moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Stradale 800: a nova crossover da MV Agusta

Com motor de três cilindros em linha e 115 cv, modelo promete desempenho e conforto em longas viagens

06 de January de 2015
Compartilhe este conteúdo:

Roberto Brandão Filho

Apresentada durante o EICMA 2015, a nova MV Agusta Stradale 800 incorpora características de motos naked e touring em um só modelo, ou seja, mais um lançamento de duas rodas com o conceito crossover. Equipada com o mesmo motor de três cilindros das outras máquinas da família 800 da marca italiana – lê-se Brutale 800, Brutale Dragster 800, F3 e Rivale – o modelo traz, de fábrica, controle de tração, “quickshifter” eletrônico, freios ABS e múltiplos mapas de motor.

De acordo com a fábrica, a Stradale é uma releitura “estradeira” da Rivale 800, construída e projetada para viagens. Por isso, traz quadro especialmente projetado para ela, malas laterais de série com farol e setas integrado, curso de suspensão mais longo e tanque de combustível com 16 litros de capacidade. Tudo pensando para proporcionar uma pilotagem esportiva, com uma “pitada” de touring. Já disponível na Europa e custando 13.990 euros (cerca de R$ 45.500), a Stradale 800 é o primeiro modelo revelado após o anúncio de venda de 25% da MV Agusta para a Daimler AMG, divisão esportiva da Mercedes-Benz.

Muita eletrônica
Pesando apenas 52 kg, o motor de três cilindros em linha e 798 cm³ de capacidade é utilizado em todos os modelos da linha 800 da MV Agusta. No entanto, segundo a própria fabricante, para equipar a Stradale e se encaixar em sua proposta mais estradeira, recebeu alguns retoques. No novo modelo, o propulsor tem mais torque em baixos e médios regimes, é mais elástico, mas sem perder o poder de aceleração e a velocidade final.

Por falar em entrega de potência, a Stradale 800 conta com quatro mapas de motor: Sport, Normal, Rain e Custom. O modo esportivo (“Sport”) libera os 115 cavalos de potência da motocicleta as 11.000 rpm com uma resposta imediata do acelerador eletrônico. Os modos “Normal” e “Rain” despejam 90 cavalos de potência, com a curva de torque que favorece baixos e médios regimes. Já o “Custom”, permite que o usuário personalize os controles eletrônicos de auxílio ao piloto: curva de torque (dois níveis); limite de rotações (“hard” ou “soft”); sensibilidade do acelerador (três níveis); freio motor (dois níveis); resposta do motor (dois níveis); e controle de tração (oito níveis e desligável).

Conta ainda com embreagem hidráulica, que facilita o acionamento do manete esquerdo e o engate do câmbio de seis marchas. Isso, quando necessário, já que a MV Agusta Stradale traz de série o “EAS quickshifter” (Eletronically Assisted Shift) , que permite que o piloto suba ou reduza a marcha sem utilizar a embreagem.

Assim como todas as suas máquinas de ponta, a MV Agusta equipou a Stradale 800 com o MVCIS (Motor&Vehicle Integrated Control System), que inclui, mapas de motor, freios ABS, acelerador eletrônico e quickshifter, e também o controle de tração desligável, de oito níveis.

Ciclística
Pensada para oferecer um melhor desempenho em viagens, a Stradale 800 traz quadro tubular de aço ALS com uma seção central com placas de alumínio fundido nas laterais. Baseada na Rivale 800, a Stradale recebeu “upgrades” no conjunto de suspensão. Um link especial liga o monoamortecedor traseiro totalmente ajustável, com 150 mm de curso, à balança, garantindo conforto em qualquer condição da estrada.
Na dianteira, também são 150 mm de curso do garfo dianteiro invertido Marzocchi com ajustes de compressão, retorno e pré-carga de mola. O sistema de freios, constituído por disco duplo dianteiro de 320 mm com pinça radial Brembo de quatro pistões e disco simples de 220 mm com pinça Brembo de dois pistões na traseira, é auxiliado pelo ABS com RLM (Rear Wheel Lift-Up Mitigation). Esta última função não permite que a roda traseira levante durante a frenagem.

O assento fica a 870 mm do solo, facilitando as manobras em baixa velocidade. Mais alto que no modelo Rivale, o guidão reduz o esforço dos braços do piloto, melhorando o conforto em longas viagens. Além disso, a Stradale conta com um para-brisa, que segundo a MV Agusta, pode ser ajustado sem a utilização de ferramentas.

Estradeira
Comparada a Rivale, modelo do qual é derivada, a Stradale recebeu alterações em sua geometria para oferecer maior conforto. Com um assento 10 mm mais baixo, a posição de pilotagem ficou menos esportiva. Ao ser equipada com “bolha” dianteira, aumentou o efeito aerodinâmico, melhorando a proteção do motociclista.

Por enquanto, a Stradale só pode ser encontrada nos mercados da Europa e América do Norte. Para o Brasil, não há previsões. No entanto, há esperanças, já que a Brutale 800, a F3 800 e a Rivale 800 já estão nas lojas da marca de todo o país.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Especial: A volta da CB 400

Honda CBR 250RR de competição é mostrada no Salão de Osaka

LifeMotosBr: CBR 600F - Hayabusa´s Day agita Porto Alegre

Vyrus 986 M2 Stradale: protótipo direto da Moto2 para as ruas

Ryno Motors é um inovador e moderno monociclo elétrico

Enquete MOTO.com.br - Que trail compacta você quer no Brasil

Honda futurista aparece em novo filme de Scarlett Johansson

Yamaha XJ6N ganha novo esquema de cores na linha 2018

Honda futurista aparece em novo filme de Scarlett Johansson

Hesketh Valiant SC é uma incrível máquina de 210 cavalos

Especial: A volta da CB 400

Enquete MOTO.com.br - Que trail compacta você quer no Brasil

Vyrus 986 M2 Stradale: protótipo direto da Moto2 para as ruas

Ryno Motors é um inovador e moderno monociclo elétrico


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras