moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Royal Enfield inicia operação oficial em nova fase no Brasil

Centenária fabricante inglesa, controlada pela indiana Eicher Motors, anuncia a primeira loja em São Paulo, em 2017

25 de November de 2016
Compartilhe este conteúdo:

A centenária fabricante Royal Enfield chega oficialmente ao Brasil em 2017. A marca de origem inglesa foi fundada em 1891, mas desde a década de 1990 pertence à empresa indiana Eicher Motors. A primeira concessionária no País estará aberta ainda no primeiro trimestre de 2017, garante o diretor de negócios internacionais da Royal Enfield, Arun Gopal.

“Nessa primeira fase, as motos serão fabricadas na Índia e exportadas para o Brasil completamente montadas, pelo sistema CBU (completely built-up)”, revelou o executivo, durante o Salão de Motos de Milão, realizado na Itália no início de novembro. A loja ficará próxima ao parque do Ibirapuera, na cidade de São Paulo (SP).

“As motos já chegaram ao Brasil e estão homologadas. Vamos comercializar inicialmente três modelos: Classic, Bullet e Continental GT. Todas têm injeção eletrônica e opcional de freios ABS. São as versões vendidas na Europa”, ressaltou Raul Fernandes Jr., um dos sócios da concessionária, que irá ser chamar Royal Enfield SP.

A marca ensaia entrar oficialmente no País desde o final de 2015, após o antigo representante de vendas encerrar suas operações, mas adiou os planos em função da crise econômica e política. Agora, de forma oficial, a Royal Enfield já tem uma subsidiária brasileira com escritório em São Paulo (SP) e pretende expandir as operações, mas com cautela.

“Acreditamos no potencial do mercado brasileiro e queremos crescer, mas de forma sustentável. Escolhemos especialistas no mercado de motocicletas para esse início, mas futuramente queremos abrir novas lojas e até mesmo ter uma linha de montagem no Brasil”, explicou Gopal.

Raul Fernandes terá sociedade com seu irmão Maurício, que também é sócio do grupo que detém a concessionária paulistana Triple Triumph, a primeira da marca inglesa no País, e a Power BMW, que tem lojas nas cidades de Santo André e Santos, no Estado de São Paulo.

Para o executivo da Royal Enfield, a marca atua em um nicho pouco explorado por aqui: as motos de média capacidade. “E não só no Brasil, mas em todo o mundo, as fábricas ou produzem motos pequenas ou motos grandes. Há poucas opções de média cilindrada e é nesse nicho que estamos atuando com sucesso em todo o mundo”, afirma o executivo.

Na Índia, a empresa comercializa três modelos com estilo clássico que têm motores entre 350cc e 500cc, e a cafe racer Continental GT, de 535 cc. No Salão de Milão, a Royal Enfield apresentou uma nova aventureira. Batizada de Himalayan, em referência à famosa cadeia de montanhas da Ásia. A moto tem um motor completamente novo de 410 cc e atende às novas normas antipoluição Euro 4.

“O segmento aventureiro é composto por motos de grande capacidade e que não podem rodar em qualquer terreno de verdade, porque são pesadas, complicadas e intimidadoras”, disse Gopal.

O executivo indiano e os empresários brasileiros afirmaram que a Himalayan também virá para o Brasil, mas somente no segundo semestre do próximo ano. Com crescimento de 50% nas vendas a cada ano nos últimos cinco anos, a Royal Enfield projeta vender 675.000 motos no ano fiscal 2016-2017.

A empresa inaugurou recentemente uma nova planta fabril em Chennai, na Índia, para dar conta da crescente demanda. Segundo o diretor da empresa, o objetivo é produzir 900.000 motos em suas três fábricas até 2018. Entretanto, Gopal e nem os empresários brasileiros arriscam uma previsão de vendas para o mercado nacional.

Line-up inicial terá três modelos clássicos
De acordo com Raul Fernandes Jr, o primeiro lote de motos Royal Enfield já chegou ao Brasil. Embora a marca não confirme oficialmente os valores, as motos devem custar entre R$ 19.000 e R$ 23.000. Ainda não há um site oficial, mas é possível fazer contato pelo e-mail (contato@royalenfieldsp.com.br). A nova sede administrativa da Royal Enfield Brasil está localizada na cidade de São Paulo, na região de Santo Amaro (tel.: 11 3568-2005).
 
Conheça os três modelos que serão vendidos
 
Bullet – Um dos modelos mais antigos da marca, a street Bullet foi relançada em 2013 com um novo motor de um cilindro, 500cc, com refrigeração a ar e duas velas. Alimentado por injeção eletrônica, produz modestos 26,1 cv de potência máxima, porém com bons 4,17 kgf.m de torque já a 3.800 rpm. Tem rodas raiadas - aro 19 na dianteira e 18 na traseira – com garfo telescópico na frente e sistema bichoque atrás. Freio a disco somente na roda dianteira e ABS opcional. O assento em dois níveis aparenta ser confortável e comporta também garupa.

Classic 500cc – A Classic utiliza o mesmo motor monocilíndrico da Bullet, porém tem visual mais clássico e ambas as rodas aro 18. O modelo também tem câmbio de cinco marchas e 27,2 cv de potência. A Classic virá em diferentes versões, cada uma com cores e acessórios específicos. Destaque para a versão Chrome, com detalhes cromados, e também para a Battle Green, que tem visual de uma moto da Segunda Guerra Mundial.

Continental GT – Apesar do visual clássico das cafe racers dos anos de 1950, o modelo foi um dos mais recentes lançados pela Royal. Desenvolvida no centro técnico da marca na Inglaterra, a Continental GT tem tudo para gradar os fãs de customização com seus dois semiguidões, banco solo e cobertura na rabeta. O monocilíndrico injetado tem 535 cc, refrigeração a ar e produz 29 cv de potência máxima. Na parte ciclística, utiliza garfo telescópico na dianteira e dois amortecedores da marca Paioli na traseira. As rodas aro 18 calçam pneus Pirelli Sport Demon e freio a disco em ambas as rodas – a pinça dianteira é da grife Brembo.

Fotos: Royal Enfield



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Hayabusa's Day RS anuncia encontro 2017 em Porto Alegre

Ducati Mooca leva máquinas italianas para Zona Leste

Moto voadora Hoversurf Scorpion-3 vira solução áerea

KTM anuncia lançamento da linha de enduro 2017 no Brasil

Segundo ANEF, financiamentos têm queda de 9,9% em 2016

Olha o Carnaval aí gente e fique ligado no trânsito

Kawasaki Z900 esbanja potência e oferece pouca eletrônica

Kawasaki Z900 esbanja potência e oferece pouca eletrônica

BMW F 800 GS Adventure aparece com novos recursos

Lego faz BMW R 1200 GS Adventure brinquedo de gente grande

Honda XRE 300 Adventure ganha nova edição especial

KTM 1290 Super Adventure S, pronta para qualquer aventura

Yamaha CRUX Rev tem motor de 110cc e preço de US$ 900

Head Up Display é a tecnologia de informações no capacete


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras