moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Triumph comemora um ano como marca brasileira

Fabricante inglesa iniciou operação oficial em novembro de 2012 e comemora o bom retrospecto no país

06 de November de 2013
Compartilhe este conteúdo:

A Triumph Motorcycles Brazil, a 10ª subsidiária da marca no mundo, que gerou investimentos de quase R$ 20 milhões no País, está completando nesse dia 6 de novembro um ano de operação no mercado brasileiro, superando as expectativas iniciais e com planos de atingir um crescimento ainda maior em 2014.

Neste período, a marca ampliou bastante as opções de motocicletas para o consumidor brasileiro, investiu na planta de Manaus (AM) e aumentou significativamente a produção local, inaugurou sete concessionárias, criou o programa de relacionamento Triumph Riding Experience, ganhou prêmios de prestígio e ainda ultrapassou suas metas de vendas.

“Foi um ano de muito sucesso para a marca no mercado brasileiro. Estamos estabelecendo a base para um crescimento ainda mais significativo e consistente no País a partir de 2014”, afirma Marcelo Silva, gerente geral da Triumph Motorcycles Brazil.

De acordo com o executivo, as vendas de motocicletas Triumph no País deverão chegar a cerca de 2.500 unidades até dezembro, cerca de 20% acima das estimativas iniciais. No ano que vem, a previsão é atingir um volume de 3.500 motocicletas. “Com este volume, o Brasil será o quinto maior mercado do mundo para a marca, perdendo apenas para Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e França”, revela.

Uma das explicações para o rápido crescimento da marca no mercado nacional e a boa aceitação do consumidor é o investimento permanente da marca em novos produtos. É o estilo Triumph de expandir seus negócios pelo mundo todo. A empresa iniciou sua atuação no Brasil com seis motocicletas em novembro de 2012 (Tiger 800XC, Tiger Explorer, Bonneville T100, Thunderbird Storm, Speed Triple e Rocket III Roadster), lançou mais dois modelos em junho de 2013 (Daytona 675R e Street Triple 675) e, recentemente, no Salão Duas Rodas, surpreendeu o mercado ao apresentar sete novas motocicletas que em breve também estarão à venda.

Das novidades expostas no Salão, já está disponível na rede Triumph o modelo Street Triple 675R. Na próxima semana serão iniciadas as vendas da Tiger 800, pelo preço de R$ 35.900,00. Os próximos lançamentos serão: Explorer XC (dezembro), Trophy (janeiro), Thruxton e Daytona 675 (ambas em março) e Tiger Sport (maio). “Assim, nossa gama inicial será ampliada de seis para 15 motocicletas num curto espaço de tempo”, destaca Silva.

O rápido crescimento da rede de concessionárias Triumph no País foi outro fator decisivo para a evolução das vendas. A empresa já conta com sete concessionárias em operação, em São Paulo (SP), Curitiba (PR), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS), Brasília (DF) e Belo Horizonte (MG). Ainda neste mês será inaugurada a revenda de Florianópolis (SC) e uma segunda concessionária na capital paulista. Além disso, já estão previstas mais seis distribuidores nas cidades de Campinas (SP), Recife (PE), Salvador (BA), Goiânia (GO), Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS). Todas elas serão abertas ainda no primeiro semestre do próximo ano.

Como resultado de todo este trabalho, a fábrica da Triumph em Manaus vem sendo ampliada, para atender à demanda nacional e para a produção dos novos modelos que estão chegando. Atualmente, das nove motocicletas já à venda no Brasil, somente três são importadas diretamente – Rocket III Roadster, Thunderbird Storm e Tiger Explorer. No entanto, também este último modelo passará a ser montado em Manaus, tendo o seu preço reduzido de R$ 62.900 para R$ 54.900, aumentando bastante a sua competitividade. Dos novos modelos, apenas a Trophy não será montada em Manaus.

A fábrica brasileira da Triumph está localizada em um condomínio industrial, ocupando uma área de 2.000 m². Sua capacidade atual de produção é de 5.000 motocicletas por ano. A unidade vem ampliando continuamente seu ritmo de trabalho desde o início das suas operações, em outubro de 2012. A unidade conta, aproximadamente, com 50 profissionais e deverá chegar a 90 trabalhadores até janeiro de 2014.

A marca também lançou, em outubro, a coleção Primavera/Verão de roupas e objetos pessoais, com cerca de 180 novos itens, entre jaquetas, calças, camisetas, coletes, moletons, luvas, botas e gravatas, entre outras opções. Até dezembro, as vendas desta linha deverão gerar um faturamento em torno de R$ 1,5 milhão nas concessionárias.

Até o final deste mês de novembro, a marca vai lançar mais 150 itens que compõem a coleção Outono/Inverno. A montadora também intensificou a comercialização de acessórios para motocicletas. As revendas contam hoje com cerca de 320 itens, que deverão responder por um faturamento de R$ 1 milhão até dezembro.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Megacycle acontece pela primeira vez em Paraty (RJ)

Kawasaki divulga nova tabela de preços de suas motos no Brasil

"All for Freedom, Freedom for All" é novo mote da Harley

Vídeo: Motociclista sobrevive a queda em abismo nos EUA

Dublê morre em acidente de moto na gravação de Deadpool 2

IPT faz testes com jaquetas com airbags para motociclista

Yamaha XTZ 250 Ténéré com novas cores na linha 2018

Honda anuncia nova CB 190X Tourism em evento na China

Honda equipa motos CG 160 com freios CBS na linha 2018

Ranking das motos mais vendidas em julho de 2017

Abraciclo: Produção de motos com grande alta em julho

Indian renova Scout Bobber, Roadmaster Elite e Springfield Dark Horse

Honda renova família CB 500 com novas cores e grafismos

Yamaha XTZ 250 Ténéré com novas cores na linha 2018


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras