moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Cesvi orienta sobre o sistema de freio combinado

05 de August de 2014
Compartilhe este conteúdo:
Algumas motos já estão sendo vendidas no mercado nacional com o sistema de freio combinado, conhecido pela sigla CBS (Combined Brake System), patenteada pela Honda.

Para conhecer e entender melhor esse recurso, o Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária) apresenta em seu boletim informativo algumas dicas importantes para orientar o motociclista:

O sistema de freio CBS (combinado) é uma maneira simples de distribuir a força de frenagem entre as rodas dianteira e traseira por meio da interligação de frenagem entre as rodas. Nos freios de motocicletas convencionais, o manete do lado direito aciona o freio dianteiro, enquanto o pedal direito aciona o freio traseiro. O CBS é destinado para uma aplicação simultânea dos freios dianteiro e traseiro em uma única operação. E tem alguns critérios específicos de funcionamento.

CRITÉRIOS
1º Critério: a força de frenagem da dianteira deve ser maior quando o acionamento é realizado pelo manete da direita. Quando o acionamento é feito pelo pedal de freio ou manete da esquerda (scooters), a força de frenagem deve ser maior na traseira do que na dianteira.

2º Critério: o mergulho da dianteira da motocicleta tende a ser maior com o acionamento somente do freio dianteiro. Quando acionado o manete da esquerda, o mergulho tende a ser menor.

3º Critério: diminuir a interferência mútua do manete da direita com o pedal de freio da esquerda no momento de uma operação conjunta.

TIPOS DE SISTEMAS
Existem dois tipos de sistemas de freios combinados: o “Single CBS” (ou “Combi Brake”) e o “Dual CBS”.

A proposta desses dois tipos de CBS é a mesma: aumentar o poder de frenagem combinando os acionamentos dos freios.

SINGLE CBS
Algumas scooters pequenas equipadas com sistema de freio a tambor possuem o “Combi Brake”. Esse sistema de freio combinado é desenvolvido para esse tipo específico de motocicleta. Com a aplicação do manete esquerdo, os freios irão trabalhar simultaneamente nas rodas dianteira e traseira por meio de uma equalização. Mesmo com uma força menor de frenagem aplicada na roda dianteira, sua eficiência de frenagem é comprovada com um mergulho menor da dianteira pelo acionamento do manete esquerdo.

FLUID TYPE PRESSURE
Este tipo de sistema de freio combinado foi desenvolvido para modelos intermediários de motocicletas: scooters grandes, touring médias e custons. A pressão hidráulica gerada pelo acionamento do pedal de freio esquerdo é transmitida simultaneamente para os freios dianteiro e traseiro. Semelhante ao sistema de freio combinado mecânico, o Fluid Type Pressure está equipado com uma válvula de retardo (“delay valve”) para cortar a pressão hidráulica e assegurar que o freio dianteiro não será acionado em caso de baixa pressão de acionamento.

DUAL CBS
No sistema “Dual CBS”, a pressão hidráulica gerada no manete de freio da direita irá agir sobre os pistões de ambas as extremidades das piças (3-pot) da direita e esquerda do freio dianteiro. A pressão gerada na pinça esquerda irá alimentar o cilindro mestre secundário. Essa pressão hidráulica gerada no freio dianteiro, alimentando o cilindro mestre secundário, é administrada pela válvula de controle proporcional (PCV), que tem a função de reduzir a pressão, e será enviada ao freio traseiro executando uma força de frenagem na roda traseira.

Quando o pedal de freio traseiro é acionado, a pressão hidráulica atua no êmbolo central dos freios dianteiro e traseiro. A pressão gerada na pinça de freio dianteira esquerda age no cilindro mestre secundário e atua nos êmbolos da extremidade da pinça traseira. Com isso, a força de frenagem será elevada com a atuação dos três êmbolos acionados na traseira.

BENEFÍCIO DO SISTEMA CBS VERIFICADO PELO CESVI
Como o sistema proporciona uma distribuição de força de frenagem entre dianteira e traseira de acordo com o modelo de motocicleta, diante de uma frenagem errada, em que o motociclista aciona somente o freio traseiro, esse tipo de sistema pode diminuir a distância total de parada – e, dependendo da situação enfrentada, evitar um acidente.

RECOMENDAÇÕES
Apesar do sistema corrigir uma falha relacionada à técnica durante a frenagem, isso não exclui cautela e bom senso na condução. Sempre é recomendável manter distância segura dos veículos à frente e acionar simultaneamente os freios dianteiro e traseiro quando necessário.

Foto: Divulgação


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Moto impressa em 3D tem motor da Kawasaki H2

Ducati tem nova tabela de preços para dezembro no Brasil

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Mercado: Venda de motos cresce 13,27% em novembro

Detran.SP: Permissão internacional pode ser solicitada online

Manutenção correta do freio é sinônimo de segurança na moto

Honda CRF 1000L Africa Twin ganha ainda mais apelo Off Road

BMW apresenta a aventureira compacta G 310 GS

Nova Honda CBR 1000RR SP é puro sangue em rédea curta

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017

Suzuki V-Strom 250 2017 mostra a cara no Salão de Milão

Honda CRF 1000L Africa Twin chega nas lojas a partir de R$ 64.900

Yamaha promete inusitada Ténéré 700 para 2018

Honda revela nova custom Rebel 500 nos Estados Unidos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras