moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Fenabrave faz balanço razoável do mercado em 2013

Restrição de crédito para motos foi um dos grandes problemas para o setor das duas rodas no ano passado

03 de January de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Considerando o desempenho da economia, com PIB (soma das riquezas produzidas no país em um ano) em torno de 2,5%, o balanço geral do setor da distribuição automotiva foi considerado razoável, na avaliação da Fenabrave (federação das concessionárias). No acumulado de 2013, o resultado global foi de queda de 2,29% e 0,15% negativo se não for considerado o balanço de motocicletas. A entidade representa mais de 7,6 mil concessionários de veículos de todo o Brasil.

De acordo com a Fenabrave, o ano de 2013 foi encerrado de modo razoável, considerando o desempenho apresentado pela economia brasileira. As vendas de todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, como carretinhas para transporte) apresentaram queda de 2,29% em 2013 no comparativo com 2012. Ao todo, foram emplacadas 5.458.671 unidades em 2013, ante as 5.586.525 registradas no ano anterior.

Para o segmento de motocicletas, 2013 foi mais um ano em que o mercado das duas rodas teve desempenho fraco, principalmente por conta de fatores como a restrição de crédito que apresentou uma queda de 7,44% na comparação entre os acumulados de 2012 e 2013. No ano passado foram emplacadas 1.515.689 unidades, ante as 1.637.507 registradas em 2012. No comparativo entre os meses de novembro (122.227 motos) e dezembro (140.587 unidades), o resultado foi de alta de 15,02%.

Na opinião do presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o ainda alto nível de endividamento da população, que ficou em 65% no ano, acabou por provocar certa limitação de crédito para a venda de veículos. “A manutenção do IPI para automóveis e comerciais leves impediu uma queda maior para esses segmentos, que somaram resultado 1,61% negativo no acumulado de 2013 sobre o ano anterior. Mesmo com essa ligeira queda, acreditamos que os resultados tenham sido bastante razoáveis, pois estamos comparando com uma base alta de volume, registrada nos anos anteriores”, ressalta o executivo.

As projeções da Fenabrave para 2014 apresentam duas possibilidades distintas de desempenho para o setor de veículos. Segundo a sócia-diretora da MB Associados (consultoria contratada pela Fenabrave), Tereza Fernandez, alguns fatores, como o Carnaval no terceiro mês do ano, a realização da Copa do Mundo (que deve provocar queda no número de dias de vendas), Eleições, entre outros desafios da economia, como inflação, taxas de juros, câmbio, entre outros, podem afetar o resultado dos emplacamentos de veículos este ano.

Cenário 1: Considerado o mais positivo, a soma de todos os segmentos do setor automotivo brasileiro deve encerrar 2014 com crescimento de 0,21%, totalizando 5.293.899 unidades emplacadas. Para automóveis e comerciais leves, espera-se que o desempenho seja o mesmo de 2013, totalizando 3.575.935 unidades e o segmento de motocicletas, que ainda sofre com a retração de crédito, deve encerrar 2014 com o mesmo desempenho de 2013, totalizando 1.515.689 unidades comercializadas.

Cenário 2: Nesse cenário, a soma de todos os segmentos do setor automotivo brasileiro deve encerrar 2014 com queda de 3,60%, totalizando 5.092.747 unidades emplacadas. Para automóveis e comerciais leves, espera-se que o desempenho seja 3,50% menor que em 2013, totalizando 3.450.800 unidades e o segmento de motocicletas deve encerrar 2014 com queda 4,50%, totalizando 1.447.511 unidades comercializadas.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Ducati Multistrada 2018 terá motor de 1.260 cc

Motocar lança novos modelos de triciclo no Brasil

Grupo Orange BH apresenta nove modelos KTM e Kawasaki novos

Kawasaki Vulcan S 2018 é lançada com novas versões no Brasil

Indian embarca na onda retrô com nova Scout Bobber

Kawasaki One vende única Ninja H2 Carbon do Brasil

CNH vencida passa a valer como documento de identificação

Kawasaki One vende única Ninja H2 Carbon do Brasil

Ducati Monster 1200 S é apresentada no Brasil com preço competitivo

Honda NXR 150 Bros 2008 chega com diferenciais

Indian embarca na onda retrô com nova Scout Bobber

Kawasaki Vulcan S 2018 é lançada com novas versões no Brasil

CNH vencida passa a valer como documento de identificação

Ducati Multistrada 2018 terá motor de 1.260 cc


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras