moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Família Honda XL marcou época no uso misto

04 de December de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Família Honda XL marcou época no uso misto

Paulo Souza

A Honda iniciou suas operações no Brasil desde 1976, quando começou a produzir suas motos em Manaus, porém, sua primeira motocicleta para o uso misto fabricada no país só veio no ano de 1982 com o lançamento da então XL 250R, apelidada de “Xisélona”, entre outros codinomes. Ela foi a “mãe” desta família que por uma década reuniu diversos fãs.

A XL 250R chegou para competir com a DT 180 da Yamaha que também fez grande sucesso. Suas principais características eram o propulsor de quatro tempos com 248 cm³ que produzia 22 cv de potência e sua inovadora suspensão traseira mono-amortecida (prolink). A suspensão dianteira possuía longo curso que podia ser ajustada através de ar comprimido. Sua produção foi de 50.193 unidades segundo a montadora.

A partir de 1984 a Honda inovou este modelo que passou a ser chamado de XLX 250R, ela adotou o sistema de dupla carburação, sendo o segundo atuando apenas em alta rotação, com válvulas radiais RFVC melhorando o torque do motor. Essas mudanças deixaram o modelo com 3 cv de potência a mais, além de receber mudanças estéticas.

Sua produção foi até o ano de 1992, sendo que as últimas versões voltaram a ter novamente um único carburador, mas sem perder a potência e com melhoras notáveis na progressividade das respostas.

No mesmo ano de seu lançamento (1984) a Honda apresentou também a XL 125S, versão de menor porte e mais básica para atender o público iniciante nos modelos de uso misto. Ela ficou conhecida como “Xiselinha” e possuía o mesmo motor da 125 ML, com 124 cm³ que desenvolvia 12,5 cv de potência.

O conjunto de suspensões eram inferiores ao da “Xisélona” e possuía dois amortecedores convencionais na traseira, porém em posição invertida para melhor eficiência. Com a chegada deste modelo a Honda conseguiu atender um grande público que buscava um modelo mais barato para a época, com isso, entre 1984 e 1987 foram produzidas 109.813 unidades de acordo com a montadora.

O sucesso deste pequeno modelo foi tão grande que a Honda resolveu lançar em 1987 a XL 125 Duty, palavra que significa serviço em inglês. Ela chegou para atender a demanda do público frotista e também para ser utilizada no meio rural.

Este modelo possuía a mesma mecânica e chassi da “Xiselinha” e foi o único a adotar amplos bagageiros na dianteira e traseira, com banco único mais largo, protetor de Carter e motor, protetor para os manetes do guidão e o famoso parabarro.

Junto com a Duty a Honda apresentou a última versão da família XL, a nova XLX 350R, modelo que seguiu o visual das versões estrangeiras de 600cc com design totalmente inovador e com motor mais potente, agora capaz de gerar 30 cv de potência.

As mudanças estéticas foram o que mais chamaram a atenção no modelo, seus faróis passaram a ter o formato retangular, as lanternas traseiras no formato vertical, seu tanque passou a ter formato de vulcão e recebeu protetores de mãos.

O tão esperado freio a disco dianteiro surgiu na XLX 350R dando maior eficiência e dispensando os ajustes nas lonas e cabos. Isso facilitou bastante para os pilotos que curtiam um fora de estrada, principalmente quando andavam em terrenos molhados, pois o freio não perdia o poder de frenagem.

Ao todo foram 40.436 unidades produzidas pela Honda do modelo XLX 350R entre 1987 e 1992. Sua saída do mercado foi devido ao lançamento da NX 350 Sahara, inspirada na Africa Twin 750, dando assim, o fim nesta família, que por uma década encantou muitos motociclistas.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

KTM oferece as motos de enduro com bônus de fábrica

Abraciclo: Produção de motos recua ao patamar de 2002

Ducati lança aplicativo para simular financiamento de motos

Triple Triumph inaugura nova loja em Miami (Estados Unidos)

Ducati Diavel Diesel desfila em Milão como moto fashion

Salão Moto Brasil tem muitas atrações no Rio de Janeiro

Honda apresentará Rebel 500 no Salão de Verona (ITA)

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

Nova Kawasaki Ninja H2 Carbon chega por R$ 164 mil

Triumph revela linha 2017 da Street Triple na Inglaterra

Polícia de SP vai combater crime de Triumph Tiger 800 XCx

Clássica Honda CB 1100EX chega aos EUA

Honda mostra moto que se equilibra sozinha na CES 2017

LifeMotosBr: CB Twister - Relatório de 1 ano de uso da moto


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras