moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Fenabrave: Vendas têm queda de 4,15% em junho

03 de July de 2015
Compartilhe este conteúdo:

 

Segundo relatório da Fenabrave (federação das concessionárias), entidade que representa mais de oito mil revendas de veículos no Brasil, o mês de junho apresentou queda de 1,25% em relação a maio (329.650 unidades em junho, contra 333.821 no mês anterior).

Na comparação entre os meses de junho 2015 e o mesmo mês de 2014, o setor nacional da distribuição de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários, tratores e máquinas agrícolas) teve queda de 14,45%.

No acumulado do ano, a queda atingiu 17,62% para todos os setores da distribuição de veículos somados. No primeiro semestre de 2015, o número de emplacamentos foi de 2.053.111 unidades, contra 2.492.247 no mesmo período de 2014.

Em relação ao segmento de motocicletas, a queda foi de 4,15% em junho, na comparação com maio. Foram emplacadas 101.130 unidades em junho, contra 105.506 no mês anterior.

A sondagem revela que, em relação a junho de 2014 (103.866), o setor das duas rodas apresentou uma redução de 2,63%.

Já no acumulado do ano (641.796) em relação ao mesmo período de 2014 (717.707), o segmento das duas rodas registrou retração de 10,58%.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., o mercado ainda sofre os reflexos da economia em crise no Brasil. Com a expectativa ainda maior de queda no PIB Nacional (mais de 2%), alta no desemprego, queda real do salário e, especialmente, no investimento da iniciativa privada e do governo, o consumidor não tem segurança para ir às compras.

“A falta de confiança reflete, diretamente, no mercado. Para o segundo semestre, esperamos que a média diária de vendas aumente um pouco, porém, o resultado de 2015 será cerca de 20% menor que o registrado em 2014”, explicou Alarico Assumpção.

Com os ajustes na produção, o volume de estoque de veículos se mantém estável, em 49 dias, ou cerca de 323 mil unidades. Já os emplacamentos em queda fizeram com que a federação revisasse as projeções do setor para o encerramento deste ano.

A entidade estima que todos os segmentos somados encerrem o ano de 2015 com queda de 19,9%, com reduções por setor de 9% nas motos, 23% para automóveis e comerciais leves, 45% para caminhões e 46% para implementos rodoviários.

Boas oportunidades
Diante do cenário atual no mercado de motos, o consumidor pode aproveitar esse momento para fazer um excelente negócio, já que seu poder de compra ganha muito mais força nessa situação, com a possibilidade de conseguir ótimos descontos na negociação e ainda ganhar equipamentos, acessórios e outros benefícios. Vale a pena fazer uma pesquisa de preços aqui no site MOTO.com.br e nas lojas de sua região para procurar grandes oportunidades.

Fotos: Fenabrave/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Moto impressa em 3D tem motor da Kawasaki H2

Ducati tem nova tabela de preços para dezembro no Brasil

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Mercado: Venda de motos cresce 13,27% em novembro

Detran.SP: Permissão internacional pode ser solicitada online

Manutenção correta do freio é sinônimo de segurança na moto

Honda CRF 1000L Africa Twin ganha ainda mais apelo Off Road

BMW apresenta a aventureira compacta G 310 GS

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017

Suzuki V-Strom 250 2017 mostra a cara no Salão de Milão

Yamaha promete inusitada Ténéré 700 para 2018

Honda CRF 1000L Africa Twin chega nas lojas a partir de R$ 64.900

Honda revela nova custom Rebel 500 nos Estados Unidos

Ducati barbariza com novos modelos da linha 2017


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras