moto.com.br
Publicidade:

Acontece

Abraciclo: Mercado de motos segue em queda no mês de julho

10 de August de 2016
Compartilhe este conteúdo:



De acordo com o balanço divulgado pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (ABRACICLO), foram produzidas 75.233 motocicletas no mês de julho, o que representa uma queda de 7,6% em relação a junho (81.387). Já na comparação com 2015, quando foram fabricadas 102.450 unidades, houve retração de 26,6%.

Seguindo a tendência de retração do mercado, as vendas no atacado sofreram queda de 7,2%, totalizando 71.760 unidades frente às 77.368 vendidas em junho. Se comparado ao ano anterior, o recuo é de 23,4%, quando foram comercializadas 93.654.

“O segmento ainda sofre com os impactos da crise político-econômica. Observamos com cautela o mercado. De qualquer forma, a tendência aponta para certa estabilidade nos próximos meses, considerando que, historicamente, trata-se de um período mais favorável para os negócios com motocicletas”, afirma Marcos Fermanian, presidente da entidade.

Diferente do registrado até o momento, as vendas externas sofreram retração de 50,4% em julho, com 3.798 unidades frente às 7.657 unidades comercializadas em junho. Em comparação com mesmo mês de 2015, a queda foi de 55,7%. No acumulado de janeiro a julho, no entanto, que totalizou 34.932 unidades, as exportações de motocicletas cresceram 30,3% comparadas ao volume de igual período do ano passado (26.815 unidades).

Emplacamentos
Segundo os dados de licenciamentos do Renavam, as vendas no varejo apresentaram uma pequena reação em julho. Frente ao mês anterior, foram licenciadas 74.417* motocicletas, o que representa um aumento de 1,5% ante o volume de junho, com 73.343 unidades. Já em relação a igual período de 2015, os números apresentam queda de 30,9% (107.741).

Mesmo com um dia útil a menos que o mês anterior, a média diária de vendas apresentou aumento de 6,3%, passando de 3.334 para 3.544 motocicletas em julho. Porém, na comparação com julho de 2015 (4.684), que teve dois dias úteis a mais que este ano, houve uma retração de 24,4%.

(*) Foram desconsiderados os ciclomotores usados, cujo licenciamento junto aos Detrans passou a ser obrigatório a partir da Lei nº 13.154, de 30/07/2015, e da Resolução Contran nº 555/15, de 17/09/2015.

 

Foto: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Honda é a maior vencedora do Prêmio Top Moto 2016

Licenciamento para motos com placa terminada em 0

Moto impressa em 3D tem motor da Kawasaki H2

Ducati tem nova tabela de preços para dezembro no Brasil

Yamaha MT-07 conta com novas cores para 2017

Mercado: Venda de motos cresce 13,27% em novembro

Detran.SP: Permissão internacional pode ser solicitada online

BMW apresenta a aventureira compacta G 310 GS

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017

Suzuki V-Strom 250 2017 mostra a cara no Salão de Milão

Yamaha promete inusitada Ténéré 700 para 2018

Honda CRF 1000L Africa Twin chega nas lojas a partir de R$ 64.900

Honda revela nova custom Rebel 500 nos Estados Unidos

Ducati barbariza com novos modelos da linha 2017


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras