moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Motoboys prometem parar São Paulo com manifestação

Entidade irá se manifestar nesta quinta-feira (28) contra o fim das motofaixas das avenidas Sumaré e Vergueiro

27 de November de 2013
Compartilhe este conteúdo:

O Sindicato dos Motoboys de São Paulo, entidade filiada à União Geral dos Trabalhadores (UGT), vai realizar um ato pacífico na próxima quinta-feira, dia 28 de Novembro, para protestar contra o fim das motofaixas das avenidas Sumaré e Vergueiro.

A concentração para o ato será na sede do SindimotoSP, rua Dr. Eurico Rangel, 40, Brooklin Novo, a partir das 9 horas da manhã. De lá, os motociclistas percorrerão as principais vias de São Paulo até o prédio da Prefeitura, exigindo a continuidade e a ampliação das motofaixas.

Segundo Gilberto Almeida dos Santos, o Gil, presidente do SindimotoSP, o Sindicato não foi consultado nem avisado sobre o fim das faixas exclusivas para motocicletas:  "A Prefeitura não tem um pingo de respeito. Justo a avenida  Sumaré. É uma pena. Estamos trabalhando para aumentar essas faixas. Estão na contramão da história. Não deviam desmanchar o que já está feito."

Para a entidade, a alegação para o fim das motofaixas dada pela Prefeitura é infundada.  A Companhia de Engenharia de Tráfego - CET, afirma que as faixas exclusivas não melhoraram em nada o desempenho da circulação dos motociclistas e ainda possuem um potencial de risco.
 
O SindimotoSP contesta essa informação. Segundo a entidade, houve sim um aumento do número de acidentes na cidade, porém eles tem ocorrido justamente em vias que não possuem a motofaixa.

De acordo com o Sindicato, mais de 500 motociclistas morrem por ano em São Paulo por falta de políticas públicas para o setor na questão de segurança no trânsito, por isso, a entidade também contesta o estreitamento de faixas nas ruas e avenidas da cidade, o que dificulta a condução das motocicletas e aumenta o risco de acidentes.

Durante a "motoata" que acontecerá no dia 28 de Novembro, os motoboys também exigirão mais estacionamentos exclusivos, fiscalização de empresas clandestinas, facilitação na emissão do condumoto e da obtenção da placa vermelha, entre outras demandas da categoria.

Foto: Paulo Souza



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Especial: A volta da CB 400

Honda CBR 250RR de competição é mostrada no Salão de Osaka

LifeMotosBr: CBR 600F - Hayabusa´s Day agita Porto Alegre

Vyrus 986 M2 Stradale: protótipo direto da Moto2 para as ruas

Ryno Motors é um inovador e moderno monociclo elétrico

Enquete MOTO.com.br - Que trail compacta você quer no Brasil

Honda futurista aparece em novo filme de Scarlett Johansson

Yamaha XJ6N ganha novo esquema de cores na linha 2018

Hesketh Valiant SC é uma incrível máquina de 210 cavalos

Honda futurista aparece em novo filme de Scarlett Johansson

Enquete MOTO.com.br - Que trail compacta você quer no Brasil

Honda CRF1000L Africa Twin ganha versão mais extrema na Itália

Harley-Davidson anuncia o lançamento da Street Rod 750

CG 150: HONDA LANÇA SÉRIE ESPECIAL


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras