moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Yamaha faz recall para motos XJ6, MT-09 e XT 1200Z

06 de April de 2015
Compartilhe este conteúdo:
 
A Yamaha Motor da Amazônia está promovendo o recall para as motocicletas XJ6, MT-09 e XT 1200Z, ano/modelo 2015 e 2016. Os proprietários dos modelos devem entrar em contato com uma concessionária autorizada para agendar a substituição gratuita do kit do eixo de mudança de marchas.
 
Estão envolvidos nessa convocação as motos com as seguintes especificações:
Modelo XJ6 N, ano/modelo 2015, a partir do chassi 9C6KJ006F0006461 até o chassi 9C6KJ0060F0006620;
Modelo XJ6 NA, ano/modelo 2016, a partir do chassi 9C6RJ2510G0000781 até o chassi 9C6RJ2510G0000820;
Modelo XJ6 FA, ano/modelo 2016, a partir do chassi 9C6RJ2520G0000221 até o chassi 9C6RJ2520G0000260;
Modelo MT-09 A, ano/modelo 2015, a partir do chassi 9C6RN3520F0000661 até o chassi 9C6RN3520F0000740 e
Modelo XT 1200 ZE, ano/modelo 2015, a partir do chassi 9C6DP04D0F0000261 até o chassi 9C6DP04D0F0000340.
 
A Yamaha justifica a convocação em razão de uma inconformidade detectada em um componente da alavanca de mudança de marchas, poderá ocorrer a quebra da referida alavanca, impossibilitando a mudança de marchas durante a utilização da motocicleta, prejudicando a sua dirigibilidade, com risco de acidente e lesões aos usuários.
 
O tempo médio de atendimento para o cumprimento deste recall é de uma hora. Para informações adicionais, consulte o site yamaha-motor.com.br ou ligue para 0800 774 3738, no horário comercial.
 
Com base no Código de Defesa do Consumidor, o Procon de São Paulo ressalta que a legislação estabelece, em seu artigo 10, que: “O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança.

§ 1º O fornecedor de produtos e serviços que, posteriormente à sua introdução no mercado de consumo, tiver conhecimento da periculosidade que apresentem, deverá comunicar o fato imediatamente às autoridades competentes e aos consumidores, mediante anúncios publicitários."

Outra questão importante, que deve ser observada pelos consumidores, refere-se a exigência do comprovante de que o serviço foi efetuado, documento que deverá ser conservado e repassado adiante, em caso de venda. Caso tenha sido comercializado mais de uma vez, o atual proprietário terá o mesmo direito ao reparo gratuito.

Os consumidores que já passaram por algum acidente causado pelo defeito apontado poderão solicitar, por meio do judiciário, reparação por danos morais e patrimoniais, eventualmente sofridos.

Foto: Yamaha/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Triumph estreia nova coleção de roupas e acessórios

Documentário retrata viagem entre Manaus e São Paulo

Ducati tem crescimento recorde no Brasil em 2016

Solidariedade: Ajude o Natal das crianças da ACRIA

Nova Kawasaki Z 650 é mais agressiva só no visual

Com ação social, Moto Experience acontece no Campo de Marte, em SP

Piaggio lança novos scooters e o triciclo MP3 no Brasil

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Honda CRF 1000L Africa Twin ganha ainda mais apelo Off Road

Yamaha lança nova Neo 125 com freios UBS

Harley-Davidson e SENAI inauguram Centro Técnico em São Paulo

Licenciamento para motos com placa terminada em 0

Cursos do Centro de Treinamento da Harley em parceria com SENAI-SP

BMW apresenta a aventureira compacta G 310 GS


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras