moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Serviço de moto-resgate começa a operar no RodoAnel de SP

21 de March de 2013
Compartilhe este conteúdo:

O serviço de moto-resgate passa a ser usado no trecho Oeste do RodoAnel Mário Covas, sistema viário que interliga as rodovias Raposo Tavares, Castello Branco, Anhangüera, Bandeirantes e Régis Bittencourt em torno da região da Grande São Paulo. Segundo a concessionária CCR RodoAnel, o objetivo é reduzir o tempo de chegada ao local do acidente, para poder prestar socorro rapidamente às vítimas.

Através deste serviço, houve duas melhorias importantes: por um lado, a redução do tempo de chegada das equipes de APH ao local do acidente, que implicou na agilidade no atendimento. E por outro, a avaliação precoce da cena do acidente evitou, em alguns casos, o acionamento desnecessário das ambulâncias.

“O Resgate é uma área onde os minutos fazem a diferença e são determinantes entre a vida e a morte. A cada minuto perdido para a chegada ao local do acidente, reduz-se em 10% as chances para salvar um paciente com parada cardiorrespiratória, por exemplo”, explica o coordenador da equipe de resgate da CCR ViaOeste, Juliano Roque.

O serviço de APH realizado pelas equipes com motocicletas constitui um grande desafio no cenário das rodovias. O risco de acidentes de trânsito envolvendo motocicletas é elevado e representa, nos dias atuais, uma parcela considerável de acidentados atendidos nos hospitais e centros de reabilitação.

No RodoAnel, existem particularidades que necessitam de maior atenção na operação da moto-resgate. “A alta incidência de caminhões e veículos utilitários exige maior atenção e cuidado na pilotagem da motocicleta de resgate, por isso o modelo escolhido apresenta características diferentes das motocicletas utilizadas na Castello Branco”, explica o Coordenador Médico, responsável pelo setor de APH das concessionárias, Dr. Marcelo Okamura. E completa: “Preservada a identidade visual, a motocicleta no RodoAnel apresenta maior potência e agilidade, requisitos fundamentais para o ambiente de tráfego com veículos pesados”.

Outra peculiaridade no RodoAnel é a agilidade da motocicleta em condições de tráfego que remete ao trânsito das grandes cidades, exigindo habilidade do piloto.

Por isso, as equipes da moto-resgate recebem treinamento de pilotagem no Centro de Formação de Condutores da Honda em Indaiatuba, além da capacitação necessária em APH. “Em quase dois anos deste serviço, nunca registramos qualquer caso de acidentes ou incidentes entre os profissionais”, diz Roque.

“O profissional de APH de moto-resgate passa a ser considerado para muitos colaboradores, o exemplo de segurança na condução veicular”, declara Okamura.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Salão Moto Brasil tem muitas atrações no Rio de Janeiro

Honda apresentará Rebel 500 no Salão de Verona (ITA)

Sistema de desconto para multas SNE já está na internet

Cesvi dá dicas para conduzir as motos com segurança

Triumph comemora resultados globais no último ano fiscal

Polícia de SP vai combater crime de Triumph Tiger 800 XCx

Salão Moto Brasil no RJ vai sediar feira de negócios

Clássica Honda CB 1100EX chega aos EUA

Honda mostra moto que se equilibra sozinha na CES 2017

Nova naked Street Triple da Triumph deve ter motor de 800cc

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

Vídeo: Empinando no gelo a mais de 200 km/h de BMW S 1000 XR

Triumph revela linha 2017 da Street Triple na Inglaterra

LifeMotosBr: CB Twister - Relatório de 1 ano de uso da moto


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras