moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Fenabrave: Vendas têm queda de 2,48% em maio

02 de June de 2015
Compartilhe este conteúdo:
 
Segundo relatório da Fenabrave (federação das concessionárias), entidade que representa mais de oito mil revendas de veículos no Brasil, o mês de maio apresentou queda de 2,7% em relação a abril para o setor nacional da distribuição de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários, tratores e máquinas agrícolas).
 
O estudo indica que foram emplacadas 333.806 unidades em maio, contra 343.068 no mês anterior. Na comparação entre os meses de maio de 2015 e o mesmo mês de 2014 (440.109), a distribuição de veículos registrou retração de 24,15% este ano. Já no acumulado do ano, houve queda de 18,20% para todos os setores. Nos primeiros cinco meses deste ano, foram emplacadas 1.723.382 unidades, contra 2.106.920 no mesmo período de 2014.
 
Em relação ao segmento de motocicletas, notou-se uma queda de 2,48% em maio, na comparação a abril. Foram emplacadas 105.472 unidades em maio, contra 108.155 no mês anterior. Em relação a maio de 2014 (126.704), este setor apresentou uma redução de 16,76%. Já no acumulado do ano (540.560) em relação ao mesmo período de 2014 (613.841), o segmento das duas rodas registrou retração de 11,94%.
 
Os segmentos de automóveis e comerciais leves tiveram retração de 3,14%, totalizando 204.978 unidades em maio, contra 211.625 em abril. Se comparado com maio do ano passado (277.886 unidades), o resultado aponta uma baixa de 26,24%. No acumulado do ano, esses segmentos caíram 20,02%. Foram comercializadas 1.065.252 unidades de janeiro a maio de 2015, contra 1.331.950 no mesmo período de 2014.
 
Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., sem mudanças no quadro atual, os indicadores econômicos negativos contribuíram para mais uma queda nas vendas de veículos. “Sem alteração no cenário, a baixa atividade econômica, a alta da inflação, das taxas de juros – que afetam as ofertas de crédito –, e o alto índice de endividamento das famílias afetaram, mais uma vez, as vendas do setor”, explicou.
 
Boas oportunidades
Diante do cenário atual no mercado de motos, o consumidor pode aproveitar esse momento para fazer um excelente negócio, já que seu poder de compra ganha muito mais força nessa situação, com a possibilidade de conseguir ótimos descontos na negociação e ainda ganhar equipamentos, acessórios e outros benefícios. Vale a pena fazer uma pesquisa de preços aqui no site MOTO.com.br e nas lojas de sua região para procurar grandes oportunidades.
 
Foto: Divulgação


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Moto impressa em 3D tem motor da Kawasaki H2

Ducati tem nova tabela de preços para dezembro no Brasil

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Mercado: Venda de motos cresce 13,27% em novembro

Detran.SP: Permissão internacional pode ser solicitada online

Manutenção correta do freio é sinônimo de segurança na moto

Honda CRF 1000L Africa Twin ganha ainda mais apelo Off Road

BMW apresenta a aventureira compacta G 310 GS

Nova Honda CBR 1000RR SP é puro sangue em rédea curta

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017

Suzuki V-Strom 250 2017 mostra a cara no Salão de Milão

Honda CRF 1000L Africa Twin chega nas lojas a partir de R$ 64.900

Yamaha promete inusitada Ténéré 700 para 2018

Honda revela nova custom Rebel 500 nos Estados Unidos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras