lhe demos de “Garota de Ipanema” das motos.

Em nossas mãos, a Sundown STX 200 Super Motard já encarou nestes seus primeiros vinte e poucos dias de uso uma prova de competição de supermoto, uma viagem em estrada de asfalto com garupa e mochila e foi bem utilizada dentro da cidade, com tráfego e calor.

Até agora, nenhum problema mecânico, elétrico ou de qualquer natureza apareceu e, no próximo artigo, relataremos como ela se saiu na 2ª etapa da Copa Serrana de Supermoto e como ela foi e saiu da sua primeira revisão de 1.000 quilômetros na concessionária Sundown de Porto Alegre, a Grappa Motos. Continuem acompanhando.

Clique aqui para ver anúncios da Sundown.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Primeira especializada off-road Kawasaki

4º Encontro Sul Brasileiro de Motos

Curso de Pilotagem Segura de Motos

12º Moto Lagoa foi um Sucesso!

Carbomoto reúne mais de 25 mil pessoas

Shopping sedia o ''1º Liquida Motos Porto Alegre''

Equipe Sobre Motos apresenta a Hayabusa Dragon

Avaliação da Sundown STX 200 Super Motard

Eleição 'Moto mais Bonita de 2007'

Avaliação: Traxx Fly 125cc

A mais veloz 250cc: Kasinski Comet

Nova Yamaha YZF-R6 2008

Curso de Pilotagem Segura de Motos

Yamaha apresenta esportiva de 125cc


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss