moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Especial: Cinco motos com sistema de som

29 de August de 2016
Compartilhe este conteúdo:

Poucas coisas são melhores do que pegar a estrada com sua motocicleta e rodar quilômetros e quilômetros em duas rodas, curtindo o ronco do motor, o vento no rosto e admirando a paisagem. Independentemente da potência do motor, do estilo da motocicleta e até mesmo do destino: viajar de moto é uma das coisas mais legais para se fazer de moto.
 
Mas claro que tudo que é bom pode ficar ainda melhor. E nada melhor do que uma boa trilha sonora para embalar sua road trip em duas rodas. Pensando nisso, fizemos uma lista de cinco motos que oferecem bons sistemas de som para você escolher a playlist ideal para ser a trilha sonora de sua próxima aventura. Confira.

Triumph Trophy SE 
Equipada com um motor de três cilindros de 1.215 cm3 e 134 cv de potência, a grã-turismo inglesa traz muita tecnologia embarcada, como controle de tração, freios ABS e ajuste eletrônico da suspensão, além é claro de muita “mordomia” como manoplas aquecidas e malas laterais de série. Mas aparece em nossa lista pelo seu sistema de som, simples, porém eficaz. Embora não tenha tela multimídia colorida, oferece rádio, entrada USB ou tecnologia Bluetooth para você conectar aquela playlist e viajar por aí. Embora tenha sido importada oficialmente pela Triumph em 2014, a Trophy SE não consta no line-up da montadora neste ano, infelizmente.

Honda GL 1800 Gold Wing
Ao longo de mais de 40 anos de estrada (a primeira versão foi lançada em 1975), a Honda Gold Wing evoluiu. Ganhou motor boxer, de seis cilindros opostos e 1.800cc, e o exclusivo air-bag, o único em motocicletas. Mas desde 2015, a estradeira japonesa ganhou um sistema de som surround SRS com conexão para iPod e alto-falantes mais potentes. É possível tocar rádio, ou arquivos de áudio nos formatos MP3, WMA e AAC, que estejam conectados à entrada USB no top-case. Um diferencial da Gold Wing é o sistema de rádio-amador (Citizen Band), a lendária grã-turismo da marca japonesa ainda fica devendo conexão Bluetooth. O preço no Brasil é de R$ 119.900.

BMW K 1600 GTL 
O grande destaque da grã-turismo alemã é, sem dúvida, seu enorme motor de seis (6!) cilindros em linha, 1649 cm3, que produz 160 cv de potência. Confortável para piloto e garupa, a GTL tem o conforto e os mimos de um carro de luxo, além de duas malas laterais e um top case de série para você levar sua bagagem. Mas o completo sistema de navegação e de som integrados ao painel também garantem à K 1600 GTL uma posição de destaque em nossa lista. Seu sistema de áudio tem interface para iPod, MP3, entrada USB ou Bluetooth, em países como Canadá e Estados Unidos também é possível viajar ouvindo rádios via satélite. É muito luxo em uma moto só por “apenas” R$ 131.200.

Indian Roadmaster 2017 
Topo de linha da Indian, a Roadmaster é empurrada pelo motorzão V2 Thunder Stroke de 111 polegadas cúbicas, como gostam os americanos, ou 1.811 cm³ de capacidade, de acordo com o sistema internacional de medidas. Feita para pegar a estrada, a moto ainda oferece suspensão traseira com regulagem a ar, assentos e manoplas aquecidas, iluminação de LED e sistema de som com quatro alto-falantes, conexão Bluetooth ou entrada USB. A Indian Roadmaster é vendida no Brasil por R$ 114.990 em sua versão 2016. Para 2017, a marca já anunciou que haverá tela sensível ao toque colorida e sistema de navegação integradas ao som de 200 W de potência para embalar sua viagem.

H-D CVO Street Glide
Todos os modelos da família touring da Harley-Davidson oferecem sistema de som e entretenimento com tela colorida, conexão Bluetooth, rádio e entrada USB. Mas a versão CVO, ou seja, customizada pela fábrica, da Street Glide traz o sistema de som mais potente entre as motos: são 300 W divididos em quatro alto-falantes (dois localizados no escudo frontal e com os tweeters seprados, além e dois resistentes à água sobre as malas laterais). Som de sobra para encobrir o ronco das ponteiras esportivas que equipam o modelo e gritam alto com o motor Twin Cam 110, preparado pela Screamin’ Eagle, divisão de acessórios da marca norte-americano. O preço é salgado, mas o som é potente: R$ 134.200.



TEXTO: Arthur Caldeira/ Agência INFOMOTO

FOTOS: Agência INFOMOTO e Divulgação



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Moto impressa em 3D tem motor da Kawasaki H2

Ducati tem nova tabela de preços para dezembro no Brasil

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Mercado: Venda de motos cresce 13,27% em novembro

Detran.SP: Permissão internacional pode ser solicitada online

Manutenção correta do freio é sinônimo de segurança na moto

Honda CRF 1000L Africa Twin ganha ainda mais apelo Off Road

BMW apresenta a aventureira compacta G 310 GS

Nova Honda CBR 1000RR SP é puro sangue em rédea curta

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017

Suzuki V-Strom 250 2017 mostra a cara no Salão de Milão

Honda CRF 1000L Africa Twin chega nas lojas a partir de R$ 64.900

Yamaha promete inusitada Ténéré 700 para 2018

Honda revela nova custom Rebel 500 nos Estados Unidos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras