moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Entrevista: AutoZone tem planos de expansão no Brasil

Maurício Braz, diretor-geral da rede de peças e acessórios, diz que a participação das motos vem crescendo

28 de August de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Aladim Lopes Gonçalves

De olho no potencial do mercado de veículos no Brasil a maior rede varejista de peças e acessórios dos Estados Unidos, a AutoZone, chegou ao Brasil no final de 2012 com a abertura da primeira mega loja de Sorocaba, seguida de Indaiatuba e Jacareí, todas no interior do Estado de São Paulo. A estratégia do grupo é ousada, com a abertura de dez unidades no país até o final de 2014. Confira a entrevista com Maurício Braz, diretor-geral da AutoZone Brasil, responsável pela operação da empresa no país.

MOTO.com.br - Conte um pouco da sua trajetória profissional.

Maurício Braz - Minha História profissional sempre esteve ligada ao setor automobilístico. Trabalhei por mais de uma década em montadoras como a General Motors e a Toyota do Brasil, nas áreas de Vendas, Pós Vendas, Treinamento e Marketing, sendo a última posição de Gerente Nacional de Vendas na Toyota. Após esta experiência fui vivenciar o “outro lado do balcão”, trabalhando no varejo automobilístico como Diretor Superintendente em dois grupos de Concessionárias, um de caminhões e outro de automóveis, o que me possibilitou adquirir a experiência necessária para uma operação de varejo.

MOTO.com.br: A Autozone é tradicional no setor de varejo e tem uma grande rede de lojas nas principais cidades dos EUA, México e Costa Rica. O que atraiu a empresa para o Brasil?

Maurício Braz: O mercado brasileiro de autopeças é bastante interessante pelo seu grande potencial. Antes de decidir pela entrada no Brasil, a AutoZone estudou vários mercados ao redor do mundo e o Brasil foi o escolhido para dar continuidade a nossa expansão, após já estarmos instalados nos Estados Unidos, México e Porto Rico. O forte mercado de veículos local, a estabilidade econômica e política, a redução da informalidade e a paixão dos brasileiros por carros são alguns dos motivos que ajudaram na decisão.

MOTO.com.br: Por que as primeiras unidades foram abertas no interior de São Paulo em vez das capitais, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte etc.? Foi uma opção para evitar a concorrência nesse momento com outras lojas e até com hipermercados? Que estratégia a Autozone está traçando para o Brasil?

Maurício Braz: Neste primeiro momento, ainda estamos testando os diferentes tipos de mercados e suas variáveis, como hábitos de consumo, adequação de nosso modelo, custos operacionais, etc. Decidimos entrar pelo Estado de São Paulo, que concentra 35% do emplacamento de veículos do país. Por uma questão gerencial, decidimos nos manter nas proximidades da cidade de São Paulo. Com relação a iniciarmos pelo interior, os motivos estão mais associados a disponibilidade de imóveis e velocidade das aprovações de obras, necessárias à adequação destes imóveis. Em breve chegaremos a São Paulo. Com relação à expansão para as demais regiões, posso afirmar apenas que ainda é muito cedo para traçar planos concretos, sem o melhor entendimento do modelo de negócios.

MOTO.com.br: Quantos itens fazem parte da linha de produtos oferecidos pela Autozone no país? Quais os principais fornecedores? Como a empresa trabalha com a questão de componentes e peças chinesas? É possível estimar uma média da economia que o consumidor pode ter ao fazer suas compras na Autozone?

Maurício Braz: A AutoZone tem hoje mais de 18 mil itens disponíveis em suas lojas. Desde produtos de Car Care: como cera, polidores, aditivos, silicones; Acessórios, Som, Pintura, até toda a disponibilidade de peças de mecânica para todos os veículos nacionais e importados como itens de suspensão, freios, motor, embreagem, elétrica, baterias, etc. Nossos principais fornecedores são também os maiores fornecedores da indústria automobilística. Devido a nosso relacionamento nos EUA e no México, vários de nossos fornecedores, estão nos abastecendo diretamente de suas fábricas. Também temos como parceiros grandes distribuidores que tem nos ajudado em muito a adequar nossos estoques às realidades locais. Hoje não realizamos importações diretas. Nossas peças de mecânica foram cuidadosamente selecionadas, e vendemos produtos dos maiores participantes do mercado nacional no segmento de after market. Como compramos boa parte de nossos produtos diretamente do fabricante, nossos preços são bastante competitivos.

MOTO.com.br: A Autozone nos EUA vende também pela internet. A filial brasileira planeja trabalhar com a internet também?

Maurício Braz: Ainda é muito cedo para discutirmos esta opção. Por hora nosso foco é otimizar a operação de loja.

MOTO.com.br: A nova loja de Indaiatuba tem uma área específica para motos. As próximas unidades poderão adotar esse sistema, ou até mesmo oferecer mais novidades para os motociclistas e oficinas de motos?

Maurício Braz: Realmente entendemos o mercado de motocicletas como muito importante em nosso país. Não somente Indaiatuba, mas todas as lojas brasileiras da AutoZone tem uma área específica para motocicletas, onde estão disponibilizados óleo, aditivos, capacetes, bagageiros, pneus, baterias e vários outros itens para o motociclistas. Esta é uma exclusividade brasileira, já que não temos esta sessão nos EUA e no México. Estamos em renovação constante de nosso mix de produtos e buscando sempre adequar e trazer novidades, não só no setor de motocicletas mas em toda a loja. O jeito é passar por uma das unidades e conferir as novidades.

Serviço
AutoZone Indaiatuba - Avenida Francisco de Paula Leite 2.021 (Jd. Tropical)
AutoZone Sorocaba - Av. General Carneiro, 762 (Vila Lucy)
AutoZone Jacareí - Praça Charles Gates, 90 (Jd. das Indústrias)

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Yamaha YS 125 na Europa tem visual da moto brasileira

Projeto Motostory e Veteran Motorcycle Clube firmam parceria

Indian apresenta nova Roadmaster Classic nos EUA

Hayabusa's Day RS anuncia encontro 2017 em Porto Alegre

Ducati Mooca leva máquinas italianas para Zona Leste

Moto voadora Hoversurf Scorpion-3 vira solução áerea

KTM anuncia lançamento da linha de enduro 2017 no Brasil

Kawasaki Z900 esbanja potência e oferece pouca eletrônica

BMW F 800 GS Adventure aparece com novos recursos

Lego faz BMW R 1200 GS Adventure brinquedo de gente grande

Honda XRE 300 Adventure ganha nova edição especial

KTM 1290 Super Adventure S, pronta para qualquer aventura

Yamaha CRUX Rev tem motor de 110cc e preço de US$ 900

Head Up Display é a tecnologia de informações no capacete


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras