moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Cesvi dá dicas para reduzir danos em acidentes

Centro de Experimentação e Segurança Viária apresenta boletim técnico com orientações importantes para a segurança do motociclista

17 de May de 2016
Compartilhe este conteúdo:

Acidentes envolvendo motociclistas são constantes nas grandes capitais, principalmente em São Paulo. E pior: grande parte deles é fatal, já que a própria estrutura da moto deixa seu condutor extremamente vulnerável. Qualquer choque pode custar uma vida.

Mas o motociclista pode minimizar esse risco. A primeira atitude, claro, é ter um comportamento seguro no trânsito. Por isso o Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária) traz em seu boletim técnico dicas importantes para o condutor se proteger para reduzir os danos em caso de acidente – ou mesmo para ficar menos exposto aos riscos.

Afinal, essa vulnerabilidade do motociclista faz com que, à menor colisão, seu corpo seja arremessado a metros de distância, sofrendo impacto direto, sem atenuantes, contra o piso ou outros objetos – postes, árvores, outros veículos. 

Proteção para a cabeça, corpo, pés e mãos é essencial para a redução dos danos no caso de acidente com moto. É o que vamos ver a seguir. 

Cabeça
Cerca de 70% dos acidentes fatais com motocicletas decorrem de ferimentos na cabeça. Então, usar capacete é indispensável. E aí fica a dica: use apenas os que são aprovados pelo INMETRO e respeite sua data de validade. Também mantenha a viseira abaixada e limpa para uma visibilidade plena. Pois, ao andar com a viseira levantada, você pode correr o risco de sofrer danos na visão por pequenos objetos arremessados por pneus de carros e caminhões. E acerte no tamanho: certifique-se de que não haja nenhuma folga entre a cabeça e o casco, lembrando-se sempre de afivelar e ajustar muito bem o capacete, para que ele não seja arremessado em caso de queda. Uma queda sem capacete pode ser fatal. 

Corpo
Roupas adequadas ajudam a minimizar as lesões caso o motociclista seja atirado da moto. Use roupas que protejam seu corpo por completo, inclusive pernas e braços. Mas não é só isso. Elas ainda evitam que o motociclista fique exposto aos fatores climáticos (sol e chuva), além de protegê-lo de qualquer objeto que possa atingi-lo durante o percurso. Dê preferência por roupas aprovadas por órgãos certificadores brasileiros e internacionais. Outro fator importante é o uso de faixas refletivas, que ajudam muito para que o motociclista seja visto por todos, principalmente à noite. 

Pés
A falta de proteção adequada para os pés é responsável pelo alto índice de fraturas entre os motociclistas. Por isso, é importante usar botas de alta resistência, que não tenham salto alto. Um acidente muito comum é o pé do motociclista raspar nas guias, valetas ou calçadas em curvas que exigem a inclinação da moto. Além disso, numa colisão lateral com outro veículo, o seu pé fica totalmente desprotegido se estiver com um calçado de uso diário. 

Mãos
A primeira autodefesa do condutor ao cair da moto é usar as mãos para amortecer o impacto contra o piso. Isso faz com que as mãos sofram arranhões e queimaduras na queda, às vezes irreversíveis. Daí a importância do uso de luvas de alta resistência. Temos hoje uma variedade expressiva de luvas desenvolvidas para motociclistas. 

CTB só obriga duas dessas proteções

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), apenas duas dessas proteções implicam multa caso não sejam usadas. São elas:

  • Uso de capacetes que protejam cabeça e olhos. Em caso de capacetes sem viseiras, é obrigatório o uso de óculos protetores. A não utilização dessas proteções implica multa de R$ 191,54, é considerada infração gravíssima e soma 7 pontos na carteira de habilitação.
  • Proteção para os pés. A não utilização de proteção para os pés implica multa de R$ 85,13, é considerada infração média e soma 4 pontos na carteira. 

Mas a atenção à segurança deve ir além da preocupação com a multa. Afinal, é a vida do motociclista que está em jogo.

Foto: Cesvi Brasil/Reprodução



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Yamaha YS 125 na Europa tem visual da moto brasileira

Projeto Motostory e Veteran Motorcycle Clube firmam parceria

Indian apresenta nova Roadmaster Classic nos EUA

Hayabusa's Day RS anuncia encontro 2017 em Porto Alegre

Ducati Mooca leva máquinas italianas para Zona Leste

Moto voadora Hoversurf Scorpion-3 vira solução áerea

KTM anuncia lançamento da linha de enduro 2017 no Brasil

Kawasaki Z900 esbanja potência e oferece pouca eletrônica

KTM 1290 Super Adventure S, pronta para qualquer aventura

Lego faz BMW R 1200 GS Adventure brinquedo de gente grande

Moto voadora Hoversurf Scorpion-3 vira solução áerea

Yamaha YS 125 na Europa tem visual da moto brasileira

Veja as 10 Nakeds acima de 600cc mais procuradas no site

Indian apresenta nova Roadmaster Classic nos EUA


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras