moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Mercado de duas rodas no país retrai e recua uma década

18 de December de 2015
Compartilhe este conteúdo:

A Abraciclo - associação que reúne os fabricantes de motos e bicicletas - estima que o segmento de duas rodas fechará o ano com 1.270.000 motos produzidas e 1.210.000, emplacadas. Fazendo uma análise fria, o resultado significa que o mercado de duas rodas retrocedeu dez anos, já que os números são muito próximos aos obtidos em 2005 e 2006. “A maior seletividade por parte das instituições financeira para liberação de crédito – de cada dez fichas cadastrais, apenas duas são aprovadas – e o medo do desemprego foram os principais responsáveis pela retração do setor de duas rodas neste ano”, afirma Marco Fermanian, presidente da Abraciclo. 

Apesar da crise e dos baixos índices de produção e vendas, houve um estancamento na queda das vendas em novembro. No varejo, a recuperação foi de 18,4% no volume de motos, passando de 89.020 unidades emplacadas em outubro, para 105.371 em novembro. Porém, esta evolução teve um fator chamado “cinquentinha” - motos de até 50 cm³.
Em função do aumento de ciclomotores licenciados desde a mudança na legislação que exigiu o emplacamento desse tipo de veículo, as “cinquentinhas” deram um salto de 4.691 unidades em outubro, para 18.155 motos novembro, um crescimento de 287% de um mês para outro. Assim, esta melhora no desempenho de vendas, aparentemente, estancou a queda nos índices.

Projeção para 2016
Para 2016, a Abraciclo faz uma projeção bastante racional, considerando o atual panorama político e econômico do País. A produção deve ficar na casa das 1.280.000 unidades, com 1.220.000 vendas no atacado e previsão de exportação em torno de 75.000 motos no próximo ano. Já as vendas no varejo, devem chegar a 1.260.000 unidades. “A entidade considera que estes números – muito próximos dos observados em 2015 – podem representar o gradual fim da queda do mercado de motocicletas”, avalia o presidente da entidade.

Participação das montadoras
Marca Unidades vendidas* Participação
Honda 906.419 79,37%
Yamaha 129.119 11,31%
Shineray 17.883 1,56%
Suzuki 17.394 1,52%
Dafra 14.722 1,29%
Traxx 10.901 0,95%
BMW 7.018 0,61%
Harley-Davidson 6.275 0,55%
Kawasaki 5.507 0,48%
Triumph 3.645 0,32%
*Acumulado de janeiro a novembro de 2015 - Fonte Fenabrave (Federação que reúne os concessionários de veículos).



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Salão Moto Brasil no RJ vai sediar feira de negócios

Conheça a história dos motores Harley-Davidson

BMW Motorrad bate recorde mundial de vendas

MOTO.com.br renova layout da sua versão mobile

Eurobike oferece desconto para a linha S da BMW

Nova Kawasaki Ninja H2 Carbon chega por R$ 164 mil

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

Clássica Honda CB 1100EX chega aos EUA

Honda mostra moto que se equilibra sozinha na CES 2017

Nova naked Street Triple da Triumph deve ter motor de 800cc

Vídeo: Empinando no gelo a mais de 200 km/h de BMW S 1000 XR

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

LifeMotosBr: CB Twister - Relatório de 1 ano de uso da moto

Triumph revela linha 2017 da Street Triple na Inglaterra


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras