moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Diversidade é a marca nos modelos entre 200 e 300cc

15 de June de 2015
Compartilhe este conteúdo:

Aldo Tizzani

O desejo dos motociclistas de possuir uma moto com maior conforto, desempenho e status culmina, na maioria dos casos, na troca de uma moto de entrada – de até 150 cc – por um modelo na faixa de 250 cc. Para atender esse consumidor os fabricantes investiram em novos modelos ampliando o leque de opções. Em 2010, por exemplo, o consumidor tinha somente seis modelos à disposição, hoje são mais de uma dezena e virão mais novidades por aí. Tudo isso está ligado ao amadurecimento e ascensão social do condutor, além das novidades que instigam o consumidor a ir até uma concessionária.

Para apimentar a disputa a chinesa Traxx, apresentou dois modelos, uma street e uma trail, que são os mais baratos. Segundo Fernando Zhang, diretor comercial da marca, “a intenção é de fidelizar o consumidor Traxx, que já conheça nossos produtos, mas quer ter uma moto maior".

Além das novas chinesas, a Yamaha modernizou a XTZ 250 Ténéré que ganhou motor bicombustível e visual mais arrojado. A Kawasaki está prestes a colocar em sua rede a street Z300. Para finalizar, a austríaca KTM, que está estruturando sua linha de montagem na fábrica da Dafra, em Manaus (AM), confirmou a chegada da Duke 200, uma pequena naked que irá deixar ainda mais concorrido o segmento. Ambas ainda não têm o preço definido, mas devem chegar às lojas no início do segundo semestre.

Número de vendas
Um fator crucial impulsiona esta faixa de cilindrada. Entre as 20 motos mais vendidas em maio, cinco fazem parte desta categoria de acesso: Honda XRE 300 (7º) e CB 300R (8º); e as Yamaha Fazer 250 (13º), Lander 250 (18º) e Ténéré 250 (19º). Outro produto que não está figurando neste ranking (Top 20), porém tem uma excelente receptividade, é o scooter Citycom 300i, da Dafra. Nos primeiros cinco meses do ano foram já vendidas 1.271 unidades.

Confira abaixo as características dos principais modelos entre 250 e 300cc que têm preços públicos sugeridos entre R$ 8.990 (Traxx Fly 250) e R$ 21.990,00 (Kawasaki Ninja 300) e o total de vendas.
Traxx Fly 250 - R$ 8.990,00

A moto de origem chinesa e fabricada em Manaus (AM) traz suspensão invertida na dianteira, freios a disco em ambas as rodas, lanterna e piscas de LED e o lampejador do farol alto. Com motor quatro tempos injetado, 223cc de capacidade cúbica e que gera 16 cv de potência máxima, a Fly 250 tem praticamente o mesmo preço praticado da Yamaha XTZ Crosser 150 E (R$ 9.350).

Traxx TSS 250 - R$ 9.590
A street traz design moderno e o menor preço sugerido entre as street do segmento: R$ 9.590,00. O modelo usa o mesmo motor que a trail Fly 250: um cilindro, 223 cm³, comando simples e duas válvulas. Alimentado por injeção eletrônica, oferece 16 cv de potência a 7.500 giros e torque de 1,7 kgf.m a 6.000 giros. O câmbio tem seis marchas.

Honda CB 300R – R$ 12.736,00 (R$ 14.518,00 C-ABS)
Equipada com motor de um cilindro de 291,6 cm³, duplo comando de válvulas no cabeçote e arrefecido a ar, a CB 300R flex tem 2,9 kgf.m e 26,7 cv com etanol. A naked da Honda tem freio a disco nas duas rodas e ainda oferece freios C-ABS como opcional para oferecer maior segurança. O câmbio é de cinco marchas.

Fazer YS 250 – R$ 13.145 (R$ 13.620 BlueFlex)
Sucesso de público e crítica, a Fazer YS 250 é equipada com motor monocilíndrico de 249 cm³, comando simples de válvula no cabeçote (OHC), que gera 21 cv de a 8.000 rpm e 2,10 kgf.m a 6.500 rpm de torque máximo. Com visual moderno, a Fazer tem painel digital e freio a disco nas duas rodas. O câmbio é de cinco marchas

Yamaha XTZ 250 Lander – R$ 13.670
Lançada em 2006, a Lander é uma das poucas opções de trail puro no segmento – com roda aro 21 na dianteira. Dotada de injeção eletrônica, conta com o mesmo motor monocilíndrico de 250 cc da Fazer, mas que produz 20,1 cavalos a 8.000 rpm e 2,09 Kgfm de torque máximo aos 6.500 giros. Tem freio a disco nas duas rodas, suspensões de longo curso e câmbio de cinco marchas.

Dafra Next 250 – R$ 13.790
Apresentada no Salão Duas Rodas 2011, a Dafra Next 250 chama atenção com seu visual moderno e agressivo. Além de uma boa ciclística, o modelo oferece motorização diferenciada: arrefecimento a líquido e câmbio de seis marchas. O propulsor monocilíndrico de 249,4 cm³, (SOHC), produz 25 cv de potência máxima a 7.500 rpm e torque máximo de 2,75 kgf.m aos 6.500 giros.

Dafra Roadwin 250R – R$ 13.990
A Roadwin 250 tem preço e potência menor do que as outras mini-esportivas. Cotada a R$ 13.990, a mini-esportiva vem equipada com um monocilíndrico de 247 cm³, refrigeração líquida, duplo comando no cabeçote e injeção eletrônica. Segundo os dados de desempenho fornecidos pela Dafra, o propulsor oferece apenas 24 cv de potência máxima a 9.000 rpm e 1,92 kgf.m de torque a 7.000 rpm.

Honda XRE 300 - R$ 14.530,00 (R$ 16.576,00 C-ABS)
Modelo mais vendido entre as 250/300cc, a XRE 300 oferece a versatilidade das aventureiras. Conta com motor monocilíndrico de 291,6 cm³ produz 26,3 cv a 7.500 rpm e 2,85 Kgfm de torque aos 6.500 giros, com etanol. Traz roda de 21 polegadas, na dianteira, e 18, na traseira, suspensões de longo curso e ainda oferece freios C-ABS como opcional.

XTZ Ténéré 250 – R$ 15.015
A XTZ 250 Ténéré 2016 ganhou tecnologia bicombustível no motor monocilíndrico de 250cc da Yamaha. Já a parte traseira ganhou um visual mais elaborado com lanterna de LEDs, bagageiro de maior capacidade de carga (7 kg) e novas alças de apoio da garupa. Seu painel agora é completamente digital. Oferece versatilidade e conforto para viajar.

Suzuki Inazuma – R$ 15.900
O diferencial da Inazuma fica por conta do motor de dois cilindros paralelos, com 248 cm³ de capacidade e refrigeração líquida, além de um visual imponente, reforçado pela saída de escape dupla. O bicilíndrico oferece torque máximo de 2,24 kgf.m a 6.500 rpm e potência de 24,5 cv a 8.500 rpm. Tem freio a disco nas duas rodas e câmbio de seis marchas.

Dafra Horizon 250 – R$ 16.790
A pequena custom está equipada com motor derivado da Roadwin 250. Ou seja, um propulsor monocilíndrico tem 250,2 cm³, DOHC com injeção eletrônica e arrefecimento líquido. Segundo a fabricante, a pequena custom gera 23,1 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 2,21 kgf.m a 7.000 rpm. Seu grande atrativo é o estilo custom.

Dafra Citycom 300i – R$ 16.990
O modelo 2016 do Citycom 300i trouxe novos faróis, com máscaras em um tom mais escuro, lanterna traseira em LED, acabamento acarpetado no grande compartimento sob o banco e adesivo degrade no para-brisa. O propulsor manteve-se o mesmo monocilíndrico de 263,7 cm³ capaz de produzir 23 cv a 7.500 rpm de potência e torque de 2,44 Kgfm a 5.500 rpm. Dotado de câmbio CVT, rodas aro 16 polegadas reina sozinho no segmento. Por enquanto.

Kawasaki Ninja 300 – R$ 18.990,00 – R$ 21.990,00 (ABS)
A Ninja 300 é uma mini-esportiva de corpo e alma. Tem motor bicilíndrico, de 296 cm³ de capacidade, que oferece bons de 39 cv a 11.000 rpm. Conta com embreagem deslizante, e suspensões rígidas, a Ninjinha oferece uma posição de pilotagem agressiva. A moto também é vendida em uma versão com freios ABS.



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Moto impressa em 3D tem motor da Kawasaki H2

Ducati tem nova tabela de preços para dezembro no Brasil

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Mercado: Venda de motos cresce 13,27% em novembro

Detran.SP: Permissão internacional pode ser solicitada online

Manutenção correta do freio é sinônimo de segurança na moto

Honda CRF 1000L Africa Twin ganha ainda mais apelo Off Road

BMW apresenta a aventureira compacta G 310 GS

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017

Suzuki V-Strom 250 2017 mostra a cara no Salão de Milão

Yamaha promete inusitada Ténéré 700 para 2018

Honda CRF 1000L Africa Twin chega nas lojas a partir de R$ 64.900

Honda revela nova custom Rebel 500 nos Estados Unidos

Ducati barbariza com novos modelos da linha 2017


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras