moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Italiana Moto Guzzi volta ao passado com a linha V9

Modelos fazem releitura das clássicas fabricadas pela marca italiana na década de 1970. As motos contam com freios ABS e controle de tração

06 de January de 2016
Compartilhe este conteúdo:

Antenada às novas tendências e gostos dos motociclistas, a italiana Moto Guzzi se rendeu ao estilo retrô e apresentou no último Salão de Motos de Milão (Eicma 2015) a nova família vintage V9. Os dois modelos - a V9 Bobber e a V9 Roamer – estão equipados com um novo motor de dois cilindros em “V” e 850 cm³ de capacidade. Ambos trazem de série controle de tração e freios com sistema antitravamento (ABS). A diferença entre elas fica por conta da roupagem e estética.

Vestida em tons foscos, a Bobber incorpora estilo jovial e agressivo, enquanto a Roamer traz contornos mais clássicos, muito similar aos padrões usados na Ducati Scrambler. Minimalistas, as motos resgatam a própria história da marca de Mandello del Lario (Itália), e seus modelos fabricados na década de 1970.

O “jeitão” dark da Bobber se reflete nas canelas da suspensão, escapamento, motor, molas dos amortecedores e para-lamas pintados em preto. Tudo com muito aço e alumínio, com destaque para o tanque de combustível em forma de gota. Para completar, a moto usa rodas de liga leve de 16 polegadas calçadas com pneus “balão” 130/90 (D) e 150/80 (T).

Já a V9 Roamer é inspirada na Nevada 750, modelo com mais de 20 anos. Como diferencial, a Roamer traz pneu dianteiro mais fino (100/90), com roda aro 19. A moto classica da Guzzi está disponível em apenas duas tonalidades de cor: branco ou amarelo e oferece, como opcional, a função que “espelha” as informações do computador de bordo no smarthphone. Na Itália, a moto será concorrente direta das linhas retrô fabricadas por Ducati, Triumph e, claro, Harley.

Leve, o novo chassi de dupla trave inferior “amarra” o motor e toda a parte ciclística. Na dianteira, garfo telescópico tradicional com tubos de 41 mm e disco simples de 320 mm com pinça de quatro pistões. Já na parte traseira, duplo amortecedor com múltiplas regulagens e disco simples de 260 mm mordido por pinça com duplo pistão. O sistema de freios ABS é de série em ambas as rodas.

Motor novo e tecnologia

Totalmente novo, o propulsor da linha V9  é um bicilíndrico em “V” a 90ª, instalado na transversal, marca registrada da Moto Guzzi. Com 850 cm³, este motor produz 55 cavalos a 6.250 giros de potência máxima e 6,0 kgf.m de torque já a 3.000 rpm. Apesar da pouca potência, a moto compensa com força de sobra em baixas e médias rotações. Em ambas, o tanque tem capacidade para 15 litros.

Além do ABS, a moto conta com alguns outros aparatos eletrônicos: controle de tração ajustável (e que pode ser desativado) e porta USB para carregar o smartphone ou outro aparelho eletrônico como, por exemplo, um GPS. A marca oferecerá ainda uma completa linha de acessórios para moto e também para os motociclistas.  O preço da linha V9 não foi definido pela Moto Guzzi.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Detran.SP alerta sobre fraudes na internet

Harley-Davidson Street 750 é nova moto de polícia na Índia

Ibira Moto Point acontece nesta terça-feira (22/08) em São Paulo

Boletim MOTO.com.br - Notícias de motos em 30 segundos (20/08/17)

Linha Sportster da Harley-Davidson completa 60 anos

Megacycle acontece pela primeira vez em Paraty (RJ)

Kawasaki divulga nova tabela de preços de suas motos no Brasil

Yamaha XTZ 250 Ténéré com novas cores na linha 2018

Dublê morre em acidente de moto na gravação de Deadpool 2

Kawasaki divulga nova tabela de preços de suas motos no Brasil

Linha Sportster da Harley-Davidson completa 60 anos

Megacycle acontece pela primeira vez em Paraty (RJ)

Ranking das motos mais vendidas em julho de 2017

Vídeo: Motociclista sobrevive a queda em abismo nos EUA


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras