moto.com.br
Publicidade:

Acontece

CBM discute motociclismo com a Receita Federal

Confederação Brasileira de Motociclismo esteve em Brasília para reunião com representantes do serviço de fiscalização

18 de March de 2016
Compartilhe este conteúdo:

O presidente da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), Firmo Henrique Alves, esteve em Brasília na última terça-feira, 15/03, para participar de uma reunião com a Receita Federal. Estiveram presentes o Coordenador-Geral de Tributação da Receita Federal, Fernando Mombelli, o senador Valdir Raupp e os auditores fiscais da receita, Rui Diogo L. Borba e Alexandre Torres de Araújo.

Firmo Alves solicitou a reunião para tratar de interesses do motociclismo brasileiro. Durante o encontro com representantes da Receita Federal, o presidente da CBM defendeu questões que são reivindicadas pelos pilotos brasileiros.

O presidente da CBM, que por inúmeras vezes já esteve em Brasília para lutar pela Lei de Isenção de Impostos para importação de motocicletas, voltou a solicitar o benefício para os pilotos. A Lei chegou a ser aprovada, mas expirou em dezembro de 2015. A burocracia e a demora na regulamentação da Lei, impediram que o projeto saísse do papel e tornasse o sonho do motociclismo em uma realidade.

"Infelizmente no Brasil é tudo muito burocrático. Agora vamos continuar lutando e buscando essa oportunidade. Mesmo sem ser de responsabilidade da CBM, tomamos a frente, por entender que essa lei vai beneficiar os pilotos e nosso esporte. Essa é uma luta antiga, em que participo desde antes de me tornar presidente da Confederação", afirma Firmo Henrique Alves.

Firmo Alves ainda abordou com a Receita Federal sobre as apreensões de motocicletas que aconteceram nos estados de São Paulo e Minas Gerais. Representantes dos órgão justificaram que as operações foram locais, sazonais e isoladas.

O presidente da CBM defendeu que a maioria dos praticantes detém de motocicletas regulares e lamentou a repercussão negativa para o esporte. "Embora, a CBM não compactue com a prática de sonegação fiscal,  garanto que o motociclismo brasileiro não é uma rede do crime organizado, como foi abordado na imprensa.O motociclismo off-road é um esporte familiar e praticado por pessoas de boa índole. Infelizmente, alguns cometeram erros ao tentarem fugir da alta taxa fiscal do País, mas garanto que é a minoria", declara o presidente da CBM.

Foto: CBM (Comunic.Ativa)/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Linha Sportster da Harley-Davidson completa 60 anos

Megacycle acontece pela primeira vez em Paraty (RJ)

Kawasaki divulga nova tabela de preços de suas motos no Brasil

"All for Freedom, Freedom for All" é novo mote da Harley

Vídeo: Motociclista sobrevive a queda em abismo nos EUA

Dublê morre em acidente de moto na gravação de Deadpool 2

IPT faz testes com jaquetas com airbags para motociclista

Yamaha XTZ 250 Ténéré com novas cores na linha 2018

Dublê morre em acidente de moto na gravação de Deadpool 2

Kawasaki divulga nova tabela de preços de suas motos no Brasil

Ranking das motos mais vendidas em julho de 2017

Honda anuncia nova CB 190X Tourism em evento na China

Honda equipa motos CG 160 com freios CBS na linha 2018

Inglaterra estuda exército no combate ao crime com motos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras