moto.com.br
Publicidade:

Acontece

União Europeia torna obrigatório ABS em motocicletas

Sistema antibloqueio de frenagem deverá ser equipado nas motos como item de fábrica a partir de 2016

11 de April de 2013
Compartilhe este conteúdo:

A partir de 2016, os sistemas antibloqueio de frenagem (ABS) serão introduzidos como equipamento original para um número maior de motos na União Europeia. No início de março, foi aprovada uma legislação cujo objetivo é reduzir ainda mais o número de acidentes de trânsito. Só em 2011, cerca de 5 mil motociclistas morreram nas estradas da Europa.

"A utilização do ABS pode impedir mais de um quarto de todos os acidentes de moto com danos pes soais", diz Gerhard Steiger, presidente da divisão Chassis Systems Control da Bosch, segundo estudo sobre acidentes conduzido pela empresa.

A Bosch fabrica o sistema antibloqueio de frenagem para motos desde 1994 e já vendeu cerca de 750 mil sistemas até hoje. Em 2010, a empresa lançou uma geração de ABS projetado especificamente para motos e, desde então, vem trabalhando no desenvolvimento continuo de funções adicionais que visam melhorar o desempenho do sistema.

De acordo com a nova legislação da UE, será obrigatório instalar um sistema antibloqueio de frenagem para todas as motos que tenham motorização superior a 125 cc. A partir de 1° de janeiro de 2016, isso será aplicado em motos às quais será concedida a homologação e, a partir de 2017, para todos os modelos.

Além disso, será exigido que veículos de duas rodas, com motorização de acima de 50 cc até 125 cc, tenham ABS ou pelo menos sistema de frenagem combinado (CBS - Combined Brake System). Esse sistema trabalha com os freios dianteiro e traseiro mecanicamente, resultando que ambas as rodas sejam simultaneamente desaceleradas durante a frenagem.

No entanto, essa solução não regula a pressão do freio - o que significa que as rodas ainda podem travar. Após a ratificação pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho de Ministros da União Europeia, a norma já foi publicada no Diário Oficial e, portanto, está oficialmente em vigor.

Segundo pesquisa realizada pela Bosch, com base em estatísticas de vendas, no Brasil apenas 1% das novas motocicletas vendidas entre janeiro e dezembro de 2012 saíram de fábrica equipadas com os freios ABS. Entre essas, nenhuma moto com menos de 250cc, que representa o maior segmento do Brasil com mais de 90% de participação de mercado. Em contrapartida, em 2012, 41% dos carros novos registrados já contavam com ABS.

Segundo estudo realizado pelo Banco de Dados de Acidentes da Alemanha, o GIDAS, 47% dos acidentes com motos são causados por frenagem equivocada ou hesitante. O ABS resolve este problema e permite uma frenagem mais segura e eficiente. Diversos estudos científicos comprovam que o ABS é o sistema com mais alto potencial de segurança.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Ducati Multistrada 2018 terá motor de 1.260 cc

Motocar lança novos modelos de triciclo no Brasil

Grupo Orange BH apresenta nove modelos KTM e Kawasaki novos

Kawasaki Vulcan S 2018 é lançada com novas versões no Brasil

Indian embarca na onda retrô com nova Scout Bobber

Kawasaki One vende única Ninja H2 Carbon do Brasil

CNH vencida passa a valer como documento de identificação

Kawasaki One vende única Ninja H2 Carbon do Brasil

Ducati Monster 1200 S é apresentada no Brasil com preço competitivo

Honda NXR 150 Bros 2008 chega com diferenciais

Indian embarca na onda retrô com nova Scout Bobber

Kawasaki Vulcan S 2018 é lançada com novas versões no Brasil

BMW S 1000 RR 2017 tem visual renovado e novo modo de pilotagem

CNH vencida passa a valer como documento de identificação


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras