moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Lojas vão ter que informar taxas e histórico do veículo

Nova lei prevê que os comerciantes precisam informar o consumidor sobre tarifas, tributos e situação do bem

10 de April de 2015
Compartilhe este conteúdo:

Em cerca de 60 dias os consumidores de veículos automotores (carros, motos, ônibus, caminhões etc.) no país passam a contar com mais um instrumento importante para conseguir fechar um negócio mais seguro e com garantias legais. A Lei 13.111/2015, sancionada pela presidente Dilma Rousseff, torna obrigatório para lojistas a apresentação de contrato para o comprador com a informação dos tributos que incidem na transação e com a situação do veículo em relação a furto, multas, impostos (IPVA, DPVAT, Licenciamento) alienação fiduciária e outros débitos.

A partir dessa legislação, o lojista que negocia veículos também está obrigado a arcar com todos os custos de tributos, taxas e multas existentes sobre o bem até o momento da aquisição. Essa proteção garante ao comprador a restituição integral dos valores pagos, caso seja descoberto posteriormente que o veículo em questão se tratava de produto roubado ou furtado.

Para o gerente comercial da Super Visão Vistorias Automotivas, Pedro Celandroni, essa lei deverá ajudar a detalhar o que o fornecedor já deveria saber sobre o veículo que está vendendo e permitirá que o consumidor não seja pego de surpresa, pois agora será possível saber se o carro tem multas, taxas e processos não pagos, se já esteve nas mãos de ladrões ou se possui pendências judiciais, além de dar ao consumidor o direito de exigir a vistoria do veículo que está comprando para saber se há restrições no laudo do produto.

“Ao efetuar a venda de um veículo, é muito importante que o antigo dono faça um laudo técnico em empresas especializadas, no qual irá constar todos os pontos de identificação do veículo, como: chassi, motor, câmbio, vidros, etiquetas de identificação, placas, etc; além de constatar se houve reparos estruturais no veículo, evitando assim, problemas com o futuro comprador, e com o órgão público”, explica Pedro Celandroni.

O gerente da Super Visão Vistorias ressalta ainda para todos que pretendem realizar a venda ou a compra de um automóvel e não pretendem enfrentar problemas futuros, as empresas de vistoria veicular, conhecidas como ECVs (Empresas Credenciadas em Vistoria de Veículos), também são responsáveis por efetuar serviços que distinguem a procedência do automóvel e podem ser uma ótima alternativa para fugir dessa situação. Mais informações no site supervisao.com.

Foto: Aldo Tizzani/Infomoto



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Yamaha YS 125 na Europa tem visual da moto brasileira

Projeto Motostory e Veteran Motorcycle Clube firmam parceria

Indian apresenta nova Roadmaster Classic nos EUA

Hayabusa's Day RS anuncia encontro 2017 em Porto Alegre

Ducati Mooca leva máquinas italianas para Zona Leste

Moto voadora Hoversurf Scorpion-3 vira solução áerea

KTM anuncia lançamento da linha de enduro 2017 no Brasil

Kawasaki Z900 esbanja potência e oferece pouca eletrônica

KTM 1290 Super Adventure S, pronta para qualquer aventura

Lego faz BMW R 1200 GS Adventure brinquedo de gente grande

Moto voadora Hoversurf Scorpion-3 vira solução áerea

BMW F 800 GS Adventure aparece com novos recursos

Veja as 10 Nakeds acima de 600cc mais procuradas no site

Honda e Hitachi anunciam parceria para veículos elétricos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras