moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Fenabrave: Vendas têm queda de 4,15% em junho

03 de July de 2015
Compartilhe este conteúdo:

 

Segundo relatório da Fenabrave (federação das concessionárias), entidade que representa mais de oito mil revendas de veículos no Brasil, o mês de junho apresentou queda de 1,25% em relação a maio (329.650 unidades em junho, contra 333.821 no mês anterior).

Na comparação entre os meses de junho 2015 e o mesmo mês de 2014, o setor nacional da distribuição de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários, tratores e máquinas agrícolas) teve queda de 14,45%.

No acumulado do ano, a queda atingiu 17,62% para todos os setores da distribuição de veículos somados. No primeiro semestre de 2015, o número de emplacamentos foi de 2.053.111 unidades, contra 2.492.247 no mesmo período de 2014.

Em relação ao segmento de motocicletas, a queda foi de 4,15% em junho, na comparação com maio. Foram emplacadas 101.130 unidades em junho, contra 105.506 no mês anterior.

A sondagem revela que, em relação a junho de 2014 (103.866), o setor das duas rodas apresentou uma redução de 2,63%.

Já no acumulado do ano (641.796) em relação ao mesmo período de 2014 (717.707), o segmento das duas rodas registrou retração de 10,58%.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., o mercado ainda sofre os reflexos da economia em crise no Brasil. Com a expectativa ainda maior de queda no PIB Nacional (mais de 2%), alta no desemprego, queda real do salário e, especialmente, no investimento da iniciativa privada e do governo, o consumidor não tem segurança para ir às compras.

“A falta de confiança reflete, diretamente, no mercado. Para o segundo semestre, esperamos que a média diária de vendas aumente um pouco, porém, o resultado de 2015 será cerca de 20% menor que o registrado em 2014”, explicou Alarico Assumpção.

Com os ajustes na produção, o volume de estoque de veículos se mantém estável, em 49 dias, ou cerca de 323 mil unidades. Já os emplacamentos em queda fizeram com que a federação revisasse as projeções do setor para o encerramento deste ano.

A entidade estima que todos os segmentos somados encerrem o ano de 2015 com queda de 19,9%, com reduções por setor de 9% nas motos, 23% para automóveis e comerciais leves, 45% para caminhões e 46% para implementos rodoviários.

Boas oportunidades
Diante do cenário atual no mercado de motos, o consumidor pode aproveitar esse momento para fazer um excelente negócio, já que seu poder de compra ganha muito mais força nessa situação, com a possibilidade de conseguir ótimos descontos na negociação e ainda ganhar equipamentos, acessórios e outros benefícios. Vale a pena fazer uma pesquisa de preços aqui no site MOTO.com.br e nas lojas de sua região para procurar grandes oportunidades.

Fotos: Fenabrave/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

KTM oferece as motos de enduro com bônus de fábrica

Abraciclo: Produção de motos recua ao patamar de 2002

Ducati lança aplicativo para simular financiamento de motos

Triple Triumph inaugura nova loja em Miami (Estados Unidos)

Ducati Diavel Diesel desfila em Milão como moto fashion

Salão Moto Brasil tem muitas atrações no Rio de Janeiro

Honda apresentará Rebel 500 no Salão de Verona (ITA)

Nova Kawasaki Ninja H2 Carbon chega por R$ 164 mil

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

Polícia de SP vai combater crime de Triumph Tiger 800 XCx

Triumph revela linha 2017 da Street Triple na Inglaterra

Clássica Honda CB 1100EX chega aos EUA

Honda mostra moto que se equilibra sozinha na CES 2017

Eurobike oferece desconto para a linha S da BMW


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras