moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Detran.SP oferece consulta de débitos e restrições

Pesquisa traz pendências de multas e impostos, transferência, roubo, furto, financiamentos e outras restrições

24 de April de 2015
Compartilhe este conteúdo:
 
Antes de comprar um veículo usado, seja de lojista ou diretamente do atual proprietário, é necessário que o interessado verifique as condições e a documentação para ter a garantia de que fará um bom negócio. Para isso, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) disponibiliza tanto no portal detran.sp.gov.br como no aplicativo Consultas Detran.SP o serviço de Pesquisas de Débitos e Restrições de Veículos.
 
A consulta pode ser realizada de forma gratuita, e sem a necessidade de cadastro, no menu Acesse os Serviços Online, à esquerda da página inicial do portal. Basta clicar no nome do serviço e digitar os caracteres da placa e o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), disponíveis no documento anual de licenciamento e no documento de compra e venda. Em 2014, cerca de 19 milhões de pesquisas do tipo foram feitas na página da autarquia na internet. Somente entre janeiro e fevereiro deste ano, foram 3.479.895 consultas no portal.
 
O aplicativo pode ser usado em smartphones e tablets com plataformas iOS e Android. Para baixar, é só acessar as lojas da Apple ou Google Play e digitar DetranSP. A pesquisa de débitos e restrições está disponível pelo aplicativo desde março de 2014 e até fevereiro teve 1.420.963 acessos.
 
O sistema informa se existem multas e impostos pendentes (incluindo os valores) e restrições administrativas, como bloqueios por falta de transferência, por queixa de furto/roubo ou envolvimento em processos judiciais (quando os veículos estão em inventário ou são dados como garantia de pagamento, por exemplo), por sinistro ou por financiamentos não quitados (gravame). Por questões de segurança, os dados do proprietário, como nome e endereço, não são revelados.
 
"O objetivo é dar mais segurança ao comprador, que pode conferir de forma simples e rápida, em seu celular ou computador, a veracidade das informações fornecidas sobre o veículo no qual está interessado. Uma das prioridades do novo Detran.SP é investir em tecnologia para facilitar a vida do cidadão", afirma Daniel Annenberg, diretor-presidente do Detran.SP.
 
Além disso, é recomendável checar a autenticidade do chassi e motor do veículo, submetendo-o a uma vistoria. Para isso, o comprador pode entrar em acordo com o vendedor e levar o veículo para fazer uma vistoria antes de concluir a transação. A vistoria pode ser feita gratuitamente em algumas unidades do Detran.SP (na capital todos os postos da autarquia oferecem) ou em Empresas Credenciadas de Vistoria (ECVs) - a relação pode ser consultada no portal www.detran.sp.gov.br. O serviço atesta a autenticidade da legalidade do motor e do chassi do veículo, além dos equipamentos obrigatórios (como pneu, extintor, espelhos retrovisores, entre outros). O laudo poderá ser usado por até 30 dias, após sua emissão, no processo de transferência.
 
O Departamento de Trânsito disponibiliza também, em suas unidades de trânsito, um extrato da situação do veículo, que pode ser solicitado apenas pelo proprietário.
 
É aconselhável ainda levar o veículo a um mecânico de confiança para verificar o funcionamento do motor, do sistema de iluminação, entre outros itens. O preço é outro quesito a ser analisado. Veículos vendidos por valores bem abaixo dos praticados no mercado devem ser analisados com mais atenção. O comprador pode usar como base a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), disponível no site fipe.org.br, que apresenta o preço médio cobrado por veículo em âmbito nacional.
 
Para dar andamento à transferência, quando concluído o negócio, quem comprou o veículo tem a obrigação de transferi-lo para o seu nome no prazo de 30 dias corridos contados a partir da data de preenchimento do Certificado de Registro de Veículo (CRV). Descumprir esse prazo é infração grave, com multa de R$ 127,69 e inclusão de cinco pontos na CNH, conforme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O passo a passo completo para a transferência de propriedade está disponível para consulta na área de Veículos do portal do Detran.SP.
 
Foto: Cris Castello Branco/Detran.SP


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Especial: A volta da CB 400

Honda CBR 250RR de competição é mostrada no Salão de Osaka

LifeMotosBr: CBR 600F - Hayabusa´s Day agita Porto Alegre

Vyrus 986 M2 Stradale: protótipo direto da Moto2 para as ruas

Ryno Motors é um inovador e moderno monociclo elétrico

Enquete MOTO.com.br - Que trail compacta você quer no Brasil

Honda futurista aparece em novo filme de Scarlett Johansson

Yamaha XJ6N ganha novo esquema de cores na linha 2018

Hesketh Valiant SC é uma incrível máquina de 210 cavalos

Honda futurista aparece em novo filme de Scarlett Johansson

Enquete MOTO.com.br - Que trail compacta você quer no Brasil

Honda CRF1000L Africa Twin ganha versão mais extrema na Itália

Harley-Davidson anuncia o lançamento da Street Rod 750

CG 150: HONDA LANÇA SÉRIE ESPECIAL


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras