moto.com.br

Publicidade:

Acontece

Uma viagem histórica pelo Harley-Davidson Museum

29 de February de 2012
Compartilhe este conteúdo:

Aldo Tizzani e Arthur Caldeira

Um templo no qual fanáticos pela Harley-Davidson se reúnem para cultuar seus ícones. É neste clima, que os aficionados pela centenária marca norte-americana de motocicletas visitam o museu da HD, que fica em Milwaukee, no estado de Winsconsin (EUA). Inaugurado em 2008 por Willie G. Davidson, neto de um dos fundadores da grife motociclística, o local tem um acervo impressionante, tanto pela quantidade de peças expostas, mas também pela qualidade da restauração das mesmas.

Construído em aço, concreto e muitos vidros, o edifício impressiona por seu tamanho. Muito bem organizado, ele se estende por 12 mil metros quadrados localizados na Rua do Canal, local agradável e com uma grande área para estacionamento. Lá, estão desde primeira HD até modelos temáticos, de corrida, customizados e famosos, como as usadas nos filme “Easy Rider” – Sem Destino, de 1969 e a WLA 1942 cuja réplica foi utilizada no filme "Capitão América – O Primeiro Vingador". Figuram também exemplares que foram pilotados por ídolos das telas e também das pistas, como Elvis Presley e Ivel Knievel.

- Confira o vídeo com algumas das principais atrações do Harley-Davidson Museum

Ao todo, são cerca de 500 veículos, sendo 140 expostos e 270 nos arquivos (área restrita onde ficam as motos que ainda serão restauradas) que não se resumem apenas a motos. Snowmobiles, barcos, aviões, carros e até motosserras podem ser encontrados ao transpor as gigantescas portas de entrada. Todos eles devidamente equipados com o tradicional motor V-Twin. Ao passar por todas as décadas de história é possível acompanhar as mudanças dos motores e do design, que, apesar de ser referência justamente por ter mantido sua essência, também evoluiu.

Entre corredores principais e algumas salas laterais, próximo da redoma que abriga o primeiro projeto Harley-Davidson, pode ser vista também uma planta da primeira instalação da marca, que ficava em Milwaukee. Já nas paredes, fotos dos fundadores da Harley e muitos documentos e propagandas de época.

Espaço interativo
De um lado para o outro do corredor, em linha reta, o visitante vê uma Harley pendurada por cabos de aço. À medida que se chega mais perto uma grande surpresa. A moto está fragmentada e é possível ver separados motor, quadro, guidão, banco, para-lamas e rodas, que pareciam unidos graças à ilusão de óptica. Nesta sala é possível ver todos os modelos de motores fabricados pela Harley-Davidson: Panhear, Knucklehead, Shovelhead e Evolution.

Nos painéis interativos é possível ver todos os modelos fabricados pela marca, seus desenhos, especificações técnicas e, para finalizar em grande estilo, o som grave – que, inclusive, é patenteado – que é uma das marcas registradas dos modelos Harley-Davidson.

Exposição de Jaquetas
Se você é daqueles motociclistas clássicos que não abre mão de sua boa e velha jaqueta de couro, separe o passaporte, prepare o visto para os Estados Unidos. Entre junho e setembro, o Museu da Harley-Davidson vai realiza, a exposição “Worn to be Wild: the Black Leather Jacket” (algo como “Vestida para ser rebelde: a jaqueta de couro preta”), que mostrará a forte ligação entre a peça e o motociclismo.

Em cerca de 500 m² do Museu estarão expostas mais de 100 jaquetas de couro, incluindo algumas desenhadas por renomados estilistas como, por exemplo, Jean Paul Gaultier e Gianni Versace, assim como jaquetas de ídolos como Elvis Presley. A exposição vai traçar a história do desenho e da funcionalidade da jaqueta de couro dos motociclistas, mostrando sua evolução de uma simples peça de roupa à um ícone da cultura pop.

Caso você não consiga ir à exposição em Milwaukee, uma boa notícia: essa será a primeira exposição itinerante do museu da Harley, ou seja, o acervo de jaquetas será exposto em outros lugares. Por enquanto, só há planos de exibir os modelos no EMP Museum de Seatlle, também nos EUA, a partir de outubro, mas, ainda há esperança de ver a mostra por aqui. Vale lembrar que a Harley-Davidson vem ganhando cada vez mais espaço no país e realizou no ano passado o Rio Harley-Days, que colocou o Brasil no mesmo patamar de importância dos EUA e da Europa para o calendário de eventos da marca. Gostou? Então acesse o site do museu www.h-dmuseum.com e planeje sua viagem.

Fotos: Aldo Tizzani e Divulgação



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Nova fábrica da Yamaha é inaugurada na Argentina

Cesvi orienta como levar alguém na garupa da moto

Entrevista: KTM cresce no mundo e está de volta ao Brasil

Lendárias motonetas Lambretta podem voltar às ruas

Max lança na Europa capacete Posh com cristais Swarovski

Ducati anuncia Target Race como oficina autorizada em SP

Família Agrale e sua história no off-road brasileiro

Kawasaki lança ZX-14R em homenagem aos 30 anos da Ninja

Família Agrale e sua história no off-road brasileiro

Entrevista: KTM cresce no mundo e está de volta ao Brasil

Primeira Ducati Superleggera é entregue no Brasil

Honda divulga nova tabela de preços

Bons fluidos garantem mais saúde para sua moto

BMW apresenta ABS especial para motos nas curvas


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss