moto.com.br
Publicidade:

Acontece

DT 180: A Rainha das trilhas ainda vive!

17 de September de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Paulo Souza

A DT 180 foi a primeira motocicleta considerada totalmente trail no Brasil, fabricada entre 1981 e 1997 ela fez história nas trilhas brasileiras e ainda sobrevive. Encontramos com um exemplar dela na 31ª edição do Enduro da Independência realizado este ano entre as cidades Vitória (ES) e Ouro Preto (MG).

Ao todo foram mais de 800 quilômetros de percurso na competição e a “DTzinha” aguentou firme ao lado de outra grande guerreira, a MX 180, também da Yamaha. Os pilotos que enfrentaram a disputa foram Gilberto Sacilotti e Luizão Azevedo, que puderam reviver o início da história do Enduro da Independência, onde quase todos os pilotos competiam com estas motos.

História
A DT 180 foi o modelo responsável em popularizar a prática do esporte off-road no Brasil. Equipada com motor de 180 cc 2 tempos, possuí baixo custo de manutenção, mecânica muito simples, além de ser leve (102 kg). Todos estes atributos fizeram desta pequena moto uma verdadeira guerreira das trilhas brasileiras.

Sua primeira versão já contava com a suspensão traseira monoamortecida do tipo Mono-Cross, uma grande evolução na época em relação à suspensão traseira duplamente amortecida, que existia, por exemplo, na TT 125.

Uma das coisas mais impressionantes na DT 180 é sem dúvida a valentia do seu motor. Quem já teve um modelo pode confirmar a teoria “ela é pau pra toda obra”.  Seu eficiente motor 2 tempos de 176,4 cm³ proporciona um ótimo desempenho, com bom torque em baixa rotação e uma potência de 16,6 cv à 8.000 rpm.

A primeira alteração na DT 180 foi em 1983, quando a Yamaha inovou o tubo da balança traseira passando de redondo para retangular, que são mais resistentes. Porém, o modelo continuou com o sistema elétrico de 6 volts e freios a tambor até no ano seguinte, onde recebeu novo grafismo e sistema elétrico 12v.

Um ano mais tarde, em 1985 houve a grande mudança, a DT 180 recebeu cara nova com um novo tanque com capacidade maior em formato de Vulcão, novo painel, banco, farol retangular entre outros detalhes. Isso aconteceu devido a concorrência da Agrale, que possuía modelos 2 tempos modernos para época com refrigeração líquida.

No ano de 1988 ela finalmente recebeu freio a disco dianteiro e passou a se chamar DT 180 Z, que era a sigla usada nos modelos tops da Yamaha. De 1988, até o fim de sua produção em 1997, poucas coisas mudaram na moto, apenas alguns detalhes de carburação e a suspensão dianteira deixou de ter regulagens a ar. Seu motor continuou o mesmo sempre. Em time que está ganhando não se meche!

A DT 180 foi para muitos, inclusive para mim, a moto de entrada no mundo off-road. Não é a toa que por ser uma moto valente, ela esta espalhada pelas trilhas brasileiras até hoje. Sua manutenção simples e barata, além do ótimo conjunto foi o grande trunfo para o sucesso desta guerreira, que além de ensinar os prazeres fora de estrada, também ensinou a mecânica a muitos pilotos.

Fotos: Paulo Souza/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

BMW S 1000 XR é a mais nova estrela do filme Resident Evil

Confira dicas valiosas para comprar sua moto antiga

Tattoo You abre nova unidade em Orlando, nos Estados Unidos

Honda promove recall para modelo GL 1800 Gold Wing

Especial: 7 Motos para acelerar em 2017

Ducati 1299 Superleggera chega ao Brasil por R$ 550 mil

Moto elétrica da marca dinamarquesa Fenris acelera a 300 km/h

Nova Kawasaki Ninja H2 Carbon chega por R$ 164 mil

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

Polícia de SP vai combater crime de Triumph Tiger 800 XCx

Triumph revela linha 2017 da Street Triple na Inglaterra

Ducati Diavel Diesel desfila em Milão como moto fashion

Honda apresentará Rebel 500 no Salão de Verona (ITA)

Conheça a história dos motores Harley-Davidson


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras