moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Projeto de Lei quer tornar ABS obrigatório nas motos

Deputado Federal Adrian Mussi Ramos acredita que o sistema pode reduzir o número de acidentes e fatalidades

24 de September de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Um estudo realizado pela Administração Rodoviária da Suécia apontou que 38% de todos os acidentes de motos com feridos e 48% de todos os acidentes graves e fatais com este tipo de veículo poderiam ser evitados com o uso do freio ABS, que diminui o espaço necessário para brecar a motocicleta. Com base nesse tipo de pesquisa, o Projeto de Lei 6273/13, de autoria do deputado federal Adrian Mussi Ramos (PMDB/RJ), pretende tornar obrigatório o uso do sistema ABS para motocicletas que saírem de fábrica.

“Nas motocicletas, o sistema ABS possibilita a estabilidade e capacidade de manobra, mesmo em condições adversas dos solo como areia, cascalho ou água. Este fato reduz significativamente o risco de uma queda ou acidente pela frenagem”, afirma Adrian.

Nos últimos dez anos, o número de mortes em acidentes com motos, no Brasil, aumentou mais de 260%, segundo informações do Ministério da Saúde. O custo social desse fato é muito alto, mais ainda considerando que um acidentado grave pode custar até R$ 200 mil ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O salto no número de vítimas fatais em acidentes com motos é bem maior que o aumento do número de mortos por acidentes de trânsito em geral, que envolve carros, motos, caminhões, ônibus, pedestres. Em 2011, foram 42.425 mortes contra 30.524 registradas em 2001 – alta de 39%.

No mesmo período, a frota brasileira de veículos de duas rodas aumentou 300%, segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas e Similares (Abraciclo), com base em números divulgados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A quantidade de motos emplacadas no Brasil saltou de 4.611.301 unidades, em 2001, para 18.442.413, em 2011.

Entretanto, esse quadro de acidentes poderia ser menor se as motocicletas contassem com o sistema de freios ABS de série, mas menos de 18% das motos vendidas no Brasil, e somente aquelas com mais de 250 cilindradas, possuem esse sistema.

Como funciona
O funcionamento do ABS de motocicleta não difere muito do sistema para automóveis, a não ser pelo tamanho: é menor pelo fato de ter apenas dois sensores. Esses sensores são instalados em cada roda e transmitem ao módulo do ABS as informações sobre sua velocidade. Em uma frenagem brusca, onde há uma tendência de travamento das rodas, o sensor informa o módulo, que analisa a situação e, se necessário, alivia a pressão nos freios, evitando que as rodas travem.

Há montadoras que oferecem o ABS mecânico nas rodas dianteiras. Esse sistema, diferentemente do ABS eletrônico, possui uma câmara de alívio que reduz a pressão nos freios para evitar que as rodas se travem. Nesse sistema, quando há uma pressão elevada nos freios, o fluido vai para essa câmara, reduzindo a pressão e, também, evitando o travamento dos freios.

“O projeto de lei se traduz em melhoria social para todos, pois a utilização de freios ABS nas motocicletas, embora possa tornar os referidos veículos um pouco mais caros, será importante para a segurança dos pilotos e dos pedestres, com a consequente redução de acidentes. Por esse motivo, o projeto de lei tem como alvo a reversão das trágicas estatísticas de trânsito”, avalia o deputado Adrian.

Situação
O PL 6273/13 está aguardando despacho do Presidente da Câmara dos Deputados na Seção de Registro e Controle de Análise da Proposição/SGM.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Orange BH inaugura terceira loja do grupo, a O2BH Yamaha

LifeMotosBr: CBR 600F - As vantagens de uma quatro canecos

Flagra da nova Dafra Apache RTR 200 4V em São Paulo

Motos SWM Motorcycles chegam ao Brasil com quatro modelos

Ducati Pro Street Tracker: Scrambler customizada para flat track

Primeira BMW G 310 R é produzida na fábrica de Manaus (AM)

Kawasaki Z 650 ABS é novidade da marca japonesa no Brasil

Nova Yamaha R6 ficou mais radical inspirada na R1

BMW G 310 R começa a ser produzida em Manaus (AM)

Nova Honda CBR 250RR é miniatura de moto de competição

BMW confirma venda da superesportiva HP4 Race no Brasil

Kawasaki Z 650 ABS é novidade da marca japonesa no Brasil

Primeira BMW G 310 R é produzida na fábrica de Manaus (AM)

Motos SWM Motorcycles chegam ao Brasil com quatro modelos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras