moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Abraciclo: Produção de motos cai 9,2% em fevereiro

06 de March de 2015
Compartilhe este conteúdo:

A produção de motocicletas em fevereiro totalizou 110.809 unidades, volume 9,2% inferior em relação a janeiro (122.057). Todavia, em função do Carnaval e de ser um mês mais curto, fevereiro teve três dias úteis a menos de comercialização. Em comparação com o mesmo mês de 2014 (140.259 unidades), a queda na produção atingiu 21%, conforme levantamento divulgado pela ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

As vendas no atacado – para concessionárias – chegaram a 108.637 unidades em fevereiro, correspondendo a um crescimento de 3,7% em relação a janeiro (104.205 motocicletas). Na comparação com fevereiro de 2014 (138.228 unidades), houve retração de 21,8%.

No varejo, foram vendidas 93.796 motocicletas, o que representa um recuo de 13,7% ante o volume de janeiro (108.647 unidades) e de 21,5% em relação a fevereiro de 2014 (119.462). A média diária de vendas no mês chegou a 5.211 unidades, volume ligeiramente superior (0,72%) ao da média de janeiro (5.174), porém 12,7% menor em relação à de fevereiro do ano passado (5.973), que teve dois dias a mais de comercialização.

“Comparando as vendas no varejo dos primeiros bimestres de 2014 e 2015, envolvendo 253.094 e 202.443 unidades, respectivamente, houve queda de 20%, ou seja, uma perda de aproximadamente 50 mil unidades, em parte devido ao Carnaval, que no ano passado ocorreu em março, e também em função da retração da demanda, que ficou abaixo da previsão inicial do setor. É necessário aguardar o final de março, no entanto, para obter uma avaliação mais consistente da evolução da demanda nos primeiros meses deste ano”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Nas operações de exportação, o segmento de motocicletas registrou uma evolução de 14,6%, passando das 2.174 unidades de janeiro para 2.491 motos em fevereiro. Na comparação com o mesmo mês de 2014 (9.625), no entanto, as exportações caíram 74,1%, devido principalmente à redução de negócios com a Argentina, que até recentemente era o principal destino das motocicletas produzidas no Polo Industrial de Manaus (PIM).

Boas oportunidades
Por outro lado, com um cenário de retração do mercado de motos no país o motociclista pode aproveitar esse momento para fazer um excelente negócio na compra de uma nova moto, já que seu poder de compra ganha muito mais força nessa situação, com a possibilidade de conseguir ótimos descontos na negociação e ainda ganhar equipamentos, acessórios e outros benefícios.

Foto: Abraciclo/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MOTO.com.br renova layout da sua versão mobile

Eurobike oferece desconto para a linha S da BMW

Nova Kawasaki Ninja H2 Carbon chega por R$ 164 mil

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

MV Agusta promete Dragster especial em Verona

Triumph revela linha 2017 da Street Triple na Inglaterra

Polaris suspende atividades da Victory Motorcycles

Clássica Honda CB 1100EX chega aos EUA

Honda mostra moto que se equilibra sozinha na CES 2017

Nova naked Street Triple da Triumph deve ter motor de 800cc

Vídeo: Empinando no gelo a mais de 200 km/h de BMW S 1000 XR

LifeMotosBr: CB Twister - Relatório de 1 ano de uso da moto

Honda apresenta linha 2017 da aventureira XRE 300 no país

Triumph revela linha 2017 da Street Triple na Inglaterra


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras