moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Yamaha anuncia recall para o modelo XTZ 150 Crosser

Convocação prevê substituição do conjunto da roda traseira da motocicleta por problema na fabricação do cubo

10 de February de 2015
Compartilhe este conteúdo:

A Yamaha Motor da Amazônia está realizando uma convocação dos proprietários das motocicletas XTZ 150 Crosser, versões E e ED, ano/modelo 2014/2015, conforme numeração de chassis abaixo, para entrarem em contato com uma concessionária autorizada para agendar a substituição gratuita do conjunto da roda traseira da motocicleta.

MODELO  ANO / MODELO  A PARTIR DO CHASSI  ATÉ O CHASSI
XTZ 150 CROSSER ED 2014/2015 9C6DG2510F0000101 9C6DG2510F0026300
XTZ 150 CROSSER E 2014/2015 9C6DG2520F0000101 9C6DG2520F0005600

Segundo o comunicado da marca japonesa, a motivação do recall é uma falha na fabricação do cubo que compõe o conjunto da roda traseira, a profundidade dos furos de alojamento dos raios ficou maior que o especificado em projeto, aumentando a tensão dos mesmos após a sua montagem.

Devido a esse defeito, a tensão exercida sobre os raios é ampliada acarretando possível ruptura dos mesmos, sendo que a quebra de seis ou mais raios pode acarretar instabilidade, com consequente perda da dirigibilidade da motocicleta e risco de acidente e lesões aos usuários. Tempo médio de atendimento: 1 hora. 

A Yamaha diz que adota essa medida em caráter preventivo e destaca a importância do atendimento imediato a esta convocação. Para informações adicionais a fabricante coloca à disposição os canais de atendimento pelo site yamaha-motor.com.br e o telefone 0800-774 3738, no horário comercial. 

Como orientação geral, o Procon São Paulo ressalta que o chamado de recall envolve os modelos adquiridos de concessionária ou de pessoa física e não há prazo limite para atendimento à campanha. Se o consumidor tiver qualquer dificuldade para efetuar o reparo/substituição, deve procurar um órgão de defesa do consumidor.

A empresa deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor.

O Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 10, estabelece que: “O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança.

§ 1º O fornecedor de produtos e serviços que, posteriormente à sua introdução no mercado de consumo, tiver conhecimento da periculosidade que apresentem, deverá comunicar o fato imediatamente às autoridades competentes e aos consumidores, mediante anúncios publicitários".

Outra questão importante, que deve ser observada pelos consumidores, refere-se à exigência do comprovante de que o serviço foi efetuado, documento que para sua segurança deverá ser conservado e repassado adiante, em caso de venda. Caso tenha sido comercializado mais de uma vez, o atual proprietário terá o mesmo direito ao reparo gratuito. 

Conforme determina a Portaria Conjunta nº 69 de 15/12/2010, da Secretaria de Direito Econômico e do Diretor do Departamento Nacional de Trânsito, o veículo que não for reparado/inspecionado em até 12 meses, após o início da campanha de recall, terá a informação lançada no campo 'observações' do próximo CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) emitido pela autoridade de trânsito. 

Os consumidores que já passaram por algum acidente causado pelo defeito apontado poderão solicitar, por meio do Judiciário, reparação por danos morais e patrimoniais, eventualmente sofridos. Mais informações pelo site procon.sp.gov.br e pelo telefone 1512.

Foto: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Husqvarna apresenta linha 2018 de motos para motocross

Motos Ducati Multistrada 1200 fazem segurança do G7

Rota K lança Kawasaki Z 650 no Encontro de Motos de Vinhedo

KTM 390 Duke ABS ganha Edição Especial no Brasil

Nova legislação do Contran não vai proibir baús nas motos

Kibo K150: conheça o lançamento trail para os quenianos

MV Agusta anuncia nova divisão de veículos especiais

Motos SWM Motorcycles chegam ao Brasil com quatro modelos

Nova Yamaha R6 ficou mais radical inspirada na R1

Kawasaki Z 650 ABS é novidade da marca japonesa no Brasil

BMW G 310 R começa a ser produzida em Manaus (AM)

Primeira BMW G 310 R é produzida na fábrica de Manaus (AM)

Flagra da nova Dafra Apache RTR 200 4V em São Paulo

Nova Honda CBR 250RR é miniatura de moto de competição


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras