moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Entrevista: Brasil no centro de grandes eventos esportivos

Carlos Romagnolli, presidente da Romagnolli Promoções e Eventos, organiza grandes competições no Brasil

02 de September de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Quem é fã do motociclismo esportivo e acompanha de perto as grandes competições como Mundial de Motocross, Kart das Estrelas, Arena Cross, Racing Festival e outras tantas provas tradicionais e consagradas que fazem parte do calendário brasileiro de grandes eventos esportivos, certamente já ouviu falar de Carlos Romagnolli, ou Carlinhos, como é mais conhecido no setor de eventos esportivos e no mundo das grandes competições. Paulista de Botucatu, Carlos Romagnolli é um motociclista experiente e por isso sabe do potencial do mercado das duas rodas como atração e forma de entretenimento para movimentar a economia em pequenas, médias e grandes cidades no país.

Com muita dedicação e competência em várias realizações na organização de competições e eventos esportivos, Carlos Romagnolli e sua agência, a Romagnolli Promoções e Eventos, conquistaram por duas vezes o prêmio de melhor organizador do Campeonato Mundial de Motocross, fato que rendeu credenciais para o Brasil receber duas etapas do campeonato na temporada de 2014. A primeira foi em Santa Catarina e segunda prova acontece já nesse final de semana, dias 6 e 7/09, em Goiás.

Em entrevista ao MOTO.com.br, Carlos Romagnolli ainda comemora a renovação do Racing Festival com grandes parcerias, como a Yamaha e o Superbike Series Brasil, e adianta boas novidades que vem por aí.

MOTO.com.br: Conte um pouco da sua formação profissional e relação com o mundo das motos?

Carlos Romagnolli: Comecei a trabalhar muito cedo no comércio, que me fez criar uma maturidade rapidamente. Nessa época, comecei a fazer algumas trilhas com amigos na Cuesta de Botucatu, minha cidade natal. A partir daí que surgiu a ideia de fazer uma prova de Enduro de Regularidade, em Botucatu. Foi a minha entrada no mundo das duas rodas.

MOTO.com.br: Como está sendo essa volta do Racing Festival, agora com novo parceiro, o Superbike Series Brasil, além da parceria tradicional da Yamaha.

Carlos Romagnolli: Ficamos muito felizes em viabilizar a volta da R1 GP1000 nessa temporada de 2014. Acreditamos que esse formato de prova de motovelocidade é muito válido e justo para se ter um campeão nas pistas, pois todos os pilotos correm com motos iguais, sem preparação livre. Estão nas mesmas condições.

Hoje o SuperBike Series é um campeonato com muita visibilidade, com bom público e muitos pilotos. A união de todos esses elementos, com a expertise de toda nossa equipe, e a parceria com a Yamaha, com certeza trará bons frutos para motovelocidade nacional. Além das provas da R1 GP1000, teremos várias ações de marketing com a Yamaha, como teste drives, palestras com o piloto Leandro Mello, entre outras.

MOTO.com.br: Fale um pouco da conquista por duas vezes do prêmio de melhor organizador do Campeonato Mundial de Motocross pela Romagnolli Promoções e Eventos, desbancado grandes países e provas tradicionais?

Carlos Romagnolli: Ganhar esses prêmios foi um grande sonho para nós que se realizou. Desde quando comecei a organizar provas de motos, nunca imaginei que chegaria a ser o organizador da etapa brasileira do mundial. As coisas foram acontecendo ao longo dos anos, fomos evoluindo e quando tínhamos a certeza que podíamos fazer um grande trabalho, encaramos esse desafio. O que foi construído no GP do Beto Carrero foi algo impressionante, tudo muito pensado e planejado para marcar história. E conseguimos. Recebemos mais de 40 mil pessoas em dois anos de GP no estado de Santa Catarina e todos foram recebidos com qualidade e conforto. Pilotos, equipes, imprensa e os organizadores do mundial receberam um evento de alto nível. Isso é muito prazeroso, ser reconhecido pelo seu trabalho, concorrendo com países tradicionais e com bagagem de mundial como Bélgica, Espanha, Itália, Alemanha. Nós, em três anos a frente do GP Brasil, conseguimos receber dois títulos.

MOTO.com.br: Vencer o prêmio de melhor organizador por duas vezes facilitou para o Brasil  receber duas etapas do Mundial de Motocross em uma mesma temporada, como agora em 2014? E em 2015 vamos ter dose dupla também?

Carlos Romagnolli: Acredito que sim. O interesse da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) e da Youthstream (organizadora do MXGP) foi maior pelo mercado brasileiro após os eventos que entregamos, quando ganhamos os títulos. O GP Brasil do Mundial de Motocross é muito importante para o país, não só para o cenário Off Road, mas para a economia dos estados que recebem o evento, que lotam hotéis, movimentam os aeroportos, os aluguéis de carros, consumo em bares, restaurantes, postos de combustíveis entre outros. Além disso, é importante para o Campeonato Mundial ter eventos de boa qualidade para seus pilotos, equipes, patrocinadores e fãs do esporte. Então, isso facilitou para que o Brasil recebesse agora em 2014, pela primeira vez na história duas etapas do campeonato Mundial.

MOTO.com.br: De onde vem toda essa motivação da Romagnolli para investir e acreditar em grandes eventos do esporte motor no Brasil, como Arena Cross, Mundial de Motocross e Kart das Estrelas?

Carlos Romagnolli: O que me motiva é olhar para trás, ver o que plantamos e o que estamos colhendo atualmente. Investimos por muitos anos no Arena Cross, sempre inovando e sabendo que podíamos ser melhor. Hoje, isso coloca a competição numa posição excelente, com transmissão ao vivo por duas emissoras de TV e sendo o campeonato de maior retorno do motociclismo nacional. Mesmo com todas as dificuldades do mercado duas e quatro rodas, entendemos esse momento e nos reinventamos todo dia, para sempre estar com novidades e entregar um evento de qualidade para os fãs, pilotos e patrocinadores. Em 2015, teremos o Arena Cross completando 17 anos, o Desafio das Estrelas, em sociedade com o piloto de F-1 Felipe Massa, completando 10 anos, e o Mundial de Motocross, em seu quarto ano.

Estamos trabalhando na melhoria desses eventos e criando novos eventos, como foi o caso do Kart dos Artistas, que já é uma realidade há dois anos, a 500 Milhas de Kart, que passa a ter nossa empresa na administração do evento junto com o piloto Felipe Giaffone, e ainda mais uma novidade que será divulgada em breve com um grande piloto de F-1.

Para nós, o resumo dessa motivação é fazer acontecer. Não existe sensação melhor do que saber que seu dever foi muito bem cumprido.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Ryno Motors é um inovador e moderno monociclo elétrico

Enquete MOTO.com.br - Que trail compacta você quer no Brasil

Honda futurista aparece em novo filme de Scarlett Johansson

Yamaha XJ6N ganha novo esquema de cores na linha 2018

Kawasaki Racing Team apresenta equipes para a temporada 2017

Boletim MOTO.com.br - Notícias de motos em 30 segundos (17/03/17)

Abraciclo e Caixa anunciam crédito especial para motos

Harley-Davidson anuncia o lançamento da Street Rod 750

Veja o antes e o depois de uma Suzuki GSX-R1100 restaurada

Honda CRF1000L Africa Twin ganha versão mais extrema na Itália

Hesketh Valiant SC é uma incrível máquina de 210 cavalos

Suzuki SV 650 é lançada discretamente no mercado nacional

BMW Motorrad divulga tabela de preços atualizada para o mês de março

Yamaha XJ6N ganha novo esquema de cores na linha 2018


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras