moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Yamaha apresenta boas melhorias na linha Ténéré 2015

03 de September de 2014
Compartilhe este conteúdo:

A linhagem aventureira da família Ténéré, da Yamaha, é conhecida mundialmente por conta de seu DNA off-road. Seu nome é uma referência ao Ténéré, um trecho do Deserto do Saara, considerado o mais difícil do extinto rali Paris-Dakar. O primeiro modelo lançado foi em 1983 e desde então vem conquistando fãs durante os anos. Para 2015, a Yamaha anunciou algumas novidades na família Ténéré no Brasil, o único país que disponibiliza os três modelos: 250 cc, 660 cc e 1.200 cc. 

A partir de agora, todos os modelos, XTZ 250 Ténéré, XT 660Z Ténéré e XT 1200Z Super Ténéré, serão produzidos na planta da fábrica da marca dos três diapasões em Manaus (AM) e já estão disponíveis nas concessionárias Yamaha. As alterações consistem em novas cores e grafismos para as três motos, além da adição de equipamentos eletrônicos e outras modificações para a 660 e a 1.200.

XTZ 250 Ténéré
A caçula da família, a XTZ 250 Ténéré ganhou, apenas, novas cores para a versão 2015. A máquina está equipada com motor de 250 cm³ de capacidade, SOHC (comando único de válvula), com arrefecimento a ar, 21 cv de potência máxima as 8.000 rpm e 2,10 kgf.m de torque aos 6.500 giros. Está disponível nas revendas da Yamaha por R$ 13.620,00, nas novas cores azul, cinza, vermelha e branca.

XT 660Z Ténéré ABS
Para 2015, a maior novidade da Yamaha XT 660Z Ténéré é adição da versão com o sistema de freios ABS. Ao receber o equipamento eletrônico, que não pode ser desabilitado, a nova 660 Ténéré ABS ficou com um apelo mais urbano/estradeiro. Pensando, então, em seu lado mais “asfalto”, os engenheiros da Yamaha resolveram reduzir a altura da moto. Dessa forma, a suspensão dianteira, que na versão sem o ABS tem 210 mm de curso, foi reduzida para 160 mm. O curso do monoamortecedor traseiro passou de 200 mm para 145 mm. Ou seja, perdeu 50 mm na dianteira e 55 mm na parte de trás.

Uma das grandes reclamações do público brasileiro, cuja estatura média é de cerca de 1,70 m (segundo dados do IBGE), era também a altura do assento. Com 896 mm de distância do solo, plantar os dois pés no chão na versão standard é uma tarefa impossível. Sendo assim, a versão com ABS baixou três centímetros, ficando com 865 mm de altura. Outras medidas também mudaram na nova versão: o comprimento total da motocicleta passou de 2.246 mm para 2.260 e sua altura de 1.477 mm para 1.450; o raio mínimo de giro foi de 1.958 mm para 1.980 mm; e o peso da moto aumentou, passando de 206 kg em ordem de marcha para 215 kg.

Já disponível nas concessionárias nas novas cores azul, branca e cinza, a Yamaha XT 660Z Ténéré ABS tem preço público sugerido de R$ 32.990,00. Já a versão sem o sistema anti-travemento de freios, que também ganhou as novas cores, segue com preço de R$ 29,920,00.

Primeiras impressões
Durante a apresentação feita na sede da Yamaha em Guarulhos (SP), tivemos a oportunidade de rodar com o modelo em rodovias, estradas de terra e até mesmo em trechos de trilha, na pista do Alemão, que fica em Atibaia, interior de São Paulo. O motor manteve-se o mesmo monocilíndrico SOHC de 660 cm³ de capacidade cúbica e arrefecimento a ar, capaz de gerar 48 cv de potência a 6.000 rpm e 5,95 kgf.m de torque. Na estrada, consegue desenvolver uma boa velocidade de cruzeiro (130 km). No entanto, alguns pontos negativos ainda não foram corrigidos em relação ao modelo anterior. O para-brisa vibra muito quando o motor está funcionando em altos giros, emitindo um barulho que irrita o piloto após algum tempo. Além disso, o lado esquerdo do motor continua transferindo muito calor para as pernas do condutor.

XT 1200Z Super Ténéré
Mais potente entre todas as motos da família, a Yamaha XT 1200Z Super Ténéré 2015 vem agora em duas versões: Standard e Deluxe. Comum em ambos os modelos, a Super ganhou diversas novidades. Agora, a máquina sai de Manaus (AM) equipada com piloto automático, piscas em LED, para-brisa com ajuste de altura, novo painel de instrumentos com computador de bordo e suporte para GPS.

Segundo a Yamaha, as novas versões 2015 sofreram mudanças internas no motor, que aumentaram em dois cavalos a potência máxima da motocicleta. Dessa forma, a nova 1200 Ténéré é capaz de gerar agora 112 cv de potência máxima as 7.250 rpm. Além disso, recebeu ajustes finos para garantir uma melhor resposta do acelerador ride-by-wire e uma entrega de potência mais eficiente, no entanto mais suave. Seu torque máximo é de 11,9 kgf.m aos 6.000 giros. Os novos modelos trazem, também, controle de tração em dois níveis com opção de ser desligado, dois modos de pilotagem (“T” de Touring e “S” de Sport) e freios U-BS – freios combinados – com ABS, que não pode ser desabilitado, infelizmente.

Para oferecer maior conforto ao piloto, tanto no on quanto no off-road, as duas versões da Super Ténéré receberam nova mesa do guidão em alumínio, bagageiro triplo e duas telas de LCD como novo painel de instrumentos. O novo computador de bordo conta com consumo médio/instantâneo, autonomia total, temperatura do líquido de arrefecimento, hodômetros totais e parciais, além das telas de seleção dos modos de pilotagem e controle de tração.

A altura do banco e do para-brisa são reguláveis manualmente, dispensando a utilização de ferramentas. O assento varia de 845 mm para 870 mm. O para-brisa foi redesenhado para dar maior proteção contra o vento e menos poluição sonora. A posição do guidão, segundo a Yamaha, está 10 mm mais próxima ao piloto, deixando-o mais confortável. O modelo Standard da Super Ténéré está disponível nas cores azul e cinza por R$ 55.990.

Top de linha
Além de todos os diferenciais de série do modelo standard, a Yamaha XT 1200Z Super Ténéré DX, ou Deluxe agora tem ajuste de suspensão eletrônico, tanto na pré-carga quanto na altura. Os controles são de comandos fáceis, situados no punho esquerdo, com quatro posições pré-programadas e outras 14 ajustáveis, fazendo a moto se adaptar para cada piloto. Outro diferencial da versão mais completa é o aquecedor de manopla com diversos níveis de calor e o guidão em alumínio. Assim como a versão “básica”, a DX está disponível nas cores cinza e azul, por R$ 61.990.

Primeiras impressões da versão Deluxe
Em comparação ao modelo anterior, as mudanças feitas pela Yamaha no propulsor e na resposta do acelerador foram sentidas logo de cara. A aceleração está mais suave e progressiva, porém eficiente da mesma maneira. A versão antiga “crescia” de maneira mais agressiva, mas com a mesma rapidez. O desempenho nas grandes rodovias e nas estradas sinuosas é irrepreensível, tanto em velocidade final quanto em poder de curvas. No ajuste mais alto, o para-brisa oferece ótima proteção contra o vento, mesmo para pilotos com altura acima de 1,80 m.

Durante o trajeto curto – cada jornalista pôde rodar cerca de 50 km com o modelo novo nas estradas – a Super Ténéré mostrou-se muito confortável. Seu banco em dois níveis, além de ter regulagem de altura, conta com espuma macia e tecido anti-derrapante. Acionamos o ajuste eletrônico da pré-carga no modo Hard (ainda há o Confort e o Standard), no nível +3, o mais firme. Já na altura, ajustamos para “um capacete”, ou seja, somente piloto na moto. Nessa configuração, retorno e compressão ficam mais lentos, copiando perfeitamente o solo.

O único “porém” fica para o sistema de freios ABS que não pode ser desabilitado. Ao entrar em solo de terra irregular, ou em estradas de terra, deve-se tomar muito cuidado, pois em funcionamento, o ABS atrasa a frenagem. Segundo a própria Yamaha, há um aviso no manual do proprietário chamando atenção para este fato. 



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Bonneville T120 Black é novidade da Triumph no Brasil

Nova Harley Roadster 2017 chega em dezembro

Motor Show agitou Londrina (PR) com várias atrações

LifeMotosBr: CB Twister - Que gasolina usar na motoca

KTM promove recall para a linha Adventure 1190 e 1290

Exclusivo: entrevista com Fernando Filie - planos da Ducati para 2017

Salão Moto Brasil vai ter exposição de motos customizadas

Harley-Davidson e SENAI inauguram Centro Técnico em São Paulo

Yamaha lança nova Neo 125 com freios UBS

Honda CRF 1000L Africa Twin ganha ainda mais apelo Off Road

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Detran.SP: Permissão internacional pode ser solicitada online

Ducati tem nova tabela de preços para dezembro no Brasil

Suzuki V-Strom 250 amplia linha de motos aventureiras


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras